F1: Sergio Pérez foi uma das estrelas do GP de Abu Dhabi

Por a 3 Dezembro 2019 10:45

O mexicano terminou a temporada de 2019 com uma prestação notável. Sergio Pérez selou uma exibição fantástica e vai de férias com um sorriso.

O piloto da Racing Point arrancou da 10ª posição com pneus médios, tendo usado a sua capacidade em gerir os pneumáticos para realizar o “stint” mais longo da prova com este tipo de borrachas da Pirelli, o que lhe permitiu colocar-se em posição de se bater pelos pontos. No entanto, com uma paragem tardia, Pérez perdeu posição em pista, vendo-se obrigado a lutar para vencer a corrida do segundo pelotão. O mexicano não baixou os braços, ultrapassando Ricciardo, Hulkenberg e Norris, este na última volta, mostrando o seu lado mais aguerrido. Uma bela prestação de Pérez que se assume como o verdadeiro líder da Racing Point.

Otmar Szafnauer era um homem satisfeito no final da corrida:

“Estou satisfeito por termos terminado a temporada com um desempenho forte e o sétimo lugar para o Checo – o melhor do meio da tabela – é um resultado merecido para toda a equipa. Tivemos uma boa estratégia esta noite em conjunto com algumas excelentes ultrapassagens de Checo. A ultrapassagem a Lando [Norris] para o sétimo lugar, na última volta, foi a nossa preferida. Infelizmente, a corrida do Lance terminou com uma desistência devido a um problema nos travões nas últimas voltas. Vinha a ser uma corrida difícil, com alguns danos na primeira volta, forçando um pit stop muito cedo para uma troca de asa dianteira, o que acabou com as hipóteses de Lance de lutar por pontos

4
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
831ABO
Membro
831ABO

Para mim foi o piloto do dia. A sua corrida foi simplesmente brilhante.
O Checo merecia mais uma oportunidade numa equipa ganhadora, mas tenho o receio de que vá acabar a carreira sem ao menos uma vitória. O que seria uma pena para quem tem feito milagres com carros pouco competitivos.

malhaxuxas
Membro
malhaxuxas

Milagres? Isso é pedir muito.
Mais um Hulk no final de 2020.
E já vai tarde.

Cágado1
Membro
Cágado1

Por acaso até tem contrato até final de 2022!

pedro_speed
Membro
pedro_speed

A Racing Point (ex Force India) sempre foi uma boa equipa com gente muito capaz. Passou por problemas financeiros sérios no ano passado, que afetaram claramente a competitividade do carro no início deste ano, mas na segunda metade do ano já esteve novamente estável e a crescer. Com essa estabilidade, no próximo ano poderá ser uma boa surpresa. Ao Checo só falta mesmo a sua 1ª pole, assim como a 1ª vitória na F1. Desejo o melhor a este piloto, que bem merece.

últimas F1
últimas Autosport