Oscar Piastri no bom caminho?

Por a 15 Setembro 2020 16:50

Oscar Piastri é o mais recente vencedor do campeonato de Fórmula 3, ajudando a Prema Racing a fazer a dobradinha neste campeonato, com o título de pilotos e equipas. O australiano esteve na luta até à última corrida da temporada com Theo Pourchaire e Logan Sargeant. No final, Piastri venceu o campeonato com apenas três pontos de vantagem para Pourchaire.

Vencer a Fórmula 3 (antiga GP3 Series) torna-se assim um meio de chegar à Fórmula 1. Nos últimos dez anos, metade dos campeões desta categoria fazem neste momento parte da grelha de Fórmula 1, portanto a resposta ao título é: Sim. Para além deste número positivo, o australiano faz parte do programa de jovens da Renault, equipa que já deu intenções de ter alguém do seu programa na Fórmula 1.

2010 – Esteban Gutiérrez: Atual piloto de reserva da Mercedes, o mexicano esteve na Fórmula 1 entre 2013 e 2014 na Sauber. Depois de ter sido dispensado da equipa, voltou para mais um temporada em 2016, desta vez com a Haas. Desde 2018 que está na Mercedes como piloto de reserva.

2011 – Valtteri Bottas: O piloto finlandês venceu nomes como James Calado, Alexander Sims e Nico Müller (António Félix da Costa também se estreou a tempo inteiro neste ano). Em 2013 chegou à Fórmula 1 pela Williams e em 2017, após a reforma de Nico Rosberg, chegou à Mercedes, onde tenta vencer a luta pelo campeonato contra Lewis Hamilton.

2012 – Mitch Evans: O piloto da Nova Zelândia nunca chegou à Fórmula 1. Depois de ser campeão neste ano, esteve na GP2, onde correu durante algum tempo para depois entrar na Fórmula E na temporada de 2016/2017.

2013 – Daniil Kvyat: O piloto russo venceu a categoria em 2013 e foi diretamente para a Fórmula 1, para a Toro Rosso, num lugar que muitos portugueses consideram que deveria ter sido de António Félix da Costa. Em 2015 já estava na Red Bull Racing, onde, após algumas exibições menos boas desceu novamente à Toro Rosso a meio de 2016, onde ficou até ao final de 2017. Depois de um ano como piloto de reserva da Ferrari, em 2019 regressava à Toro Rosso, onde se mantém até hoje.

2014 – Alex Lynn: Outro piloto que não chegou à Fórmula 1, Lynn tem um percurso semelhante ao de Evans. Andou pela GP2 também e depois ingressou na Fórmula E na temporada de 2016/2’17.

2015 – Esteban Ocon: O francês é atual piloto da Renault até final de 2021. Ocon, depois de vencer o título, começou a época de 2016 no DTM. Apesar disso, o francês foi chamado à Fórmula 1 para substituir Rio Haryanto na Manor Racing. As suas prestações garantiram-lhe lugar na Force India/Racing Point, mas em 2019 ficou sem lugar, voltando à Fórmula 1 em 2020 pela mão da Renault.

2016 – Charles Leclerc: O jovem monegasco venceu a categoria nesse ano e no seguinte venceu a Fórmula 2, sendo que dois anos volvidos (em 2018) já estava a entrar na Fórmula 1 pela mão da Alfa Romeo Sauber F1 Team. Em 2019 mudou-se para a Ferrari, onde continua em 2020, sendo apontado como futuro campeão do mundo.

2017 – George Russell: O percurso do britânico é semelhante ao de Leclerc. ‘Limpa’ a Fórmula 3, a Fórmula 2 e de seguida, em 2019, estreia-se na Fórmula 1. Tal como Leclerc é apontado como futuro campeão do mundo, mas por enquanto, está numa equipa pouco competitiva como a Williams.

2018 – Anthoine Hubert: O que teria sido… o francês após vencer a Fórmula 3 chega à Fórmula 2, onde estava bem no seu ano de estreia na categoria, mas, um acidente no Grande Prémio da Bélgica em Spa-Francorchamps, tirou-lhe a vida.

2019 – Robert Shwartzman: Tal como Piastri, o russo venceu o campeonato pela Prema Racing. Agora, na sua época de estreia na Fórmula 2 (pela mesma equipa) está nas posições cimeiras do campeonato e já é apontado a lugares na Fórmula 1 com a Haas ou a Alfa Romeo.

Subscribe
Notify of
2 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
mario
mario
11 dias atrás

Não o vejo assim tão bom, campeão com muita sorte no carro mais dominante. Vejo mais futuro no pourchaire, só tem 17 anos e quase foi campeão e não tinha um prema.

benardo_eccle
benardo_eccle
11 dias atrás

Só se ficar como terceiro-piloto/reserva, uma vez que a Renault (Alpine) já contratou para o lugar do Ricciardo um jovem-velho para competir ao lado do Ocon!

Ensaios
últimas VELOCIDADE
últimas Autosport