José Pedro Fontes: “Já merecíamos este resultado”

Por a 23 Novembro 2008 11:23

Mas foi uma vitória sofrida, já que depois da dupla ascender ao primeiro lugar na sequência do furo de Bruno Magalhães no 207 S2000, José Pedro Fontes sabia que dai em diante teria de controlar o andamento de Vítor Pascoal, para quem detinha uma margem confortável, de modo a deixar o Algarve com o seu primeiro triunfo Absoluto numa prova do Nacional de Ralis.

Ditaria o destino que muito havia ainda para acontecer até final. Partindo para a secção final do rali organizado pelo Clube Automóvel do Algarve com uma vantagem de 27,8 segundos sobre o segundo classificado, os homens do Fiat Vodafone Team estavam
concentrados em segurar esse precioso hiato.

Na entanto, na penúltima Prova Especial de Classificação (PEC), um furo numa das rodas do Fiat Grande Punto S2000 viria acrescentar mais alguma emoção – se é que era preciso! – ao desfecho desta derradeira ronda, colocando os dois primeiros classificados separados por escassos 1,5 segundos à partida para a última PEC.

Na derradeira especial, a dupla José Pedro Fontes/António Costa registou o segundo tempo mais rápido na terceira passagem pelos 10,25 quilómetros de Alferce (enquanto Vítor Pascoal ficava pelo caminho com um problema na suspensão do 207 S2000), vencendo o Rali Casinos do Algarve e terminando o campeonato na posição de Vice Campeão (Pilotos e Navegadores).

“Estamos todos naturalmente muito satisfeitos com este triunfo, o meu primeiro em termos absolutos no Campeonato Nacional de Ralis. Voltámos a estar em bom nível e tivemos de sofrer até final mas também isso dá ainda mais brilho e enche de mérito a nossa prestação. Tenho que dar desde já os parabéns a todos os elementos da equipa, pelo seu empenho, pela sua dedicação e pela força que sempre me deram na procura deste resultado que, diga-se, já merecíamos!”, resumia, visivelmente feliz, José Pedro Fontes na chegada a Portimão.

“Esta prova foi muito complicada pois não é fácil adoptar ritmos de controlo sobre os nossos adversários quando encontramos classificativas muito sujas; a estrada parecia ficar cada vez mais estreita e sabíamos que não poderíamos baixar muito o ritmo para não correr riscos de desconcentração. Evitámos ao máximo pedras, buracos, bermas, mas nem assim conseguimos impedir um furo e assim tivemos de nos aplicar a fundo no último troço para vencer a prova”, concluiu o piloto.

Igualmente satisfeito estava o novo Campeão Nacional de Navegadores Turismo. A vitória no Rali Casinos do Algarve permitiu a António Costa consolidar esta posição e encerrar a temporada com um título. “Trabalhámos o ano inteiro em busca de um resultado deste relevo e fico obviamente satisfeito com esta vitória e orgulhoso em alcançar o título de Navegadores Turismo”, palavras de António Costa no rescaldo desta conquista.

Para Nuno Lopes, Director de Competição da Fiat Group Automobiles Portugal, este foi “um resultado que nos enche de orgulho e que ao mesmo tempo nos emociona e satisfaz. Mostrámos toda a nossa dinâmica, a capacidade de superação e o valor técnico dos nossos produtos ultrapassando as maiores adversidades e quando assim é só podemos ficar contentes. Esta vitória vai em primeiro lugar, obviamente, para o José Pedro Fontes e para o António Costa, mas deve também ser dividida por todos os elementos da equipa, pelos patrocinadores e, claro, por todas as pessoas que nos seguem, na estrada, e que com o seu apoio nos fazem sempre acreditar que é possível ir mais além”.

últimas Ralis
últimas Autosport