‘Estórias’ do Rali de Portugal, Carlos Sainz: “Vou ali a Madrid e já venho…”


Eduardo Ventura é o atual proprietário do Hotel de Arganil e antigo comandante dos Bombeiros Voluntários. Recorda sempre com grande prazer ‘estórias’ do tempo em que o rali rumava ano após ano à ‘sua’ catedral, Arganil: “Recordo-me uma vez na zona do Mosteiro de Folques, uma Senhora que entrou em trabalho de parto e lá fomos nós com macas. Trouxemos a senhora e o bebé nasceu à porta do Cemitério de Folques! Outra vez, na Selada das Eiras, um espetador tinha caído e estava em mau estado. Fui levá-lo ao centro de Saúde de Arganil e a preocupação
dele era que o fosse buscar de volta para a Selada das Eiras, para ver o rali. Disse-lhe que sim, mas claro que já lá não voltei!”, recordou.
Eduardo Ventura também conheceu bem Carlos Sainz: “Passava muito tempo no Hotel de Arganil, especialmente durante os treinos e testes. Chegava, ia à cozinha, comia e bebia o que queria e depois dizia o que tinha consumido. Isto era como se fosse a casa dele! Um dia a esposa dele fazia anos, ele e o Luis Moya chegaram aqui às cinco da tarde e resolveram ir a ‘Madrid num instante’ – que fica ‘só’ a 500 Km – eu disse-lhe, não vás depressa que a polícia anda aí e ele responde-me que ela nem tinham tempo de os ver. Eram quatro da manhã já estavam de volta e às sete já a começar os treinos”, recordou. ‘Estórias’ com a marca da Centro TV.