/formula1/f1/gp-monaco-f1-carros-dificeis-de-dominar-nas-ruas-do-principado/
GP Mónaco F1: Carros difíceis de dominar nas ruas do Principado | AutoSport

GP Mónaco F1: Carros difíceis de dominar nas ruas do Principado

Por a 26 Maio 2022 16:46

Os maiores e mais pesados monolugares deste ano são mais difíceis de dominar em curvas de velocidade mais baixa, como acontece no traçado do Mónaco. Os pilotos terão de se adaptar à condução dos novos carros numa pista muito diferente das restantes da época, onde alguns pilotos já levantaram algumas questões com a visibilidade em algumas zonas por causa das aletas nas rodas dianteiras. 
As ultrapassagens, já de si difíceis de acontecerem num traçado citadino como o Mónaco, são outras das preocupações levantadas pelos pilotos. Lewis Hamilton chegou mesmo a dizer que as probabilidades de ultrapassar são mínimas, mas de um acidente são enormes. 
“Os nossos carros são maiores do que nunca, mais largos do que nunca, a pista tem a mesma largura que tem tido sempre e somos mais rápidos do que nunca através do Mónaco, pelo que a percentagem de probabilidade de ultrapassar é mínima, as hipóteses de acidente são enormes e por isso a posição de qualificação é tudo”, explicou o piloto.
Uma coisa é certa, o GP do Mónaco poderá ser mais duro este ano do que nos anos anteriores. 

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
Subscribe
Notify of
3 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Lagaffe
Lagaffe
1 mês atrás

é tempo para FIA reduzir o comprimento do carro.

can-am
can-am
1 mês atrás

Os carros este ano são ligeiramente mais curtos que os de anos anteriores, ( cerca de 10 cm),dado que o regulamento (finalmente) estabeleceu uma wheelbase maxima em 3,60 .( que acho ainda muito exagerado).
O principal problema é o peso, que esse sim, tem aumentado sempre de ano para ano.

Lagaffe
Lagaffe
Reply to  can-am
1 mês atrás

Sem dúvida que é importante. Mas o comprimento é um tema regulamente relativamente “simples”. No tema do peso só vejo alterações com a revisão profunda dos motores. A segurança é cada vez mais exigente e é sempre o peso que paga.

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
últimas F1
últimas Autosport
f1