Rali Alto Tâmega ‘pisca olho’ ao CPR

Por a 10 Junho 2019 09:30

Depois do regresso em 2018, o Rali Alto Tâmega ‘mostrou’ os espetaculares troços de asfalto da região, tendo-se assistido a um interessante duelo entre Vítor Pascoal e Luís Delgado, com o piloto do Porsche 991 GT3 Cup a triunfar na prova do CAMI Motorsport.

O Rali Alto Tâmega ‘renasceu’ e tem como objetivo o regresso ao principal campeonato de ralis, agora o CPR, tornando-se desde logo um dos principais eventos desportivos na região de Boticas, Chaves, Montalegre e Valpaços. O repto foi lançado pela organização do CAMI Motorsport, responsável pela reedição de uma prova que, nas décadas de 1980 e 1990, se tornou num dos mais desafiantes e populares ralis de asfalto do país.
Desportivamente, o Rali Alto Tâmega teve este ano uma das mais emocionantes edições da sua história, com os vencedores do ano passado, Luís Delgado e André Carvalho (Citroën C2 S1600), a encetarem um interessante duelo com o Porsche 991 GT3 Cup de Vítor Pascoal e Pedro Alves. Apesar de pontuarem para dois campeonatos diferentes, o Campeonato Norte de Ralis e o Campeonato de Portugal GT de Ralis, Delgado e Pascoal entraram para a última classificativa do rali separados por apenas 0,8s, após quase 100 km cronometrados!
Nos decisivos 16,32 km, Vítor Pascoal atacou e viu ainda o seu adversário direto sofrer uma ligeira saída. O piloto do Porsche entrou, assim, para a distinta lista de vencedores do Rali Alto Tâmega, da qual fazem parte nomes como Joaquim Santos, Joaquim Moutinho, António Rodrigues, José Miguel, Carlos Bica ou Fernando Peres.
No sábado, André Cabeças e Bino Santos tinham sido os primeiros líderes da prova ao serem os mais rápidos na classificativa de Valpaços, mas a dupla do Mitsubishi Lancer Evo IX viria a sofrer um despiste na especial seguinte. Foi aí que Luís Delgado assumiu o comando da prova, até ser desalojado por Vítor Pascoal na penúltima especial de domingo, a segunda passagem por Montalegre.
Pedro Silva e Alexandre Rodrigues também estiveram em bom plano e levaram o Porsche 997 GT3 Cup ao segundo lugar da geral e a igual posição no Campeonato de Portugal GT de Ralis, com Márcio Pereira e Patrícia Pereira a serem os vencedores da prova do Campeonato Norte de Ralis, colocando ainda o Mitsubishi Lancer Evo VII no 3.º lugar da geral absoluta.
Seguiram-se os mais rápidos do Grupo X5, Parcídio Summavielle e Alberto Oliveira, no Renault Clio R3, que foram secundados no pódio da categoria por Ramiro Brito e Luís Roby, que se estreavam com o Citroën DS3 R5. Mário Castro e Ricardo Cunha levaram o Ford Fiesta R2T ao 2.º lugar do Campeonato Norte de Ralis, enquanto Augusto Costa e Susana Silva completaram o pódio do CNR com o Peugeot 208 R2.
Destaque ainda para os triunfos de Luís Mota e Alexandre Ramos (Mitsubishi Lancer Evo VI) na abertura do Campeonato de Portugal de Clássicos de Ralis, e do jovem Rafael Marques Pereira e António Pereira na prova da Copa Peugeot 106.
Uma excelente moldura humana assistiu à cerimónia do pódio final do Rali Alto Tâmega 2019, realizada em frente à Biblioteca Municipal de Chaves.

Vítor Pascoal (Porsche 997 GT3 Cup): “Gostei muito dos troços”
“Não conhecia o rali mas gostei muito dos troços e das condições do parque de assistência, os meus parabéns à organização. No nosso caso, sabíamos que era preciso fazer um rali de ‘trás para a frente’, porque nunca tínhamos feito a prova. No final de sábado eu disse que ainda havia muito rali pela frente e quisemos entrar fortes no primeiro troço de domingo, onde ganhámos logo 10,4s. Depois foi sempre a ganhar tempo à medida que íamos fazendo pequenas alterações no carro, que ainda estamos a conhecer. Naturalmente, uma vitória é sempre a melhor forma de começar o campeonato, principalmente num rali exigente como este.”

Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas CPR - CAMPEONATO DE PORTUGAL DE RALIS
últimas Autosport