França reage às medida de quarentena obrigatória no Reino Unido

Por a 23 Maio 2020 22:15

Depois da Grã-Bretanha, agora a França, que revelou planos de quarentena recíprocos para quem chegar do Reino Unido, que também terão de se auto-isolar durante 14 dias a partir de 8 de junho, anunciou hoje o Governo francês. Significa isto que se o exemplo for seguido por outros países da Europa, corre-se o risco de não ser possível haver competições desportivas, ‘motores’ incluídos.

A reação foi ao que fizeram os ingleses, mas a França já declarou que iria impor medidas recíprocas a qualquer país europeu que aplique uma quarentena. Os viajantes que chegam a França vindos de Espanha de avião também serão convidados a entrar em quarentena a partir de segunda-feira.

Como se sabe o Grande Prémio da Grã-Bretanha está ameaçado depois dos organismos desportivos não terem conseguido obter uma isenção inicial das novas regras de quarentena para os viajantes que entram no Reino Unido. Fontes governamentais disseram ao The Guardian que ainda esperam que seja encontrada uma solução que permita a realização de duas corridas em Silverstone, em 26 de julho e 2 de agosto, com sugestões de que o pessoal da Fórmula 1 possa ainda ser incluído numa lista de isenções, dentro de três semanas: “Estamos cientes de que há uma série de eventos desportivos internacionais de grande visibilidade que deverão ter lugar durante o verão. Estes eventos estão a implementar protocolos rigorosos para que possam funcionar”. Trabalharemos com eles nas próximas semanas e apresentaremos mais pormenores no próximo ponto de revisão”.

Como se sabe, a restrição obrigatória de 14 dias de auto-quarentena tornaria insustentável a realização do Grande Prémio em Silverstone, sendo que o Governo tem de levar em consideração que a manter-se a quarentena obrigatória isso terá um grande impacto em dezenas de milhares de empregos ligados ao desporto em geral, F1 em particular, dado que sete das dez equipas de F1 estão sediadas no Reino Unido.
As novas regras de quarentena poderão ter grandes implicações para os restantes eventos desportivos, incluindo o futebol (Liga dos Campeões).

7
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
4RcNg
Membro
4RcNg

I shalll sayy zthis onllly vounce, se não mudar de ideias amanhã.
É assim que vai a Europa.

christopher-shean
Membro
christopher-shean

Pois! (Em referência ao “discurso” do Boris, presumo eu…) E vamos ver como é que o Brexit vai ficar!

mario
Membro
mario

Allo Allo…

christopher-shean
Membro
christopher-shean

Pois: Já não me lembrava, e ainda por cima sou britânico… e até gostava imenso!

christopher-shean
Membro
christopher-shean

… Foi o “se não mudar de ideas amanhã” que me levou a pensar no 1º ministro inglés!

Frenando_Afondo™
Membro
Frenando_Afondo™

Embora tecnicamente a inglaterra não seja europa (continente em si) e já não seja europa (brexitamente falando).

Frenando_Afondo™
Membro
Frenando_Afondo™

Acho este tipo de notícias um pouco alarmista. Porque dizer “isto pode por em risco o GP da França”. Primeiro ainda nem se sabe se vai haver GP da França, porque a França é um dos países que ainda tem números demasiado altos (na minha opinião) para andarem a receber pessoas de outros países (uma coisa é abrir o mercado interno, a outra é deixar pessoas entrar e sair do país). Segundo, como se sabe, tudo o que gerar muito dinheiro (seja futebol ou desporto motorizado), os Governos vão abrir excepções quase de certeza. Afinal basta fazer testes ao grupo… Ler mais »

últimas F1
últimas Autosport
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.