/formula1/f1/f1-horner-contra-mudancas-no-regulamento-e-2019/
F1: Horner contra mudanças no regulamento e 2019 | AutoSport

F1: Horner contra mudanças no regulamento e 2019

Por a 11 Maio 2018 12:34

As tão faladas mudanças no regulamento para 2019, com a simplificação das asas dianteiras estão, como era de esperar, a dividir opiniões.  Christian Horner chefe da Red Bull mostrou-se contra as mudanças e refere que são baseadas em estudos que precisam ainda de mais tempo. As mudanças tiveram o voto a favor da Ferrari, Mercedes, Williams, Force India e Sauber, enquanto a Red Bull, McLaren, Renault, Toro Rosso e Haas votaram contra.

“Acho isto surpreendente”, disse Horner à Motorsport.com. “Fomos de um Grupo de Estratégia, onde ninguém apoiou a medida para  uma semana depois, um par de grandes equipas apoiarem as mudanças. Os regulamentos foram feitos de forma apressada, muitos deles estão em conflito com os regulamentos existentes, e haverá uma reunião no domingo para esclarecer tudo, e ver se é possível ou não. A pesquisa que precisa de mais tempo, e está focada em 2021, portanto, não há garantias de que ela terá o impacto desejado.  Vai ser um carro completamente novo, porque obviamente a asa dianteira dita tudo que passa no resto do carro.  O custo destas mudanças  é enorme.”

Para o responsável da Red Bull, há outras formas de melhorar o espectáculo:

“Olhando para as primeiras quatro corridas, Melbourne foi uma corrida morna, mas é sempre assim. As últimas três corridas foram fantásticas. É melhor olhar para os traçados dos circuitos e o papel que a degradação dos pneus pode ter ou não corrida.

“Parece totalmente desnecessário criar um novo conceito de carro para 2019 e 2020, e depois fazer tudo de novo em 2021,  numa época em que deveríamos pensar nos custos da competição. “

 

A mudança da asa dianteira não é tão simples quanto parece e como Horner disse, é uma das partes fundamentais da filosofia que as equipas aplicam nos chassis. Mudar isso, não só obriga a repensar o carro (mais custos), como pode fazer que equipas com mais recursos consigam ter nova vantagem. Se a ciência por trás da medida for sólida, pode fazer algum sentido, mas se os resultados não foram os desejados, será mais um passo ao lado desnecessário.

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
Subscribe
Notify of
3 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
últimas F1
últimas Autosport
f1