Fórmula 1: Possíveis ‘agentes livres’ após a temporada 2020

Por a 9 Novembro 2019 16:04

As novas regras da Fórmula 1 de 2021 podem ter um efeito muito interessante no mercado de pilotos, e ainda que os contratos tenham que ser assinados algum tempo antes, será certamente uma temporada em que muito neurónios vão ser queimados a pensar na melhor opção.
Uma grande mudança de regras é sempre uma oportunidade de ouro para ‘baralhar’ a correlação de forças das equipas e há muitos pilotos que terminam contratos em 2020 e querem ‘acertar’ na escolha. Vamos ver como param as modas:

Mercedes
Lewis Hamilton: Tem contrato até ao fim de 2020. Deverá continuar na Mercedes, tudo o que seja diferente disto seria uma enorme surpresa.
Valtteri Bottas: Tem contrato em 2020. Toto Wolff já aceitou que os contratos anuais de Bottas não ajudam nada a estabilizar a sua cabeça e a dar-lhe mais confiança. Mas é o que é. Já se percebeu que o finlandês é um bom segundo piloto, até pode fazer a mesma ‘gracinha’ de Rosberg, mas só mesmo se Hamilton passar um ano muito, muito distraído…

Ferrari
Sebastian Vettel: Tem contrato até ao fim de 2020. A Ferrari deve mantê-lo, mas se uma melhor hipótese se abrir, adeus Vettel…
Charles Leclerc: Tem contrato com a Ferrari até 2022. Pelo menos, pois pode ter opção…

Red Bull Racing
Max Verstappen: Tem contrato até ao final de 2020, diz-se leal à Red Bull, mas vai manter a cláusula de performance. Não deve sair da Red Bull, mas um dia pode fartar-se de ver os outros ganhar. Então se Leclerc for campeão primeiro…
Alexander Albon: Tem contrato com a Red Bull para 2020, e o pior que lhe pode suceder será ir para a Toro Rosso. Se continuar a fazer o que tem feito, fica na equipa principal.

McLaren F1
Carlos Sainz: Tem contrato até 2020. Depende do que a McLaren crescer. A equipa está novamente a subir e qualquer dia vai querer novo piloto de ponta. Qualquer dia…
Lando Norris: Tem contrato até 2022.

Renault F1
Daniel Ricciardo: Tem contrato até ao fim de 2020 e será para o ano um dos principais ‘players’ da Silly Season.
Esteban Ocon: Assinou um contrato de dois anos em agosto, portanto, até 2021.

Racing Point F1
Lance Stroll: Tem contrato até 2020. E terá os contratos que quiser para lá disso.
Sergio Perez: Renovou por três anos, até 2022
.
Toro Rosso
Daniil Kvyat: Tem contrato com a Red Bull até 2020. Ainda é opção para a Red Bull Racing, mas isso é só para pressionar Albon a ‘produzir’ mais e melhor…
Pierre Gasly: Tem contrato até ao fim de 2020, teve uma oportunidade na Red Bull, perdeu-a, e deve ser o próximo a ser ‘triturado’ pela Red Bull. A não ser que melhore muito o que tem feito. Provavelmente fica na Toro Rosso até haver novo jovem prometedor.

Alfa Romeo Racing
Kimi Raikkkonen: Kimi Raikkonen tem contrato até 2020. Será desta que se reforma? Para ele, tanto faz. O que tem feito em pista continua a chegar e sobrar para um lugar na F1.
Antonio Giovinazzi: Renovou com a equipa por mais um ano. Terá que fazer bem melhor, deram-lhe oportunidade para isso. Será que é capaz.

Haas F1
Kevin Magnussen: Tem contrato até ao final de 2020. Pode mudar de ares, pois vale mais que o lugar que tem na Haas.
Romain Grosjean: Tem contrato até ao final de 2020. Pode mudar de ares, pois vale menos que o lugar que tem na Haas. Mas da haas deste ano, não…

Williams F1
George Russel-Tem contrato com a Williams até 2021, mas em qualquer altura poderá ser ‘resgatado’ pela Mercedes, caso Bottas ou Hamilton saiam.
Nicholas Latifi é hipótese para 2020, mas a equipa tem outras hipóteses, sendo o canadiano a mais provável.

4
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas F1
últimas Autosport
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.