/formula1/f1/formula-1-alpha-tauri-em-monza-a-enorme-diferenca-de-2020-para-2021/
Fórmula 1, Alpha Tauri em Monza: a enorme diferença de 2020 para 2021 | AutoSport

Fórmula 1, Alpha Tauri em Monza: a enorme diferença de 2020 para 2021

Por a 15 Setembro 2021 15:05

Muito se passou no fim de semana do GP de Itália de Fórmula 1. Uma das equipas que saiu de cabeça baixa de Monza, foi a Alpha Tauri. Vencedora da corrida do ano passado em Monza, com Pierre Gasly, desta feita não conseguiram marcar pontos com nenhum dos carros, pela primeira vez em 2021.
O fim-de-semana de Gasly correu mal desde o momento em que ele ‘tocou’ em Daniel Ricciardo na Qualificação Sprint, danificando a asa da frente do seu monolugar, depois se deslocou, prendeu-se debaixo do carro e lançou-o para as barreiras, isto depois de ter sido sexto na qualificação de sexta-feira.
Na corrida, um problema no carro, significou que apenas algumas voltas após o início, foi forçado a desistir.
O seu colega de equipa, Yuki Tsunoda nem sequer chegou a esse ponto, um problema de travões, impediu-o até de arrancar para a corrida. Para Jody Egginton (Director Técnico): “Infelizmente, a corrida tinha acabado antes de ter começado para ambos os pilotos. O Yuki relatou um problema de travagem nas suas voltas pré-grelha que, por muito que os mecânicos tentassem, não pode ser resolvido, forçando a sua desistência.
Depois, um problema de sistema identificado no carro do Pierre significou que também tínhamos de o retirar da corrida. Frustrante! Não fomos capazes de transformar o forte desempenho demonstrado pelo Pierre na sexta-feira em pontos. Da mesma forma, o Yuki não foi capaz de obter mais quilómetros de corrida que seriam importantes, e por tudo isto não fomos capazes de levar a luta aos nossos concorrentes mais próximos.
No entanto, o carro voltou a mostrar-se competitivo…”

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
últimas F1
últimas Autosport
f1