assinaturas

Até quando a agonia no Offroad?

Por a 1 Abril 2008 11:31

O boicote generalizado entre os pilotos de Autocross teve  o seu auge na prova do Clube Automóveld e Vila Real, onde apenas os concorrentes da Taça Nacional de Autocross, do Campeonato de Portugal de Crosscar e do Troféu Olimar estiveram em acção. Desta feita, nem os carros de Jorge Sirgado e Jorge Rodrigues (Divisão 1) nem os monolugares de Valter Portugal e Joaquin Amil (Divisão 4) marcaram presença na pista transmontana. Um cenário que, infelizmente, ameaça voltar a repetir-se indefinidamente…

Rosário no Crosscar, Calçada no Troféu

Pedro Rosário continua a ser o piloto a bater no Campeonato de Portugal de Crosscar. Depois da vitória em Lousada, o campeão em título voltou a dominar as operações em Murça, vencendo as três corridas de qualificação e a Final. Para o piloto do JB Racing a vitória na Final começou a ser construída logo após o arranque, quando Rosário começou a construir uma vantagem considerável sobre o duo de perseguidores, Mauro Reis e Luis Caseiro. Estes dois pilotos rodaram juntos nas primeiras voltas, mas Caseiro aproveitou um pequeno erro do piloto da Hsport e partiu em perseguição do líder. Em apenas duas voltas, Caseiro conseguiu anular a desvantagem para Rosário, mas o campeão em título defendeu-se bem da única tentativa de ultrapassagem feita pelo seu adversário. Depois de ultrapassado por Caseiro, Mauro Reis concentrou-se em manter o terceiro lugar e controlar o andamento do espanhol Javier Paz, que colocou o Semog 600 na frente do JB de Hugo Castro.

No Troféu Olimar, organizado pelo quarto ano consecutivo pela Semog, Alcides Calçada repetiu a vitória obtida em Lousada, apesar de Sérgio Bandeira nunca ter andado longe do último vencedor da competição. Calçada venceu uma corrida de qualificação (contra duas de Bandeira), mas na Final esteve sempre na frente do seu companheiro na equipa Acrimolde RT Santinho Mendes. Mais atrás Alexandre Durão protagonizou uma das melhores ultrapassagens do dia ao superar Vasco Lopes por fora, mas problemas de travões impediram-no de chegar aos dois pilotos da frente. Fora do pódio terminou Carlos Ribeiro depois de ter sido atrasado por um toque nas voltas iniciais.

Novidade na Taça

A Taça Nacional de Ralicross voltou a juntar em pista os concorrentes das divisões 1 e 2, embora se tenha assistido a um vencedor surpresa quando André Soares colocou o Volkswagen Golf G60 na frente do BMW 325ix de Jose Blanco. O espanhol partiu na frente mas logo na primeira curva viu o diferencial dianteiro do BMW ceder, o que o levou a fazer quase toda a Final só com tracção traseira. Depois de duas trocas de posições mais “musculadas” com André Soares, o português acabou por se colocar definitivamente na liderança, terminando a prova sem dar a Blanco hipótese de um ataque final. Na Divisão 2, Paulo Mousaco levou o Peugeot 309 Gti a uma vitória fácil, beneficiando da discussão entre José Ferreira (Toyota Celica) e António Zenha (Volkswagen Golf) que resultaria na desistência deste último.  Depois da vitória em Lousada, Ferreira voltou a terminar no pódio da Divisão 2, deixando o último lugar do pódio para João Sousa, num Peugeot 306 GTi.    

assinaturas

últimas MAIS MOTORES
últimas Autosport