GP Grã-Bretanha F1: Red Bull “em cima” da Mercedes em ritmo de corrida

Por a 1 Agosto 2020 10:11

Olhando para o que foram os dois primeiros treinos livres do GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1 tudo leva a crer que a Racing Point está na luta, mesmo sem Sergio Pérez. Os pilotos dos monolugares cor-de-rosa estão a sair-se muito bem nas curvas de alta velocidade do icónico Circuito de Silverstone, mas não é certo que isso signifique que Lance Stroll, que foi o mais rápido no segundo treino livre esteja em condições de chegar ao pódio no dia da corrida. Que parece ter carro para isso, sem dúvida.

O desempenho dos Racing Point em curvas de baixa velocidade é particularmente impressionante, mas como tem sido habitual, é o ritmo da campeã mundial Mercedes nas curvas de média e alta velocidade que está a ‘pagar’ dividendos no super rápido traçado de Silverstone, e é provável que Lewis Hamilton e Valtteri Bottas sejam os principais favoritos à primeira linha da grelha na qualificação de hoje.

Contudo, a Red Bull vai fazer parte desse ‘assunto’. Se Verstappen conseguir uma volta melhor do que o carro é capaz – como tantas vezes já conseguiu – ele pode intrometer-se entre os dois Mercedes, ou mesmo que não o consiga, pode sempre fazer com que o seu forte ritmo de corrida ‘conte’ no domingo.

As condições arrefeceram drasticamente no dia de hoje, mas ainda assim vão estar 21º na qualificação. As temperaturas no domingo poderão ser ainda mais baixas do que as registadas na sexta-feira, por volta dos 17º e a direção do vento também irá provavelmente mudar, criando ainda mais incerteza, pelo que podemos ficar entusiasmados com estes dois dias de qualificação e corrida.

Seja como for, na qualificação, se tudo for diretamente proporcional ao que se viu ontem, teremos Mercedes, Red Bull e Racing Point iguais, a meio segundo da Mercedes, Ferrari e McLaren três décimos mais atrás, Renault a 0.4s destas duas equipas, Alpha Tauri, a mais 0.2s dos ‘amarelinhos’, depois a Haas, Alfa Romeo e Williams.

Em ritmo de corrida, a Red Bull está a 0.1s da Mercedes, o que significa que está dentro do ‘alcance’ do ‘braço’ de Max Verstappen.
Tudo o resto está a mais de um segundo: Racing Point, 1.2s, McLaren, 1.3s, Ferrari, 1.5s, Renault, 1.6s, todas as seguintes, a mais de dois segundos. Vamos ver se a qualificação confirma estes números, se assim for a corrida não deverá ser muito diferente, destes últimos, contando, claro com todas as variáveis que sempre sucedem nos Grandes Prémios.

Subscribe
Notify of
2 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
necax007
necax007
6 dias atrás

Não me parece as diferenças na qualificação e na corrida serão essas. A ver vamos.

RedDevil
RedDevil
6 dias atrás

Essas diferenças em ritmo de corrida foram calculadas pelo Gui… certo?

últimas FÓRMULA 1
últimas Autosport