F1: Honda com problemas de novo?

Por a 7 Janeiro 2019 18:06

Os rumores sobre a evolução das unidades motrizes da Honda não são os melhores. Segundo o que foi escrito na imprensa germânica, as unidades nipónicas estão com problemas que impedem de rodarem a 100% o que pode influenciar o início da época.

2019 é um ano de grandes mudanças para a Honda e para a Red Bull. Depois de uma época 2018 em que a Honda trabalhou longe da pressão da McLaren, tentando piscar o olho à Red Bull, que abriu as portas da Toro Rosso para entender se valia a pena arriscar no material nipónico e finalmente deixar a relação com a Renault que ia de mal a pior (se é que isso era possível).

A Red Bull ficou convencida com o nível de desenvolvimento da Honda e assinou uma parceria com a marca japonesa, que este ano fornece a Red Bull e a Toro Rosso.

Apesar de saber que a Honda ainda está longe do nível da Mercedes ou Ferrari, a Red Bull apostou no potencial mostrado para chegar a esse nível de forma mais rápida, algo que não acreditavam ser possível com a Renault, afirmando que a potência dos motores japoneses já ultrapassa a dos motores franceses.

Acontece que os últimos rumores dão conta de problemas no desenvolvimento do motor deste ano, com a Autobild a noticiar um desacordo com a Honda e a consultora AVL, empresa responsável por testes e simulações e que já trabalhou anteriormente com a Ferrari. Segundo a publicação, chegou-se a um ponto de rutura entre as duas estruturas, especialmente entre o líder do projeto da AVL e os engenheiros da Honda.

Outro dos problemas que a Honda tem encontrado está relacionado com vibrações extremas na unidade motriz que impedem os engenheiros de usar a potência máxima. Um problema que já tinha acontecido nos tempos da McLaren e que pelos vistos se repete agora.

Helmut Marko confirmou a separação entre a AVL e a Honda, mas afirmou que foram tomadas medidas para minimizar esse revés e que Mario Illien já está a prestar ajuda no projeto afim de resolver os problemas. Apesar disso, a expectativa mantém-se e Marko continua com os mesmos objetivos para 2019.

A confirmar-se este cenário, parece uma repetição do que já aconteceu no passado, com a McLaren. Os problemas de vibração no motor eram comuns e em 2017 foi mesmo um dos grandes problemas no início da época, afetando a transmissão e a caixa de velocidades.

A parceria entre as duas estruturas é recente e estamos ainda numa fase de “lua de mel”. A Red Bull irá tentar minimizar a importância destes problemas e tirar a pressão da Honda, para que estes continuem a evoluir de forma favorável. Mas não deixa de ser preocupante que o mesmo problema que afetou o motor em 2017, esteja a ser sentido novamente em 2019. Os níveis de potência são certamente maiores e talvez por isso este problema esteja a surgir, mas não deixa de causar alguma apreensão este cenário que já foi visto no passado. Até fevereiro muito trabalho será ainda feito, mas o ano novo parece estar a trazer fantasmas antigos.

 

15
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas F1
últimas Autosport
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.