WRC, Rali difícil para a M-Sport

Por a 9 Setembro 2020 08:17

Chegar ao fim com os três carros foi o único mérito da M-Sport Ford. Teemu Suninen, Esapekka Lappi e Gus Greensmith terminaram entre o sexto e oitavo lugares, a ‘milhas’ dos adversários da Hyundai e Toyota.
Falta de testes, desenvolvimento, notam-se cada vez mais e a diferença dos Fiesta WRC para as restantes equipas é atualmente das maiores já vistas no passado a médio prazo do WRC. Faltou velocidade aos carros e confiança aos pilotos. Gus Greensmith ‘conseguiu’ ser totalmente ofuscado por Pierre Louis Loubet, que fez a sua estreia no WRC com um World Rally Car (desistiu, por avaria na direção do Hyundai, mas estamos a referirmos-nos apenas ao tempo que esteve em prova.
Para não falar de Takamoto Katsuta, que destruiu o carro, mas antes disso andou bem forte. Mau demais para ser verdade o que andaram os Ford. Para o Diretor da Equipa, Richard Millener: “Conseguimos o que queríamos este fim-de-semana, que era regressar aos ralis e voltar ao ritmo. Sabíamos que seria difícil lutar pelos melhores resultados.
Não tivemos o luxo de fazer o mesmo nível de testes que os nossos rivais e isso torna tudo muito mais difícil. Estou confiante de que voltaremos mais fortes nas próximas provas”, disse.

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Ralis
últimas Autosport