Open GT/Red Bull Ring: Novo pódio para Henrique Chaves

Por a 13 Julho 2019 17:17

Albert Costa e Giacomo Altoè venceram pela segunda vez este ano, hoje, na primeira corrida do Red Bull Ring, o que eleva para cinco as vitórias dos Lamborghini da Emil Frey Racing esta época.

Desta forma, a dupla recupera a liderança da classificação, ainda que apenas com dois pontos de avanço para os anteriores líderes, Martin Kodrić e Henrique Chaves, que hoje foram terceiros aos comandos do McLaren 720S da Teo Martin. No segundo lugar ficou o BMW M6 da Senkyr Motorsport de Breitske Visser e Richard Gonda.

Frederick Schandorff e o novo recruta Tuomas Tujula deram à Vincenzo Sospiri Racing o seu primeiro sucesso da época na Pro-Am, com o Lamborghini a bater o outro McLaren da Teo Martin, de Marcelo Hahn e Allam Khodair, bem como o Lamborghini Huracan de Jiatong Liang-Raffaele Giammaria.

Quanto a Miguel Ramos e Fabrizio Crestani (Mercedes AMG GT3) foram nonos, depois de Fabrizio Crestani receber um drive-through devido a uma infração no procedimento de partida. Amanhã vai ser um dia especial para o GT Open, já que a Corrida 2 marcar a 200ª da competição.

O colega de equipa de Henrique Chaves, Martin Kodric, assegurou a segunda posição da grelha de partida, mas o arranque não correu da melhor forma ao croata, que caiu para o quinto posto. Na nona volta conseguiu subir uma posição, para quarto, lugar em que entregou a Henrique Chaves o McLaren 720S GT3 número cinquenta e nove da Teo Martín Motorsport.

Quando janela de troca de pilotos terminou, o jovem de Torres Vedras estava no quarto posto no encalço de um dos outros McLaren 720S GT3 da Teo Martín Motorsport, mostrando-se claramente mais rápido.

Na vigésima oitava volta, Henrique Chaves passou para o terceiro lugar, lançando uma perseguição impressionante ao segundo classificado. Volta a após volta a sua desvantagem foi-se reduzindo, assinando a volta mais rápida pelo caminho e encostando-se ao seu adversário na penúltima volta da corrida.

O jovem de Torres Vedras tudo tentou para alcançar o segundo lugar, mas o seu oponente defendeu-se intensamente, tendo como principal arma a velocidade de ponta do seu carro. Henrique Chaves acabaria por cruzar a linha de meta no terceiro posto a 0,299s do segundo lugar.

Após a corrida o português estava satisfeito com o resultado e performance, muito embora aponte que, em outras circunstâncias, seria possível alcançar o segundo posto. “O carro está muito bom, rápido e consistente, o que nos permite atacar. O Martin não teve sorte no arranque e levou um toque que o deixou em quinto na primeira volta. Conseguimos recuperar, pude andar num ritmo elevadíssimo e penso que, se tivéssemos chegado a terceiro mais cedo, teria sido possível terminar em segundo. Seja como for, foi um bom resultado, mais um pódio, que será muito importante para as contas do campeonato”, apontou o torreense.

Amanhã, Henrique Chaves assumirá a responsabilidade de realizar a qualificação e de efetuar o primeiro turno de condução e mostra-se determinado em maximizar o potencial do seu carro, apesar das contrariedades que terá pela frente. “O McLaren está muito competitivo e temos de aproveitar as suas performances. Vamos dar o máximo na qualificação para assegurarmos um bom lugar na grelha de partida para atacarmos de princípio ao fim durante a corrida, uma vez que temos um handicap de vinte segundos. Não será fácil, uma vez que os nossos adversários são muito fortes, mas vamos lutar para termos mais um bom resultado e marcarmos pontos importantes para o campeonato”, concluiu o português.

A segunda corrida do fim-de-semana do Red Bull Ring terá o seu início às 13h15, Hora de Portugal Continental. Amanhã vai ser um dia especial para o GT Open com a Corrida 2 a marcar a 200ª corrida da competição.

Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas GT OPEN
últimas Autosport