Fórmula 1 com teto salarial de 30 milhões de dólares por equipa

Por a 8 Abril 2021 14:33

Para a maior parte das equipas não vai fazer grande diferença, mas para a Mercedes e Red Bull a situação será bem mais complicada. Só no caso da Mercedes e Red Bull, os valores atuais somados dos dois pilotos ultrapassam largamente esse valor.
Lewis Hamilton (Mercedes) ganha à volta de 40 milhões de euros, fora os bónus, e Max Verstappen (Red Bull), que ganha 30 milhões de euros, portanto um bom bocado acima dos 30 milhões de dólares propostos pela FIA e pela Liberty Media para teto salarial das equipas de F1.
Ou seja, a Fórmula 1 está perto de tentar impor um limite orçamental anual de 30 milhões de dólares por equipa para limitar as despesas com os três pilotos, os dois efetivos e o de reserva.
De acordo com a publicação italiana La Gazzetta dello Sport, a FIA e a Liberty Media estão preparadas para fazer circular a proposta entre as equipas de F1: “De acordo com rumores”, escreveu o correspondente Luigi Perna, “eles chegaram à definição de um número. Cada equipa, nas próximas épocas, pode gastar um máximo de 30 milhões de dólares para os dois pilotos mais reservas. Bónus e direitos de imagem pessoal seriam excluídos”, acrescentou.
Charles Leclerc é citado pelo Corriere della Sera: “Tenho uma opinião sobre o assunto, mas prefiro falar sobre ela com a FIA do que em público. Mas quero salientar os riscos que corremos na pista”, disse.

Subscribe
Notify of
13 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
MLS
MLS
11 dias atrás

Só treta, se não ganham assim na folha ganham “pela porta do cavalo”

Last edited 11 dias atrás by MLS
Scb
Scb
Reply to  MLS
11 dias atrás

Quando principalmente os bónus ficam de fora do teto salarial…O LW ainda vai receber salário mínimo e bónus de 40 milhões se terminar no top 10

Pity
Pity
11 dias atrás

Não vai alterar nada nas equipas grandes, pelo menos enquanto estiverem os pilotos actuais. Há formas de dar a volta ao texto. Se não forem as equipas a pagar, são os patrocinadores. Se um patrocinador paga, suponhamos, 100 milhões, passa a entregar 90 à equipa e 10 directamente ao piloto.

Scuderia Fast Turtle
Scuderia Fast Turtle
Reply to  Pity
11 dias atrás

Vinha cá dizer o mesmo.

Vai passar a haver patrocinadores pessoais que são as equipa que os oferecem.

Antes eram os pessoais a patrocinar também a equipa e agora pelo menos nas equipas grandes irá mudar.

can-am
can-am
11 dias atrás

Isso seria voltar à Idade da Pedra com rodas”.Com certeza que por cima desse teto deve haver muitos sotãos e bem grandes! É impossivel controlar o $$$, em tudo quanto mais na F1! Chamada areia para a visa,os olhos, a face…o que se quiser.

F1 Forever
F1 Forever
11 dias atrás

A solução vai ser ter um piloto a ganhar 30 milhões e o outro a pagar para correr.

F1 Forever
F1 Forever
11 dias atrás

A solução vai ser ter um piloto a ganhar 30 milhões e o outro a pagar para correr. Como já disseram aqui, se não receberem “por fora”, muitos vão abandonar a F1 quando pretenderem esse tipo de salários. Muitos miúdos vão pensar duas vezes se vale a pena ser piloto ou dar os pontapés na bola onde não precisam de investir muito.

jem
jem
11 dias atrás

Sendo com a Liberty, parecem-me americanices. Faz muito lembrar os gestores americanos que ganham 1 dólar de ordenado, e através das stock-options são os melhor pagos do mundo. Beneficia contabilisticamente as equipas, que são empresas, e baixa-lhes os custos. Os pilotos não serão prejudicados, pois tanto lhes faz receber de X ou Y. E o Y pode chegar de muitas formas. E quem sabe se até não saíram beneficiados pois podemos assistir a situações em que os pilotos exigem usar espaços no fato e capacete para patrocínios pessoais (desde que não colidam com os da equipa) e por valores que… Ler mais »

Scb
Scb
Reply to  jose melo
11 dias atrás

Diz-se “os mais bem pagos” e não “os melhor pagos”.

Frenando_Afondo™
Frenando_Afondo™
11 dias atrás

Parece-me bem limitarem as barbaridades que ganham. Mas não vai fazer diferença. Em vez de ser a equipa a pagar directamente, são os patrocinadores. Mas isso é um ponto positivo, a Equipa passa a ter um tecto e não é obrigada a pagar mais. Depois o resto passa por negociar com os patrocinadores quanto querem meter para conseguir ter piloto X ou Y na equipa, mas isso sai do bolso dos patrocinadores e não da equipa, o que ajuda as equipas pequenas. Claro que o que não ajuda as equipas pequenas é que as equipas maiores conseguem atrair mais e… Ler mais »

Last edited 11 dias atrás by Frenando_Afondo™
91730
91730
11 dias atrás

Estou-me nas tintas para o que ganham! Se lhes pagam o que pagam é porque querem e podem! Gostava de ver as virgens ofendidas com os valores pagos aos pilotos, se na mesma posição também ficavam ofendidos se em vez de 10 lhes dessem 100…

Last edited 11 dias atrás by 91730
b-vilareshotmail-com
b-vilareshotmail-com
11 dias atrás

Soluções de bloqueio em nada resolvem o problema fundamental, mas que sempre existirá, “cash is king”

JP INAU
JP INAU
5 dias atrás

Fácil de contornar, os sponsors pagam directamente ao piloto aquilo que a equipa não pode pagar. Lembram-se de quando a SHELL pagava o Schumacher inteirinho á Ferrari?

últimas F1
últimas Autosport
f1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x