assinaturas

Bernardo Sousa foi “à escola”

Por a 19 Janeiro 2008 13:37

Bernardo Sousa e Carlos Magalhães estiveram esta semana em Geilo na Noruega, numa escola de condução de ralis sobre o gelo, dirigida pelo veterano John Haugland, um ex-piloto de ralis presente no Mundial em diversas épocas, quase sempre ligado à Skoda. O resultado foi animador para todos e o piloto português está agora mais confiante para enfrentar o desafio PWRC.

Para além dos testes e treinos previstos para a Áustria no final da próxima semana, em princípio já com o carro que utilizarão na Suécia em meados de Fevereiro, a equipa já tinha decidido apurar a sua preparação para os pisos gelados do rali nórdico, que são verdadeiramente desconhecidos para piloto e navegador.

Assim foi escolhida uma deslocação á Noruega, para tentar recolher ensinamentos, ministrados por quem sabe verdadeiramente; alguns dias ao lado de John Haugland, utilizando um Mitsubishi Lancer EVO 9 sobre um lago gelado ou percorrendo classificativas sinuosas, rápidas e sobretudo escorregadias, serviram para perceber muita coisa…

«Confesso que no início pensei como é que aqueles “preguinhos” podiam agarrar a uma superfície de difícil equilíbrio até para quem anda a pé, de botas de neve. O certo é que o comportamento do carro fica fantástico e depois só falta entender como se pode andar verdadeiramente depressa. Aí entra o John Haugland, um professor já com 62 anos de vida, quase os mesmos de experiência em pisos gelados, que o fez abrir a “Winter Rally School”, por onde já passaram muitos Campeões Mundiais de Ralis e também alguns dos melhores pilotos nacionais… embora poucos quisessem admitir que, tal como eu, tinham muito que aprender.

Os dias foram intensos para a equipa portuguesa, mas os comentários finais de Haugland, falam por si: «Penso que cumprimos dois dias construtivos de aprendizagem. Nesta altura ele está familiarizado com as técnicas de condução sobre neve, gelo e terra e posso afirmar que nas últimas passagens pela classificativa que escolhemos, fiquei muito satisfeito com a sua pilotagem que teve resultados espectaculares… Talvez ainda trave um pouco tarde e igualmente acelere tardiamente, mas decididamente sabe o que está a fazer e pode evoluir muito mais.

O Bernardo tem muito talento, aprende depressa de acima de tudo é uma pessoa com quem é agradável trabalhar… Temos nas “ nossas mãos” um jovem com muito futuro.» A próxima etapa da preparação de Bernardo Sousa, passa por um teste já com o carro de prova, em pistas austríacas, dia 26 de Janeiro.

assinaturas

últimas Ralis
últimas Autosport