/ralis/wrc/memoria-rali-de-monte-carlo-1966-se-nao-os-podes-vencer/
 

Memória: Rali de Monte Carlo 1966: Se não os podes vencer…


Depois de vencerem as edições de 64, com Paddy Hopkirk, e 65, com Timo Makinen, os Cooper S da equipa BMC voltavam a assumir o favoritismo em 1966. E confirmaram-no na estrada, chegando ao Mónaco nos três primeiros lugares, com Makinen à cabeça. Mas após as últimas verificações, os comissários decidiram desclassificar os carros da BMC, bem como outros concorrentes, alegando irregularidades nos faróis. Pauli Toivonen, ao volante de um Citroen DS 21, herdava assim os louros da vitória e a notícia da exclusão dos Mini corria o mundo. Aos franceses, teria sido difícil “engolir” um terceiro triunfo consecutivo dos pequenos carros ingleses, mas a polémica desclassificação conferiu-lhes ainda maior mediatismo e a verdade é que dos carros vermelhos com tejadilho branco se falou muito mais do que se tivessem conquistado a terceira vitória consecutiva em Monte Carlo…