Loeb “virou o jogo” a seu favor!

Por a 18 Maio 2007 17:22

Baralha, dá de novo, e o ás de trunfo calha sempre ao mesmo parceiro da “sueca”! É o que sucede actualmente no Mundial de Ralis com Sébastien Loeb, que, por muito que os adversários tentem, acaba por sempre “virar o jogo” a seu favor! Foi o que sucedeu novamente na etapa de abertura do Rali de Itália, com o francês a beneficiar dos azares alheios para liderar confortavelmente a prova.

Na etapa inicial de Rali de Itália, o piloto do Citroen C4 WRC teve algumas dificuldades iniciais, devido ao facto de abrir a estrada, chegando ao final da primeira secção na quinta posição da geral, a 10.4s do surpreendente líder provisório, Jari-Mari Latvala.

Durante a tarde, Loeb perdeu mais uma “vasa”, leia-se o troço inicial da segunda secção para Marcus Gronholm, passando a distar 15 segundos do líder, que entretanto passou a ser o finlandês da equipa oficial da Ford. Contudo, na especial seguinte, a quinta, recuperou 12.3s, para no troço de encerramento da etapa, pulverizar positivamente a margem que o separava de Gronholm, transformando-a num avanço de 22.4s.

É certo que beneficiou de novo azar de Gronholm, que partiu um amortecedor do Focus na PE 5, e teve de realizar o derradeiro troço nessas condições, perdendo no total 38 segundos, caindo com isso ao segundo posto da classificação, que passou a ser liderado por Loeb

E pronto, nem foi sequer necessário esperar pela habitual segunda etapa para que se comecem a definir as posições na prova, já que, Sébastien Loeb liderar com uma vantagem de 22.4s e ainda ir perder o rali, seria uma novidade quase absoluta.

Latvala foi herói!

É verdade que nos ralis sucedem coisas inesperadas, e que o diga Jari-Mari Latvala, que surpreendeu ao liderar durante as especiais da manhã, perdendo o comando para Gronholm no primeiro troço da tarde, acabando por desistir na especial seguinte, quando era segundo, devido a uma suspensão quebrada no Focus.

Com o atraso de Gronholm e os problemas de Latvala quem beneficiou foi Mikko Hirvonen que ascendeu ao terceiro posto da geral, se bem que para isso, antes, tivesse de bater Henning Solberg, transformando quatro segundos de atraso noutros tantos de avanço, para o mais velho dos irmão Solberg, que é assim quarto classificado no final do primeiro dia de prova.

Dani Sordo voltou a estar mal, e nem numa prova onde tinha dado boa conta de si em edições anteriores, consegue andar mais perto dos homens da frente, e isto é, cada vez mais um problema para si, já que a Citroen não pode viver só às custas das vitórias de Loeb, pois o francês, sozinho, não consegue vencer o Mundial de Marcas.

Na Subaru as coisas também não estão fáceis já que depois de, durante a manhã, Petter Solberg ter rodado na terceira posição, o quinto e sexto troços correram muito mal ao piloto norueguês, ao perder quase 50 segundos, caindo assim para o sexto posto da geral. Pior esteve Chris Atkinson, que voltou a desistir, depois de sair de estrada na PE 5. Deverá regressar amanhã, de acordo com as regras do Super Rally, já que os danos no Subaru não foram substanciais.

Na JWRC, Urmo Aava lidera com uma vantagem de oito segundos para o seu colega de equipa e actual líder do campeonato, Per-Gunnar Andersson, ambos em Suzuki.

Classificação

1º LOEB (CITROEN), 1h42m10.0s
2º GRÖNHOLM (FORD), a 22.4s
3º HIRVONEN (FORD), a 29.1s
4º SOLBERG (FORD), a 32.9s
5º SORDO (CITROEN), a 1m18.3s
6º SOLBERG (SUBARU), a 1m21.0s
7º GARDEMEISTER (MITSUBISHI), a 2m04.2s
8º STOHL (CITROEN), a 2m35.8s
9º WILSON (FORD), a 3m34.9s
10º MAC HALE (FORD), a 4m38.3s
11º OSTBERG (SUBARU), a 4m43.5s
12º HANNINEN (MITSUBISHI), a 5m21.3s
13º Villagra (FORD, a 6m33.2s
14º AAVA (SUZUKI) , a 11:44.2
15º ANDERSSON (SUZUKI), a 11:52.5

últimas Ralis
últimas Autosport