GP Brasil F1: Charles Leclerc pode ser penalizado

Por a 9 Novembro 2019 15:32

Após um derrame hidráulico durante o TL3 no Grande Prémio dos Estados Unidos, Charles Leclerc viu-se obrigado a usar uma antiga unidade de energia para a corrida no Circuito das Américas.

Assim, quais são as opções da Ferrari para o Circuito de Interlagos? O Spec-2 da Ferrari não pode ser usado por já ter muito quilómetros. Apenas o usou em Austin devido à falha no TL3, o que quer dizer que levá-lo e usá-lo no Brasil constitui um risco enorme.

O mais óbvio seria a Ferrari arranjar o Spec-3, mas se tal não for possível a equipa italiana terá de introduzir um Spec-4. Se tal acontecer, significa que Leclerc acaba penalizado no Brasil.

Mas, de acordo com o site Motorsport.com, a Ferrari ainda não sabe o que fazer. Os testes em Maranello têm demonstrado que o Spec-3 pode acabar a temporada, mas, será sempre um risco continuar a utilizar um motor que já falhou.

Escolhendo a quarta unidade, daria um penalização de 10 lugares na grelha de partida a Leclerc, mas com a batalha pelo terceiro lugar ao rubro, apenas 14 pontos entre Max Verstappen e Leclerc, uma penalização dificultaria a manutenção dessa terceira posição pelo monegasco.

5
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
webcat
Membro
webcat

Vamembora com o Spec4 e rebentar com isto tudo, Charles. No fear!

831ABO
Membro
831ABO

A ideia é não rebentar… o motor.

Pity
Membro
Pity

Eu, no caso da Ferrari, optava pela spec 4 e aguentava com a penalização. Dez lugares podem ser recuperáveis, dependendo, claro está, da qualificação. Como não acredito numa vitória do Max, penso que o Leclerc ainda sairia do Brasil em 3º, mesmo perdendo alguns pontos para o Max.

GetInThereLewis
Membro
GetInThereLewis

Penso que é uma pista ao jeito da mercedes, mas concordo que tambem nao vejo o max a ganhar lá mas o brasil e sempre imprevisível, especialmente o tempo, mas no caso da ferrari eu arriscava tambem, tem o vettel para cobrir o max no campeonato no 3 lugar , esta só a 5 pontos por isso era de correr esse risco claramente

Eu_não_sou_o_frenando_afondo
Membro
Eu_não_sou_o_frenando_afondo

Se ao substituir acabasse no fundo da grelha, então aí sim, não mudaria para o spec4. Mas são 10 lugares numa grelha onde somente os 5 primeiros podem fazer frente ao Ferrari de Leclerc, por essa lógica, mudaria para o novo motor.

Até porque se o motor falhar a meio da qualificação? E aí sim acabarem no fundo da grelha? Vale a pena arriscar? Eu acho que não. E ainda falta outra corrida, assim fica com um motor com menos quilómetros já para as duas.

últimas F1
últimas Autosport