/formula1/f1/f1-mercedes-ainda-nao-sabe-tudo-o-que-precisa-sobre-o-w13-e-isso-condiciona-o-w14/
F1: Mercedes ainda não sabe tudo o que precisa sobre o W13, e isso condiciona o W14 | AutoSport

F1: Mercedes ainda não sabe tudo o que precisa sobre o W13, e isso condiciona o W14

Por a 24 Novembro 2022 15:45

Uma das prioridades da Mercedes desde há nove meses para cá é perceber em toda a sua extensão os problemas por que padece o seu W13, e pelos vistos nesta altura ainda não os domina na totalidade, o que deixa uma porta aberta a novo erro para 2023, com as consequências que se conheceram este ano que se saldou em apenas um triunfo, já numa altura que boa parte dos problemas do carro tinham sido aparentemente resolvidos.
Como se sabe o carro sofreu de muito porpoising na fase inicial da época a questão foi resolvida mas a margem para a Red Bull só não existiu em condições muito particulares, como as do Brasil em que uma temperatura mais fresca do que o habitual abriu portas ao triunfo de George Russell na corrida.
E pelos vistos, apesar de já dominarem grande parte dos problemas, segundo James Vowles, Chefe de estratégia da Mercedes, ainda não estão totalmente seguros de que compreendem totalmente tudo o que correu mal este ano.
Quando questionado sobre esse tema, Vowles referiu no último vídeo pós-corrida da equipa: “Penso que não se pode afirmar verdadeiramente agora, ou mesmo durante o inverno, que sabemos tudo sobre o W13. Houve alguns altos e baixos, muitos mesmo, e tem detalhes neste carro que acreditamos compreender mas alguns deles ainda não foram totalmente explicados.
Mas se olharmos para a direção a seguir, para as diferenças para a frente, especialmente no ritmo da corrida, fizemos enormes progressos e só o fizemos compreendendo onde estavam os nossos problemas, trabalhando neles e trabalhando em equipa”.
Se o trabalho que a Mercedes precisa de fazer para chegar à Red Bull for o que se viu em Abu Dhabi então é certo que há ainda um longo caminho a percorrer neste inverno.
E isso significa que a Mercedes tem de trabalhar melhor que os adversários diretos, Red Bull e Ferrari. Se o consegue ou não só vamos começar a saber entre 23 e 25 de fevereiro no Bahrein.

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
últimas F1
últimas Autosport
f1