/formula1/f1/f1-equipas-desconfiam-que-mercedes-sabia-da-nova-diretiva-tecnica/
F1. Equipas desconfiam que Mercedes sabia da nova diretiva técnica | AutoSport

F1. Equipas desconfiam que Mercedes sabia da nova diretiva técnica

Por a 21 Junho 2022 17:30

A nova diretiva técnica sobre o porposing tem dado muito que falar e algumas equipas mostraram o seu desagrado pela celeridade com que a Mercedes respondeu ao que foi publicado no meio da semana passada. A nova diretiva técnica permite o uso de um segundo apoio do fundo do carro, o que a Mercedes já apresentou no fim de semana passado. Isso não agradou as restantes equipas que deram a entender que a Mercedes já sabia da decisão da FIA antes dela ser tornada pública.

A Mercedes usou o segundo apoio para o fundo nos treinos de sexta mas retirou-o para evitar que fosse protestado por outras equipas.

“A introdução do segundo cabo de apoio deve ser discutida num comité técnico”, criticou Christian Horner. “Só ajuda uma equipa a resolver os seus problemas. E essa equipa foi a única a apresentar isto diretamente, mesmo antes da diretiva técnica ser enviada”.

“Toto afirmou que tinham instalado os cabos de apoio durante a noite. Só posso dizer que nós, Ferrari, não conseguiríamos ter feito isso”, disse Mattia Binotto.

“Eles devem ter sabido com antecedência. Não pode ser de outra forma”, disse Otmar Szafnauer.

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
Subscribe
Notify of
30 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
cyberr
cyberr
8 dias atrás

No final desta corrida alguém ouviu o Sr. Wolf a pedir desculpa ao Russel pela “porcaria de carro” que lhe deram?

2020
2020
8 dias atrás

Ou seja: o problema da “segurança”, dores nas costas e andar aos saltos com o traseiro, era este golpe… E mais uma vez vão embarcar na choradeira da Mercedes, só para se aproximarem dos rivais!…. Que nojo. Nunca fugiram deste tipo de atitudes… Só assim se julgam “mais espertos que isso outros”

iluminaty_luz2022_gmail_com
iluminaty_luz2022_gmail_com
Reply to  2020
8 dias atrás

O Problema é que a FIA já cedeu no peso da RBR abriu um precedente… Continuo afirmar que a FIA tem que ser calra e transparente e não ceder aos interesses individuais de cada equipa mas sim laterar uma regra para bem de todos…

inoferreira
inoferreira
8 dias atrás

Se foi informada antes do tempo investigue-se e puna-se quem de direito, mas se uma equipa de F1 não consegue fazer em horas um tirante (se for algo parecido com aquilo que já se vê nos carros actualmente)

Parece que está encontrado o problema da Ferrari, se para fazer um tirante precisam de dias, então o problema da scuderia é mais grave que aquilo que eu supunha

iluminaty_luz2022_gmail_com
iluminaty_luz2022_gmail_com
8 dias atrás

A pista do Canadá exige menos de motor e premeia quem tem boa tração nas saidas de curvas. Parece que a menor exigência de potência favoreceu a Mercedes, que tem motor menos potente que o Ferrari e o RBR. Por outro lado, parece que os carros da Mercedes tem boa aderência mecânica, favorecendo a tração nas saidas de curvas marotas da ilha de notre damme.. Estes dois fatores devem ter dado um bom desconto na desvantagem que a Mercedes vinha tendo em relação às duas equipes da ponta. O próximo GP dirá se foi isto mesmo ou se realmente o carro… Ler mais »

Last edited 8 dias atrás by Pedro Vasco
anotheruser
anotheruser
6 dias atrás

Provavelmente a Mercedes propôs à FIA como solução a introdução dum segundo tirante. A FIA aceitou essa sugestão. Certamente que a Mercedes já sabia onde precisava reforçar o fundo do seu carro, onde colocar o segundo tirante e que dimensões teria de ter. Arrisco até a dizer que a Mercedes testou previamente as duas localizações dos tirantes, e podendo correr apenas com um, escolheu a melhor opção (podendo até variar entre corridas). Abrindo-se a hipótese de poder colocar dois tirantes teria sido simples coloca-los em simultâneo. Só a Mercedes tem aquela configuração de sidepods e fundo plano e respectivas fragilidades… Ler mais »

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
últimas F1
últimas Autosport
f1