/formula1/f1/f1-williams-podera-fechar-se-o-tecto-orcamental-nao-for-implementado/
F1: Williams poderá fechar se o tecto orçamental não for implementado | AutoSport

F1: Williams poderá fechar se o tecto orçamental não for implementado

Por a 19 Abril 2018 16:40

A ameaça de de Claire Williams é clara. A Williams acredita que o tecto orçamental é a melhor solução para a F1 e se tal não acontecer a equipa pode fechar as portas.

“Olhando para esta situação do meu ponto de vista, se não for implementado o tecto orçamental, a Williams irá fechar as portas…”

Tendo em conta as dificuldades que a Williams tem passado nos últimos tempos é uma ameaça que pode ter um fundo de verdade. A performance da equipa está abaixo do esperado este ano, e com a saída da Martini perde o patrocinador principal e olhando para o cenário actual, com muitos carros despidos de publicidade, é provável que a equipa sofra uma queda nas receitas, acentuada pelos últimos resultados na F1 que irão afectar os cofres.

Mas a Williams é muito mais de que apenas uma equipa de F1. Tem um departamento de engenharia avançada que que abrange uma grande variedade de alvos fora da F1. Não seria de espantar que a Williams está a tentar forçar o tecto orçamental usando a mesma estratégia da Ferrari.

A Williams está na F1 desde 1977 e desde então tem estado constantemente a competir na F1. É já um nome mítico do Grande Circo e a saída da equipa seria uma perda enorme para a F1. Claro que a nível de Marketing a Ferrari tem um peso muito superior, mas quem gosta de F1 não se atreve sequer em pensar numa F1 sem a Williams.

O tecto orçamental de 150 milhões, por um lado levaria a cortes no investimento das grandes equipas que poderá levar à saída de algum staff. Por outro a implementação do referido tecto, poderá colocar as equipas mais perto do topo e assim tornar o jogo mais equilibrado, trazendo com isso mais visibilidade o que faria das equipas alvos mais apetecíveis para investidores e patrocinadores. É uma luta negocial que ainda irá durar algum tempo e que não se avizinha nada fácil.

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
Subscribe
Notify of
11 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
últimas F1
últimas Autosport
f1