José Pedro Fontes: «Rodámos quase sempre entre os mais rápidos?»

Por a 5 Agosto 2007 14:19

José Pedro Fontes/Fernando Prata, aos comandos do Fiat Grande Punto S2000 do Fiat Vodafone Team realizaram uma prova consistente, rodando no grupo dos cinco mais rápidos, resultado que, no final, se reflectiu no quarto lugar da classificação da geral, terceiro no Nacional de Ralis, uma vez que o seu “companheiro” da Fiat, Giandomenico Basso, vencedor da prova, não pontua em termos da competição portuguesa em virtude do estatuto de Piloto Prioritário FIA A.

Cumprindo à risca o rumo traçado, o Fiat Vodafone Team rodou na Madeira com o objectivo de conquistar o máximo de pontos possível para o Campeonato Nacional de Ralis. Rodando rápido e superando com eficácia as dificuldades encontradas, nomeadamente durante a primeira etapa da prova, onde a chuva pregou uma enorme partida a todos os concorrentes, o Grande Punto S2000 pilotado por José Pedro Fontes viu os seus esforços recompensados com nove preciosos pontos que lhe permitem ficar mais perto dos dois primeiros lugares no campeonato (a apenas um ponto do segundo lugar) e encarar a recta final do Nacional com os olhos postos nas primeiras posições.

“Demos o máximo, o Fiat Grande Punto S2000 não nos deu qualquer problema e conseguimos situar-nos, invariavelmente, no grupo dos mais rápidos. Acho que o nosso trabalho está, passo a passo, a dar os seus resultados e, especialmente num rali com as características do Vinho Madeira, não deixa de ser gratificante o resultado obtido”, começou por dizer José Pedro Fontes.

Olhando para o resultado de um e outro dia, o objectivo para as nove Provas Especiais de Classificação que constituíam a segunda etapa da prova não podia ser outro senão “rodar rápido, sem cometer erros. A nossa posição em termos gerais ficou praticamente definida ao fim do primeiro dia e a nossa meta seria fazer um bom resultado em termos de segunda etapa de modo a somar o máximo de pontos que nos permitissem subir na classificação do campeonato. Estivemos muito perto de conseguir atingir esse objectivo e agora vamos regressar ao continente para preparar do melhor modo as três provas que faltam”.

Para Filippo Rivanera, Director Geral da Fiat Group Automobiles Portugal S.A., este resultado “revela que continuamos no bom caminho. Fomos fortes, estivemos sempre entre os mais rápidos, o nosso carro não teve qualquer problema e numa luta onde estavam presentes os melhores pilotos europeus, alguns dos quais ficaram pelo caminho, conseguimos terminar no ‘top five’, somando pontos importantes para o campeonato. Parabéns aos pilotos e a toda a equipa técnica pelo magnifico trabalho, factor fundamental para o sucesso. Não posso deixar também de sublinhar a brilhante vitória do Grande Punto S2000 de Giandomenico Basso, que, pela segunda vez consecutiva elevou bem alto a excelência dos produtos criados pela nossa marca.”

últimas Ralis
últimas Autosport