/formula1/f1/gp-emilia-romagna-f1-imola-implosao-da-mercedes-confirmou-fim-da-maldicao/
GP Emilia Romagna F1/Imola: Implosão da Mercedes confirmou fim da maldição | AutoSport

GP Emilia Romagna F1/Imola: Implosão da Mercedes confirmou fim da maldição

Por a 18 Abril 2021 16:44

Segunda corrida do ano, segundo grande espetáculo de automobilismo. A F1 deu um grande espetáculo em Imola, numa corrida que teve de tudo. Max Verstappen venceu a corrida, Lewis Hamilton recuperou de um erro grave e Lando Norris fez uma corrida fabulosa. 

Yuki Tsunoda, que já tinha o último lugar da grelha garantido, tinha uma penalização de cinco lugares por troca de caixa de velocidade e unidade motriz, devido ao incidente de ontem na qualificação. 

Lewis Hamilton largava da frente da grelha, mas os homens da Red Bull, Sergio Pérez e Max Verstappen, queriam ter o melhor arranque possível para conseguir o melhor lugar, numa pista onde as ultrapassagens não aparecem com facilidade. 

O céu de Ímola parecia estar carregado no começo da prova, com a ameaça de chuva a pairar sobre o traçado italiano, o que se concretizou meia hora antes da luz verde, com a pista a ficar muito molhada. A caminho da grelha, vários carros tiveram problemas. Um dos afetados foi Fernando Alonso, que perdeu o controlo do carro e bateu contra as proteções da pista. Não foi um toque muito severo, mas mostrava que a pista estava muito molhada em certas zonas.

A tarde também não começou da melhor maneira para a Aston Martin, com os travões do carro de Lance Stroll e Sebastian Vettel  a incendiarem-se a caminho da grelha, o que obrigou os mecânicos a trabalho extra. Vettel foi obrigado a largar das via das boxes, com os mecânicos a não conseguirem reparar o carro a tempo.

A grande maioria dos pilotos optou pelos intermédios e logo na volta de formação vimos que o spray iria complicar as primeiras voltas. Charles Leclerc perdeu o controlo do carro e quase acabou com a sua corrida antes ainda e começar, mas com a sorte do seu lado, o piloto da Scuderia conseguiu continuar.

O arranque foi intenso e logo na primeira curva Max Verstappen tocou em Lewis Hamilton e ficou à frente, depois de um excelente arranque. Sergio Pérez perdeu um lugar para Leclerc e mais atrás,  Carlos Sainz e Nicholas Latifi tiveram ligeiras saídas de pista, mas o piloto da Williams foi atirado contra as barreiras da pista pouco depois, num incidente com Nikita Mazepin o que levou à entrada de um Safety Car (SC). 

Os pilotos que mais perderam no arranque foram Lando Norris (dois lugares), Valtteri Bottas (dois lugares), Sergio Pérez (dois lugares) e Esteban Ocon a ser o mais prejudicado, com oito posições perdidas.

No recomeço da prova, quando o Safety Car saiu da pista, tínhamos Verstappen, Hamilton, Leclerc, Pérez e Ricciardo no top 5 . 

Hamilton tentou passar Verstappen na curva onde perdeu a liderança, mas não conseguiu, ficando pouco depois pressionado por Leclerc, que tinha um bom ritmo nesta fase. Verstappen conseguiu uma vantagem de 3 segundos logo na primeira volta. Mais atrás, Norris vinha de faca nos dentes e passava dois carros de uma vez e por pouco não passava também Gasly também (com pneus de chuva, o que se revelou uma escolha errada) pelo sexto lugar. A manobra foi concluída na volta seguinte, com Norris a fazer uma excelente recuperação.

Valtteri Bottas era décimo, seguido de George Russel, os Alfa Romeo eram 12º e 13º com Yuki Tsunoda em 14º, à frente de Alonso, Esteban Ocon e Vettel em 17º. Na frente, Verstappen já tinha cinco segundos de vantagem para Hamilton, que conseguiu sacudir a pressão de Leclerc. 

Sainz teve uma ligeira saída de pista na volta 11, não perdendo o sétimo lugar, enquanto Gasly lutava com a escolha errada de pneus em oitavo, “segurando” o pelotão atrás de si. 

Na volta 12 era anunciada a investigação a Pérez por ter ultrapassado em situação  de Safety Car, o que levou a uma penalização de  dez segundos, na mesma altura que Russell subia ao décimo lugar, passando por Gasly (o francês caía irremediavelmente para o fim do pelotão).

Na volta 15, Carlos Sainz voltou a sair de pista  com mais um erro que por sorte não custou mais caro ao espanhol. 

Lando Norris pediu à equipa que o deixasse passar por Ricciardo, afirmando que tinha mais ritmo que o colega de equipa. Os responsáveis da McLaren acederam ao pedido, tendo em conta que estavam a 15 segundos de Leclerc e tinham vantagem de 13 segundos para Sainz. Em poucas voltas, o britânico conseguiu seis voltas de vantagem para Ricciardo, confirmando o seu andamento superior. 

A pista começava  a secar, mas não o suficiente para colocar pneus slicks, numa decisão que teria de ser bem calculada. Verstappen mantinha-se na frente com 5 seg. de vantagem sobre Hamilton. Leclerc fazia uma corrida solitária, sem andamento para os homens da frente e mais rápido que os McLaren. Mais atrás Sainz, Stroll, Bottas e Russell mantinham-se no top 10.

Sebastian Vettel foi o primeiro a trocar para pneus slicks na volta 22, na mesma altura que recebeu uma penalização de 10 seg. Stop & Go por não ter os pneus colocados a tempo para o procedimento de arranque na grelha. 

Na volta 25, Hamilton afirmava que tinha mais aderência a aproximava-se de Verstappen, com a distância que tinha sido de 5 seg. a ser reduzida significativamente.

A volta 28 viu Verstappen entrar para as boxes para colocar pneus médios, enquanto Hamilton tentava o overcut, na volta em que a maioria das equipas trocou de pneus. Hamilton entrou nas boxes pouco depois, mas uma paragem mais lenta impediu o britânico de passar para a frente da corrida. Pérez parou pouco depois e cumpriu a penalização de dez segundos, com Norris a ser promovido ao quarto lugar. 

Na volta 31, Verstappen tentava passar pelos retardatários e perdia algum tempo, mas segundos depois tivemos um golpe de teatro. Hamilton errou e saiu de pista, caindo para sexto, com danos na asa da frente. O pior aconteceu entre  Russell e Bottas. O finlandês fechou a porta a Russell e o britânico perdeu  o controlo do carro, ficando ambos os pilotos fora de prova. A corrida foi interrompida enquanto os carros eram recolhidos na Tamburello. Russell foi tirar satisfações a Bottas que lhe mostrou dedo médio em resposta. 

Verstappen era primeiro, seguido de Leclerc, Norris, Pérez, Sainz, Ricciardo, Stroll, Raikkonen, Hamilton e Tsunoda.  

Depois de uma interrupção demorada, o Safety Car saiu para a pista, liderando o pelotão, num arranque que iria ser atrás do SC. Verstappen e Leclerc começavam com pneus médios enquanto Norris e Pérez escolhiam os macios. Verstappen e Raikkonen mostravam dificuldades em manter o carro em pista, mas o holandês manteve a liderança e no arranque tratou de ganhar vantagem, enquanto Norris passou Leclerc e subiu ao segundo lugar.

Verstappen e Norris fugiam da concorrência e colocavam dois segundos de vantagem em relação a Leclerc e Pérez, vantagem que se diluiu ligeiramente para Norris, que talvez tenha levantado um pouco o pé para gerir os pneus. 

Hamilton era oitavo, mas não conseguia passar Stroll, que aguentava o Mercedes atrás de si. 

Na volta 38, Pérez saiu de pista e caiu para 14º lugar, numa tarde que ia de mal a pior para o mexicano. Na volta seguinte, Hamilton passou Stroll e subiu para sexto, com Ricciardo em quinto nesta fase, algo que não se manteve por muito tempo, pois Hamilton passou o australiano com facilidade, quando faltavam pouco mais de 20 voltas. 

Verstappen continuava na frente, mas a Mercedes apontava ao segundo lugar tendo de passar pelos Ferrari e pelo McLaren de Norris. Hamilton começou a atacar Sainz enquanto na frente Leclerc começava a atacar Norris, numa luta que prometia. Na volta 50, Hamilton passou Sainz e era agora quarto, enquanto Lando Norris queixava-se de vibrações estranhas no seu carro. Hamilton estava cada vez mais perto de Leclerc, mas não conseguia concluir a manobra.

Na volta 55 Hamilton passou Leclerc e assumiu o terceiro lugar, estando agora com o segundo lugar logo à sua frente, na mesma altura em que Tsunoda era penalizado com 5 seg. por exceder os limites de pista.

A três voltas do fim, Hamilton passou Norris, depois de uma excelente defesa do jovem compatriota da McLaren, que tinha agora como missão defender-se do ataque de Leclerc. Verstappen tinha 20 seg. de vantagem e só um cataclismo lhe retiraria a hipótese de quebrar a maldição italiana. 

Na volta final, Vettel foi obrigado a desistir com problemas na caixa de velocidade, um problema que afetou ambos os carros da Aston desde o meio da prova.

Verstappen cruzou a linha de meta em primeiro lugar, seguido de Hamilton e Norris completou  o pódio, sem que Leclerc voltasse a aproximar-se do #4 da Mclaren. Seguiram-se Sainz, Ricciardo, Stroll, Gasly, Raikkonen e Ocon.

Subscribe
Notify of
86 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Lisboa
Lisboa
23 dias atrás

Emoção não faltou, lutas em pista, quase lutas fora de pista, muitas ultrapassagens, muitos piões e muitos erros. A enorme vitória do Max só se compara à ENORME sorte que o Hamilton teve aquando da sua azelhice. Foi uma corrida onde houve pilotos que se destacaram pela positiva, tais como os pilotos do pódio (excelente o Norris que não meteu pé em ramo verde), mas a grande estrela do GP foi mesmo a chuva, que fez com que quase todos os pilotos cometessem erros, uns mais que outros. Gasly, Tsunoda, Perez, Bottas, foram os mais prejudicados pelos próprios erros e… Ler mais »

Génesis
Génesis
Reply to  Lisboa
22 dias atrás

Enorme sorte do Hamilton?
Então o Max??? Tb não teve Enorme sorte?

Scuderia Fast Turtle
Scuderia Fast Turtle
23 dias atrás

Mas então pode se ou não andar de marcha atrás dentro da pista ou é só para alguns?

tp84
tp84
Reply to  Fast Turtle
23 dias atrás

sempre se pôde! só nao se pode no piltane

Frenando_Afondo™
Frenando_Afondo™
Reply to  Fast Turtle
23 dias atrás

Mas então pode-se ou não empurrar carros para fora mesmo quando estão lado a lado ou é só para alguns?

Cloverleaf
Cloverleaf
23 dias atrás

2 perguntas para os experts:
. Porque é que o Hamilton fica na mesma volta do líder aquando do recomeço da corrida quando tinha uma volta de atraso?
. A marcha atrás do Inglês não é um unsafe rejoin?

Charutus GT
Charutus GT
Reply to  Cloverleaf
23 dias atrás

Julgo que as suas perguntas (e de uma grande parte dos fãs da F1) ficarão sem resposta…

Lagaffe
Lagaffe
Reply to  Cloverleaf
23 dias atrás

desde há alguns anos decidiram que o em casos de bandeira vermelha anulava-se a vantagem da primeira parte da corrida. É um reset total. Pode parecer injusto mas recordo-me de seguir corridas onde se acumulava a diferença de tempos entre as duas partes e era uma grande confusão.

Pity
Pity
Reply to  Cloverleaf
23 dias atrás

Quanto à recuperação da volta, aplica-se a mesma situação do safety car. Já viu, certamente, que quando há um SC em pista, os pilotos com uma volta de atraso, recuperam essa volta.
Quanto à marcha atrás, foi feita quase toda fora da pista, , só entrou na pista o mínimo indispensável para retomar a prova. Não conheço o que o regulamento diz sobre isso.

ZecaPower
ZecaPower
Reply to  Pity
23 dias atrás

Um piloto em situação de corrida não pode entrar de marcha atrás na pista. Bandeira amarela é considerada situação de corrida. É das situações mais perigosas que se pode ter. Até porque estava numa curva e molhado.

Pity
Pity
Reply to  Pedro Cunha
22 dias atrás

O piloto não andou em marcha atrás na pista. Andar de marcha atrás, subentende-se percorrer alguns metros, no mínimo, em marcha atrás. O que Hamilton fez, foi andar na gravilha, em marcha atrás, até poder pôr as rodas no asfalto, retomando de imediato o sentido normal da marcha. Se tivesse feito algo de irregular, ou perigoso, teria sido penalizado, até porque, ontem, os comissários estavam com a mão pesada.

ZecaPower
ZecaPower
Reply to  Pity
22 dias atrás

Desculpe mas devemos ter visto corridas diferentes. Andou e bem dentro do asfalto. Até podia ter andado só um metro. Um piloto em situação de corrida não pode entrar de marcha atrás na pista naquele sitio, é uma situação perigosa. O que os comissários fizeram foi que não o interpretaram como perigosa. É caso a caso. Agora falta ver se fosse a outro piloto ou outra equipa se isso acontecia. São situações que não deviam ser ambíguas. Tal como os limites de pista.

Last edited 22 dias atrás by Pedro Cunha
tp84
tp84
Reply to  Pedro Cunha
22 dias atrás

Deixe de inventar regras que lhe dão jeito. Já existe um regulamento!

tp84
tp84
Reply to  Cloverleaf
23 dias atrás

Quanto à volta de atraso, Artigo 4.15.3 do F1 Sporting Regulation, e mais não digo. O unsafe é relativo, numa zona com bandeiras amarelas ou duplas amarelas o pilotos são avisados de que existe uma situação anormal, ou pista parcialmente ocupada, por outro lado, o Hamilton nunca ocupa sequer metade da pista, logo não obriga a mudanças de trajetoria na abordagem normal à curva. Tendo isto em conta, não vejo como se pode conclir que é unsafe re-entry. Esta questão de re-entrada perigosa em pista acontece qd se volta à pista em ritmo normal de corrida, ou se atravessa a… Ler mais »

Cloverleaf
Cloverleaf
Reply to  Cloverleaf
23 dias atrás

Bom, parece que não se pode fazer perguntas neste fórum!
2 pontos negativos? Tá certo…

Pity
Pity
Reply to  Cloverleaf
23 dias atrás

Preocupa-se com isso? Eu já levei negativos por dar uma informação.

tp84
tp84
Reply to  Pity
22 dias atrás

pelos visto partilhar aqui o regulamento tbm dá direito a pontos negativos… ahahah
Admito que me dá um gozo tremendo ver todo este ressabiamento, depois de serem desarmados sem apelo nem agravo por 11 simples caracteres ” Artigo 4.15.3″

Frenando_Afondo™
Frenando_Afondo™
Reply to  Cloverleaf
23 dias atrás

Outra pergunta que parece ninguém fazer porque envolveu Max:
. Porque é que o Max pode empurrar carros para fora, mesmo estando lado-a-lado a lutar por posição sem haver consequências?

no-team
no-team
Reply to  Frenando_Afondo™
22 dias atrás

Acho que você foi o único que viu o Max fazer isso. Se está a referir-se ao arranque e consequente confronto entre o Max e o hamilton na 1a chicane, tenho a dizer-lhe que foi tudo completamente legal.

manuel moita
manuel moita
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

Talvez sim ou talvez nao e conforme o vento ou os totos que fazem de comissarios pois acho que deviam de ser sempre os mesmos todo o ano para terem criterios iguais

*RPMS*™
*RPMS*™
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

Foi algo que só ele viu na hater.tv, a televisão dos facciosos…

Cumprimentos

can-am
can-am
23 dias atrás

O Hamilton tem uma bruta lsorte e o carro que guia suscita algumas dúvidas em muita coisa :poupa pneus como nenhum outro, é aparentemente indestrutivel,consegue andar velocissimo com danos na asa, e esforços no motor etc. A sensação que dá, não pondo em causa o grande valor do inglês, é que parece que aquele carro é diferente dosoutros. O outro Mercedes só de aspecto é igual.
O Vestappen precisa de ser muito melhor e um sem falhas. Porque só melhor não chega.

rr
rr
Reply to  Speedway
23 dias atrás

Sem Dúvida que aquele carro anda diferente dos outros ..Chama-se KIT Mãozinhas …tal e qual quando começou a sua carreira no mesmo carro de um Piloto chamado Fernando Alonso e lhe deu uma ratada das grandes.

GuiMoreiraMclaren
GuiMoreiraMclaren
Reply to  RR
23 dias atrás

Vocês muito gostam de continuar a bater nessa tecla do Hamilton ter papado o Alonso em 2007 quando chegaram ao fim do ano com o mesmo nº de pontos, onde toda a gente sem palas sabe que a equipa levava o Hamilton ao colinho na equipa britânica trabalhavam sempre em prol do hamilton!
Em 2012 e 2013, o Alonso com um Ferrari muito inferior ao Mclaren e a Mercedes, papou muitas vezes o Hamilton na corrida com boas ultrapassagens no braço, mas claro isso já não interessa falar a muito boa gente fanática do inglês!

tp84
tp84
Reply to  GUILHERME Rodrigues
23 dias atrás

O Alonso era “SÓ” bi-campeão, o Lewis um rookie! Acho que isto basta…

Marte
Marte
Reply to  TP84
23 dias atrás

Protegido do Ron Dennis, só assim se safou!

tp84
tp84
Reply to  Robin Hood
23 dias atrás

Porque Ron é que conduzia o carro!! Tá certo…

tp84
tp84
Reply to  TP84
22 dias atrás

podes usar quantas contas quiseres para dar pontos negativos, é par ao lado que durmo melhor. Já tu, é só pesadelos e insónias à conta do Hamilton.

*RPMS*™
*RPMS*™
Reply to  GUILHERME Rodrigues
23 dias atrás

Olhe, só tenho uma coisa a dizer do seu comentário: Muitíssimo bem escrito!

Cumprimentos

*RPMS*™
*RPMS*™
Reply to  *RPMS*
22 dias atrás

E acerca da questão do empate só acrescentar que o 2º e 3º lugar desse ano só foi atribuído através de um dos critérios de desempate.
Ora se teve que se recorrer ao critério de desempate quer dizer que houve…empate!
Ponto final. Não há mais nada a acrescentar.

Cumprimentos

Honda Power
Honda Power
Reply to  GUILHERME Rodrigues
23 dias atrás

Outra vez a mesma história? Por uma mentira ser repetida mil vezes não passa a verdade… o Hamilton foi segundo e o Alonso terceiro… ponto final. Não há mais nada a acrescentar.

Frenando_Afondo™
Frenando_Afondo™
Reply to  GUILHERME Rodrigues
23 dias atrás

Final de 2007:
Hamilton – 2º
Alonso – 3º

Alonso, bi-campeão e ajudado nas primeiras 4 corridas em que Hamilton foi impedido de ultrapassar. Depois ainda tentou ganhar de maneira ilegal uma pole-position (que lhe custou o campeonato).

Hamilton, rookie na F1. Impedido de ultrapassar Alonso nas primeiras 4 corridas.

A realidade é que Alonso foi papado à cebolada pelo Hamilton. Os factos não mentem.

no-team
no-team
Reply to  Frenando_Afondo™
22 dias atrás

Ajudado nas primeiras corridas? O jantar ontem deve ter sido carregadinho para esses lados! Ainda se desse os exemplos do GP de Fuji, do Canadá, até mesmo em Indianapolis, corridas em que claramente papou o Alonso, ainda tornava o comentário um pouco mais credível. Mas se começa a entrar pelo que aconteceu na Hungria, se entra na alucinação das primeiras corridas, perde qualquer tipo de razoabilidade. Já agora, e como terminaram ambos com os mesmos pontos, também pode enumerar circuitos em que o Hamilton foi papado à cebolada, sim, porque isso também aconteceu.

MurrayWalker
MurrayWalker
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

Nas primeiras corridas existiram umas situações dubias em que pareceu que anteciparam o resbastecimento do Hamilton para o Alonso ganhar a posição. Hamilton queixa-se disso pela primeira vez no Mónaco. Relembro que naquela altura, o que funcionava para ganhar posição era o overcut. De qualquer forma, o rookie tinha basicamente o campeonato no bolso a duas provas do fim. Doze pontos (30 na moeda atual) de avanço eram mais que suficientes. O que aconteceu na China, foi 90% responsabilidade da McLaren. Ainda hoje me questiono, como foi possível deixarem o Hamilton em pista até os pneus se desfazerem literalmente. A… Ler mais »

no-team
no-team
Reply to  Murray Walker
22 dias atrás

O GP do Mónaco foi também (para quem não sabe) o princípio do fim da relação entre o Alonso e Ron Dennis, sendo que na qualificação da Hungria se tornou público o mau estar, com consequências irreparáveis. No Mónaco, o Alonso tirou um pole limpinha e fez o que tinha a fazer na corrida, sempre com o ritmo do inglês totalmente sob controlo. Este artigo que saiu na BBC, conta detalhadamente o episódio ocorrido no Mónaco e como isso teve um impacto brutal na relação do Alonso com a restante equipa.
https://www.bbc.com/sport/formula1/46225204

no-team
no-team
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

Só para completar, não estou com isto a dizer que o Hamilton não fez o que lhe competia. Os bons rapazes na F1 normalmente não se sagram campeões.

MurrayWalker
MurrayWalker
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

Já antes do Mónaco tinham existido umas coisitas.

Quanto à pole limpinha do Alonso. Depende do ponto de vista. Se Hamilton tinha combustível para mais 5 voltas (10kgs.) e com esse peso adicional perdeu a pole por 195 milésimas. Alguém na equipa o carregou de combustível. Resta saber se foi intencional para não conquistar a pole. Na corrida não teve qualquer possibilidade, mesmo ficando mais 5 voltas em pista.

no-team
no-team
Reply to  Murray Walker
22 dias atrás

O Hamilton não tinha peso adicional nenhum. Quando o Alonso parou, o Hamilton foi chamado às boxes três voltas após a paragem do espanhol, não cinco voltas depois como o Hamilton desejava, e por uma razão muito simples. O que explica o artigo, é que mesmo que o Hamilton ficasse mais cinco voltas na pista, não seria o suficiente para o ultrapassar o Alonso, porque ficou evidente, logo após o regresso do Alonso á pista com o depósito cheio, que os tempos do Hamilton não estavam a ser suficientemente fortes para fazer o undercut, por isso foi chamado mais cedo… Ler mais »

no-team
no-team
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

Em relação ao peso na qualificação, foi uma decisão tomada em conjunto com a equipa. Não ficou claro que tinha ritmo para bater o Alonso na qualificação, ou na corrida, bem pelo contrário. Pelo que a sua atitude passivo-agressiva após a corrida, corroborada pelo chefe de equipa, foi um tiro completamente ao lado. Desde que se sentou num carro de F1, o Hamilton não se pode queixar do tratamento recebido.

MurrayWalker
MurrayWalker
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

Que trapalhada de resposta que deu. Eu referi que o Hamilton não teria qualquer hipótese na corrida. Precisamente por não ter ritmo suficiente mesmo com o carro mais vazio. O meu caro vem novamente repetir o mesmo. Eu já estava de acordo consigo homem.

O Hamilton não tinha peso adicional?! Bem pelo contrário?! 10 kgs. representam no mínimo 0.3 segundos.

Nesse ano, as queixas do Hamilton são tão válidas como as do Alonso. Nenhumas delas tem grande fundamento. Aquilo era a McLaren de Ron Dennis, não era a Ferrari.

no-team
no-team
Reply to  Murray Walker
22 dias atrás

O que lhe quero dizer é que foi tomada uma opção estratégica antes da corrida começar, acertada entre piloto e equipa, como sempre acontece e que teria de ser respeitada acontecesse o que acontecesse. A estratégia do Hamilton passava por ficar mais voltas na pista em relação ao Alonso, estratégia que o Hamilton não fez resultar, ponto final. Criar uma versão de que teria sido prejudicado durante a corrida, suportada pelo líder da equipa, é uma posição que merece uma queixa válida por parte do Alonso. Já nem vou ao facto de o Alonso também ser piloto da Mclaren, logo… Ler mais »

MurrayWalker
MurrayWalker
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

O Alonso recebeu uma reprimenda de quem?!

A versão oficial da McLaren que eu conheço. Foi sempre que o Hamilton entrou mais cedo do que o previsto porque estavam com o receio de um SC

no-team
no-team
Reply to  Murray Walker
22 dias atrás

O Ron Dennis, estupidamente disse no final da corrida “i virtually had to decide in advance who won the race”. O que não só é uma enorme falta de respeito, por quem, de facto venceu a corrida, como é também mentira. O Dennis deixou implícito que, o Hamilton podia ter vencido aquela corrida, o que associado aos comentários queixosos o Hamilton, colocaram o Alonso numa situação no mínimo desconfortável. Quando na verdade, o que se passou foi que o Alonso fez o seu trabalho de forma exemplar, uma corrida completamente controlada, contra um adversário que teve a oportunidade de fazer… Ler mais »

MurrayWalker
MurrayWalker
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

Nesta frase “i virtually had to decide in advance who won the race”. Só com muita fantasia se consegue ver aqui implicito que Hamilton deveria ter vencido a corrida. A sua interpretação das palvaras de Ron Dennis, é absolutamente fantasiosa.

no-team
no-team
Reply to  Murray Walker
22 dias atrás

Então um dia destes, talvez possa partilhar a sua interpretação destas palavras.

MurrayWalker
MurrayWalker
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

A interpretação é simples. A determinada altura teve que decidir quem ia ganhar a corrida. Óbviamente era quem teve o mérito de estar na frente quando ele tomou a decisão.

no-team
no-team
Reply to  Murray Walker
21 dias atrás

Mas a questão é que ele não decidiu nada, quem ganhou a corrida fê-lo por mérito próprio porque foi melhor. O Hamilton entrou mais cedo que o suposto nas boxes porque estava a perder tempo, não porque estava com a possibilidade de fazer o undercut. O Ron Dennis não decidiu absolutamente nada, além de subtrair mérito a um dos seus pilotos de maneira complemente estúpida, tendência que se foi repetindo ao longo do ano, culminando no patético episódio da qualificação na Hungria.

*RPMS*™
*RPMS*™
Reply to  Frenando_Afondo™
22 dias atrás

Final de 2007:
Alonso – 109 pontos.
Hamilton – 109 pontos.
Ron Dennis Gp China, declara publicamente que a equipa corria contra Alonso.
A realidade é que mesmo com a equipa a favorecer Hamilton, Alonso consegue fazer os mesmos pontos que o inglês. Os factos não mentem.

Cumprimentos

MurrayWalker
MurrayWalker
Reply to  *RPMS*
22 dias atrás

O meu caro consegue transcrever aqui a pergunta que o jornalista fez ao Ron Dennis, que levou à criação do mito que a equipa estava contra Alonso?

*RPMS*™
*RPMS*™
Reply to  Murray Walker
22 dias atrás

“…que levou à criação do mito que a equipa estava contra Alonso?”
Meu caro, com todo o respeito que você me merece, não o faço apenas por um motivo: você no que diz respeito a qualquer questão com o Hamilton fica “inargumentável”!
Por isso, como você é um forista que eu realmente prezo, não o vou fazer porque sentir-me-ia uma espécie de José Alberto Carvalho a ser convencido do contrário de algo que toda a gente sabe, como numa entrevista recente…

Cumprimentos

MurrayWalker
MurrayWalker
Reply to  *RPMS*
22 dias atrás

Caríssimo, o respeito é mútuo. Todos sabemos que a resposta do Ron Dennis foi esta: “We weren’t racing Kimi, we were basically racing Fernando.” O que eu pretendo saber é qual foi a pergunta? Eu sei que estava relacionada com o Kimi e com a Ferrari. Mas qual foi verdadeiramente a pergunta? Se eu tiver dado a seguinte resposta: “O *RPMS* é o melhor forista do AS”. Formule o meu caro, uma pergunta tendo em conta que a minha resposta, é verdadeira, sincera e honesta. Formule uma outra pergunta para o caso da minha resposta estar carregada de ironia. E por fim, formule uma pergunta, para… Ler mais »

Last edited 22 dias atrás by Murray Walker
manuel moita
manuel moita
Reply to  GUILHERME Rodrigues
22 dias atrás

Foi voce que experimentou os dois carros pois ja me tinham dito que um espertinho tinha tido essa possibilidade esta defeito o Misterio HA HA HA HA

Marte
Marte
Reply to  RR
23 dias atrás

Vai ver bicicletas Giga! Diz lá onde foi a ratada. O Hamilton fez o que fez porque era o protegido do Ron Dennis. Mais os pontos no final foram os mesmos. GP de 2007.

kkk698
kkk698
Reply to  RR
22 dias atrás

Só o Hamilton tem kit de unhas, vá vender essa a outro

manuel moita
manuel moita
Reply to  RR
22 dias atrás

Grande verdade mas os burros acham que tem 2 Motores nao a nada a fazer o outro o Trafulha de Vermelho e que era Bom ganhou 3 Titulos com ajudas nao vale a pena a gente que nunca muda

Frenando_Afondo™
Frenando_Afondo™
Reply to  Speedway
23 dias atrás

Vale tudo para denegrir o mérito dos outros. Mas a realidade é que o RB este ano está melhor que o Mercedes, no entanto Hamilton continua a dar luta.

Inventa outras. O Max deu um encontrão ao Hamilton e não sofreu danos nenhuns, o Pérez andou a voar por cima dos correctores e não sofreu danos nenhuns, não quer acusar esses de batotice ou só conta quando envolve o inglês.

Vai lá comer mais melão.

Cross_Road
Cross_Road
Reply to  Speedway
23 dias atrás

Não sei o que lhe aconteceu anteriormente so falava da Ferrari e dos padrinhos da FIA, carros vermelhos faralhados… mudou o disco este ano?

JP INAU
JP INAU
23 dias atrás

Mal comecei a ler o artigo, mas decidi começar por comentar baseado por aquilo que vi, e do que já revi. 1- Não houve um único piloto a fazer um GP sem sequer Norris, o homem do dia que precisou que o engenheiro lhe dissesse que o problema de embraiagem que sentiu no final da corrida, se devia a estar a conduzir como uma velhinha, com o pé a descansar no pedal da embraiagem. 2 – Hamilton valeu por mais uma vez mostrar que se é preciso recuperar de trás para a frente, ele é o homem. Aprendeu muito com… Ler mais »

kmsdigitais
kmsdigitais
23 dias atrás

Com esta nova realidade de panóplia de tecnologia e regras, nem sabia que um F1 actual tinha marcha atrás…e esta hein?!

Cross_Road
Cross_Road
Reply to  kmsdigitais
23 dias atrás

Marcha-atrás e alguns dos motores (não tenho a certeza acerca dos Mercedes) têm a possibilidade de voltar a ligar o motor pelos seus proprios meios, como se tivessem motor de arranque coisa que não tinham para poupar peso etc.

tp84
tp84
Reply to  Cross_Road
22 dias atrás

desde o inicio da era hibrida que os carros usam as baterias para colocar o ICE a trabalhar, mas como a vontade de apontar o dedo é tanta, a idiotice vem à superficie, e dps é comentarios como o seu a torto e a direito.

*RPMS*™
*RPMS*™
23 dias atrás

A implosão da Mercedes chamou-se Max Verstappen. Corridão!

Cumprimentos

no-team
no-team
Reply to  *RPMS*
22 dias atrás

Exacto, não vi implosão nenhuma. Vi um piloto que assim que assumiu o 1º lugar, fez aquilo que tantas vezes tem feito o Hamilton quando tem o melhor carro, ou seja, geriu a corrida como lhe bem apeteceu, com um ritmo de corrida muito acima dos outros.

tp84
tp84
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

ritmo de corrida superior até à volta 16, dps disso o o Hamilton recupera 4s, que depois perde na box.
Depois da paragem ainda recuperou dos 5.5s até aos 2,5/3s, altura em que comete erro ao dobrar o Russell.
Max é justo vencedor, mas não teve o melhor ritmo em corrida.

no-team
no-team
Reply to  TP84
22 dias atrás

No começo o Max ultrapassou o Hamilton e rapidamente abriu um fosso até ao acidente do Latifi. No segundo arranque, ganhou 5s ao Hamilton em duas voltas, vantagem que se manteve estável até altura do primeiro pit stop, o que demonstra que o Max estava a gerir o ritmo da corrida, claramente mais a controlar do que atacar. Se é verdade que o pit stop do Hamilton foi lento, também é verdade que o Max teve uma volta complicada por causa das dobragens e perdeu aí tempo importante, quando o Hamilton começou a sua ronda de dobragens, sabemos o que… Ler mais »

MurrayWalker
MurrayWalker
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

O que me transpareceu foi o Mercedes do Hamilton a demorar umas 2 a 3 voltas a meter os pneus à temperatura. Não sei se caracteristica do carro, ou da condução do Lewis. Nessas 3 voltas de cada inicio ou reinicio, perdia 5 a 6 segundos. A partir daí os tempos eram semelhantes, por algumas voltas. Mas depois mais para o final da vida útil dos pneus, o Hamilton ganhava carradas de tempo ao Max. O Max não estaria a gerir, caso contrário nunca teria deixado o Hamilton aproximar-se o suficiente para fazer o undercut, como aconteceu nas voltas antes… Ler mais »

no-team
no-team
Reply to  Murray Walker
22 dias atrás

O Hamilton disse no final da qualificação de sábado, que as baixas temperaturas o ajudaram a estar na pole, portanto assumo que não tenha sido um problema, pelo contrário. Quando o Hamilton saiu de pista, a diferença entre ambos estava na casa dos 3s, mas numa altura em que o Max já se tinha livrado das dobragens, por isso, assumo que sem o erro, a vantagem voltaria a estar na casa dos 5s de diferença. O Hamilton circunstancialmente aproximou-se do Max, mas a margem, pareceu sempre controlada, no que me pareceu ser uma prestação conservadora do Max.

MurrayWalker
MurrayWalker
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

As condições de pista no sábado não têm nada a ver com as de domingo. E presumo que Hamilton se estava a referir mais ao motor que aos pneus.

Então o meu caro acha que a margem que desceu de 6 para 1.8 seg. antes do primeiro pit-stop era o Max a controlar?

Tivesse a Mercedes feito um pit-stop normal e o controlo ia por água abaixo. Se bem que eu acho que mesmo que o Hamilton após o pit-stop fizesse a chicane a frente do Max. O holandês passaria por ele ainda antes do final da volta.

no-team
no-team
Reply to  Murray Walker
22 dias atrás

Pois, podia estar a referir-se ao motor, ou aos pneus, seja como for, temperaturas baixas parecem beneficiar os Mercedes. Para além de que, não me parece que o Max conseguisse extrair todo aquele tempo por volta, só porque conseguia colocar temperatura mais facilmente nos pneus, inclusivamente, vimos o Max perder o controlo do carro atrás do SC, precisamente por não colocar temperatura ideal nos pneus. Pareceu-me só que, quando o Max puxava pelo carro o tempo por volta estava lá, e se fosse preciso recorrer a um modo mais atacante, havia margem para o fazer.

MurrayWalker
MurrayWalker
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

Sabe-se que no Bahrain as temperaturas altas afetaram o desempenho do motor da Mercedes. Mas não tiveram qualquer efeito negativo nos pneus. Pelo contrário, toda a estratégia da Mercedes foi montada porque tinham alguns indicadores que a Redbull teria aversão a turnos mais longos, por desgastar mais os pneus nas altas temperaturas. Não é o tempo que o Max conseguia extrair que está em causa. As voltas dele nos reinicios até parecem muito certinhas com as voltas seguintes. Já as do Hamilton, têm uma diferença de tempo enorme entre as duas primeiras voltas e as seguintes. Não lhe parece estranho,… Ler mais »

Last edited 22 dias atrás by Murray Walker
no-team
no-team
Reply to  Murray Walker
21 dias atrás

Pois não sei, estou só a corroborar o que disse o Hamilton após a qualificação de sábado, que as temparaturas mais baixas os ajudaram, se no domingo ainda mais baixas estiveram, vou considerar que prejudicados não foram.

no-team
no-team
Reply to  NOTEAM
21 dias atrás

… Não me parece nada estranho que o Max não tenha conseguido a volta mais rápida da corrida, pois quando montou os slick, rapidamente abriu um fosso enorme para o Norris, não teve a necessidade de continuar a forçar o ritmo porque a liderança estava controlada. Ambos fizeram as suas melhores voltas da corrida a 3 voltas do fim, com uma diferença enorme entre ambos, o que parece bastante evidente que o Max não se esforçou nem um bocadinho para atacar a fastest lap, mas sim controlar a liderança, não havia necessidade de forçar ao máximo com uma vantagem de… Ler mais »

tp84
tp84
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

Mas antes da paragem os 5.5s ja iam em menos de metade. A RBR parou na casa dos 2s, a Merc nos 4s.

no-team
no-team
Reply to  TP84
22 dias atrás

Não se esqueça que o Max já tinha ultrapassado aquele complicado processo das dobragens, o Hamiton quando sai de pista estava ainda envolvido nesse processo, portanto tecnicamente a vantagem do Max rondava os 5s.

MurrayWalker
MurrayWalker
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

Eu sei, mas na última volta que fizeram em ar limpo o Hamilton ganhou-lhe 1 segundo.

no-team
no-team
Reply to  Murray Walker
22 dias atrás

Qual foi essa volta? Tendo em conta que o Hamilton parou na volta 29 e saiu de pista na 31, não sei até que ponto o Max não perdeu tempo atrás de carros mais lentos nessa tal volta em que o Hamilton lhe ganhou 1s, tenho muitas dúvidas em relação ao “ar limpo” que refere.

MurrayWalker
MurrayWalker
Reply to  NOTEAM
22 dias atrás

A única volta que ambos não sofreram com o tráfico após a troca de pneus. Corresponde à primeira volta lançada de cada um. Volta 29 para o Max. Volta 30 para o Hamilton.

no-team
no-team
Reply to  Murray Walker
21 dias atrás

i

Last edited 21 dias atrás by NOTEAM
no-team
no-team
Reply to  Murray Walker
21 dias atrás

Não tenho forma de saber se foi realmente uma volta limpa para o Max, se não apanhou um carro mais lento, se não cometeu um pequeno erro, não tenho forma de o saber…

Frenando_Afondo™
Frenando_Afondo™
23 dias atrás

A implosão da Mercedes chamou-se Russell. Primeiro prejudicou a dobragem de Hamilton. Segundo enfaixa-se em Bottas. Numa volta estragou a corrida inteira da Mercedes. Corrida fácil de Verstappen, desde empurrar Hamilton sem problemas (parece que já não é preciso dar espaço, já veremos que opinam os experts aqui do fórum quando for ao contrário hihihi). Corridão de Hamilton, apesar de carro danificado e um erro, recuperou o segundo lugar. Sem dúvida o melhor de todos os tempos. Grande Norris, mostra que está em forma e tem grande futuro. O monolugar da Ferrari muito melhor que o ano passado, agora até… Ler mais »

norton_folk2021_gmail_com
norton_folk2021_gmail_com
Reply to  Frenando_Afondo™
23 dias atrás

Xiiiiiii, granda mamada ao GOAT. Fazes descontos no subsídio de alimentação?

É melhor mudar o nome para Frenando_Graganta_Fonda

MurrayWalker
MurrayWalker
Reply to  Norton Folk
22 dias atrás

“Mamadas”. “Gargantas fundas”. Ainda não foi banido?!

A administração compactua com isto?

Last edited 22 dias atrás by Murray Walker
*RPMS*™
*RPMS*™
Reply to  Frenando_Afondo™
22 dias atrás

Nota-se logo quando andas “nervosinho”.
Alonso a pontuar pela Alpine e Verstappen a comer o Hamilton de cebolada…fim de semana em cheio! hihihi

Cumprimentos

userAS85147
userAS85147
22 dias atrás

1º Verstappen futuro campeão?
2º Norris, Leclerc e Sainz, ultrapassados e amansados, porque o drs que o Hamilton usou também o têm eles, porque continuaram na “procissão” do 1,5 seg.s de diferença até ao fim?
3º Abalroamento do Bottas ao Russel foi O ACONTECIMENTO para o Hamilton chegar ao 2º lugar porque sabemos que com com o pace car as distancias anulam-se! (o Russel saltou do carro e foi dar uma chapada no capacete do Bottas)

Pity
Pity
Reply to  [email protected]
22 dias atrás

Aconselho-o a aprender a ver F1, para perceber o porquê dos pontos 2 e 3.

2fast4u
2fast4u
22 dias atrás

A realidade é que Hamilton mesmo não tendo (alegadamente) o melhor carro, está a maximizar os resultados com o material que tem disponível.
Vamos ver se o Max consegue aproveitar o (alegado) melhor carro como fez Hamilton até então.
Foi claro neste GP que o motor Honda não está ao nível dos Mercedes e até duvido que esteja ao nível dos Ferrari.

Surpresa do dia: Ferrari
Apesar de apostarem numa asa traseira com alta carga, que ajudou no molhado, mantiveram o ritmo no seco de forma a assegurar uma bela classificação final

últimas F1
últimas Autosport
f1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x