Estoril Classics Week: Saiba quem são as estrelas…

Por a 9 Outubro 2019 12:50

A exemplo do ano passado, o Estoril Classics Week vai trazer um conjunto de estrelas internacionais do mundo dos ‘motores’: Mikko Hirvonen, Giacomo Agostini, Emanuele Pirro e Ari Vatanen

A 2ª edição do Estoril Classics, que se realiza entre 11 e 13 de outubro de 2019, no Estoril, reúne cinco disciplinas de motas e automóveis clássicos, através das provas: Rally de Portugal Histórico, Concurso de Elegância ACP, Classic F1, Spirit of Speed Bikes, Historic Endurance, 1000 km Sports Cars, HGPCA Fórmula 1, FIA Lurani Trophy for Fórmula Junior Cars, Group 1 + Troféu Mini. No total, são 14 corridas previstas para o Autódromo do Estoril, sendo que entre as estrelas convidadas encontram-se Mikko Hirvonen, ex-piloto do WRC, várias vezes vice-Campeão do Mundo, Giacomo Agostini, ‘Ago’ (Brescia, 16 de junho de 1942), é um ex-piloto italiano de motociclismo, quinze vezes campeão mundial em que, 8 campeonatos, são na categoria máxima do motociclismo: MotoGP (oito: 1966–1972 e 1975). Giacomo Agostini, ou “Ago” (Brescia, 16 de junho de 1942), é um ex-piloto italiano de motociclismo, quinze vezes campeão mundial em que, 8 campeonatos, são na categoria máxima do motociclismo: MotoGP (oito: 1966–1972 e 1975).

Emanuele Pirro, (Roma, 12 de janeiro de 1962) é um piloto de automobilismo italiano. Pirro iniciou sua carreira no karting, aos 11 anos. De 1989 a 1991, ele foi piloto de Fórmula 1 e participou de 37 Grandes Prémios, primeiramente pela Benetton e em 1990 e 1991 pela Scuderia Italia. Marcou um total de três pontos no campeonato. Depois de deixar a Fórmula 1, Pirro envolveu-se com as corridas de carros de turismo e protótipos, pilotando pela Audi Sport Team Joest, venceu as 24 Horas de Le Mans três anos consecutivos (de 2000 a 2002) com os companheiros de equipe Frank Biela e Tom Kristensen, e diversas corridas da American Le Mans Series com Biela.

Ari Vatanen começou nos ralis no ano de 1970 e estreou-se no WRC em 1974. Foi Campeão Nacional de Ralis da Grã-Bretanha em 1976 e 1978 navegado por Peter Bryant e David Richards respetivamente. Em 1977 passou a ser uma presença assídua em provas do WRC, ao volante de um Ford Escort RS 1800.

Em 1980 consegue a primeira vitória no WRC ao volante do RS 1800 durante o Rali da Grécia e no ano seguinte torna-se Campeão do Mundo de Ralis.

Em 1984, o finlandês assina contrato para guiar um Peugeot 205 T16 da equipa de fábrica da Peugeot. Do Rali da Finlândia de 1984 até ao Rali da Suécia do ano seguinte, Vatanen conseguiu um total de 5 vitórias em provas do WRC.

Em 1985, durante um Rali da Argentina, sofre um aparatoso acidente com o 205. Esteve entre a vida e a morte e só um ano e meio depois voltou ao desporto motorizado, infelizmente fora do WRC.

Passou a disputar o Rali Paris-Dakar conseguindo ganhar com a Peugeot em 1987, 1989 e 1990 e com a Citroen em 1991. Também fora dos ralis, obteve sucesso no Pikes Peak International Hillclimb, que chegou a vencer com o Peugeot 405 T16, baseado no 205 T16 depois do Grupo B ter sido banido.
Continuou a fazer alguns ralis, pela Mitsubishi Ralliart Europa em 1989 e 1990. Em 1992 e 1993 correu pela Subaru em 11 provas fazendo segundos lugares por três vezes.

Guiou ainda o Ford Escort WRC conseguindo um notável pódio no Rali da Argentina 1994 e no Rali Safari 1998. Em 1993 comprou uma quinta e uma vinha em França onde estabeleceu residência. Desenvolveu então um interesse pela política e em 1999 foi eleito para o Parlamento Europeu conseguindo a reeleição em 2004.

A sua fome de ralis não terminou e fez o Dakar em 2003 pela Nissan terminando em sétimo lugar. Nesse mesmo ano faz o Rali da Finlândia com um 206 WRC da Bozian Racing terminando no 11º posto. Em 2004 e 2005 voltou ao Dakar com a Nissan e em 2007 com a Volkswagen.

Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas MAIS MOTORES
últimas Autosport