GT Open: “Pódio em Silverstone para Ramos e Crestani”.

Por a 9 Setembro 2019 11:45

Em Inglaterra, novo Pódio para a dupla do Mercedes AMG #10 da SPS Automotive Performance.

Foi um fim de semana de sensações mistas para Miguel Ramos, no GT Open, que teve como palco a pista de Silverstone. O piloto português subiu ao pódio, mas o fim de semana ficou marcado por um incidente na corrida 2.

Para a Corrida 1 de sábado, Ramos e Fabrizio  Crestani, classificaram, nos treinos da manhã, o Mercedes no 4º lugar da grelha de partida, tendo cabido a Ramos iniciar a corrida. Quase toda a primeira parte da corrida foi com Safety Car, não existindo grandes mudanças de posições. Crestani ainda conseguiu subir uma posição, tendo desse modo alcançado o 3º lugar e consequente subida ao pódio.

Na qualificação da manhã de domingo para a Corrida 2, a dupla do Mercedes #10 classificou-se no 3º lugar da grelha, tendo cabido a Crestani fazer a primeira parte da corrida. No arranque Crestani ainda se defendeu de um dos Mclaren que o atacou, mas aguentou bem a posição. Após a troca de pilotos e com o handicap de tempo que tinham, Ramos caiu para 7º, tendo pouco depois passado o Ferrari #21 (ProAm), e logo de seguida começado a atacar o 5º lugar do Aston Martin #96.

Já na última volta, o Mclaren #59, que seguia em 3º abrandou bastante, pois não lhe interessava acabar em 3º por causa do handicap para a corrida seguinte, estratégia essa seguida também pelo Lamborghini #14. Este súbito abrandamento provocou o caos, pois Wilkinson no Aston, que estava a tentar segurar o lugar perante o ataque de Ramos, apanhou-os rapidamente. Ao entrar na secção conhecida por “Arena”, Ramos juntou-se ao trio e não hesitou, tentando passar pelo único lugar possível, mas Kodric no Mclaren #59 quando percebeu, fechou a porta e o toque foi inevitável, tendo arrastado também o Aston #96 de Wilkinson. Ramos ainda passou o Lamborghini #14 e cortou a meta no 3º lugar, mas uma penalização de 10seg, fez o Mercedes #10 cair para 5º.

Ramos declarou o seguinte no final da prova: “Foi lamentável o que sucedeu e as minhas desculpas, mas estar em pista a competir e ao encontrar dois carros muito lentos que perdiam mais de 5 segundos por volta, pensei que tinham uma avaria. Afinal era um jogo estratégico muito perigoso e que coloca em risco todos os intervenientes. Não acho nada justo a penalização de 10seg que sofremos. Eles embrulharam-se os três sem qualquer interferência da minha parte, pois limitei-me apenas a tentar passar pelo único local que me pareceu possível, porque pensei que tinham uma avaria. Como eles rodaram para o interior da curva e eu estava a tentar passar por lá, o toque foi inevitável”.

Em termos de Campeonato, as contas complicaram-se, tendo-se o fosso dilatado para 28 pts.

Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas GT OPEN
últimas Autosport
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.
Nós não partilhamos os seus dados pessoais com ninguém.