Primeira vitória para Luís Mota

Por a 20 Maio 2007 11:54

Tal como se esperava, a mudança de pisos de asfalto para terra tiveram o condão de animar, ainda mais o Campeonato Open de Ralis by Beta. De facto, o Rali de Góis trouxe a primeira grande novidade a uma competição que ganhou nova dimensão esta temporada, depois de três provas disputadas em asfalto – Montelongo, Portas de Ródão e Pinhais do Centro.

Domínio mudou de mãos

Depois de um claro domínio no asfalto, Pedro Peres cedeu o protagonismo a Luís Mota, que com o Mitsubishi Lancer Evolution IV obteve a primeira vitória da época, perfilando-se como um sério candidato nos ralis em terra ainda por disputar, mantendo o actual líder do campeonato em sentido no asfalto. Mais rápido em quatro das seis classificativas agendadas pelo Clube Automóvel do Centro, Luís Mota tinha já preparado esta prova com a sua participação no Rali Cidade de Beja, no fim-de-semana anterior, uma aposta ganha:

«Estou, de facto, mais à vontade em terra, mas não sabia como se iria comportar o Pedro neste piso. O Mitsubishi ainda me deu problemas, nomeadamente a embraiagem, mas consegui aguentar as réplicas do meu adversário», explicou o vencedor, pouco antes de passar pelo pódio.

Desta vez em segundo, Pedro Peres não deixou, ainda assim, de tentar conservar o primeiro lugar por ainda passou, mas uma menor experiência em terra e problemas com o Ford Escort Cosworth não deram hipóteses face a um adversário motivado:

«Os problemas com o ALS – sistema que controla a disponibilidade de potência do turbo – voltaram e também os pneus me penalizaram, pelo que acredito que com o carro em perfeitas condições sou capaz de vencer em terra. Mas não tiro o mérito ao Luís (Mota), que está mais à vontade neste piso e conhece melhor o Mitsubishi do que eu o Escort», confessou o actual líder do Campeonato Open de Ralis by Beta.

Na terceira posição, Raul Aguiar consumou um regresso à competição com um excelente resultado e comprovou a supremacia dos 4×4 em pisos de terra, pelo menos nesta prova, com os três primeiros lugares a serem ocupados por dois Mitsubishi Lancer e um Escort Cosworth. Curioso foi o facto de Aguiar ter ascendido à posição em que viria a terminar na primeira classificativa, onde foi quarto e beneficiou de uma penalização de 10 segundos aplicada a João Ruivo…

Às portas do pódio terminou Octávio Nogueira, piloto que tripula o Citroën Saxo Kit Car com que Armindo Araújo foi Campeão Nacional e que este ano andava afastado das boas prestações. À quarta foi de vez: “Quase sem experiência em ralis de terra, ter sido carro “0” no Rali do F.C. do Porto permitiu-me treinar um pouco e encarar esta prova com mais à vontade. Estou satisfeito pelo resultado”, confessou.

Pedro Raimundo terminou venceu “Júnior”

Pedro Raimundo terminou em quinto, sendo de novo o melhor do Campeonato Júnior, na frente de Isaac Portela, habituais animadores desta categoria: “Furei de manhã e perdi parte da vantagem que tinha para o meu adversário, mas na parte da tarde andei um pouco mais depressa e consegui confirmar o quinto posto, um resultado excelente para mim. Foi o meu primeiro rali em terra e à minha frente terminaram três 4×4 e ainda um Kit Car”, lembrou o jovem piloto de Lisboa.

Encerrando o lote dos 10 primeiros, Rogério Santos foi sétimo, Nuno Mateus – um dos dois pilotos que levaram um Fiat Punto HGT até final – oitavo, na frente de Miguel Monteiro, num Ford Fiesta ST que animou a noite de Góis no “Showcar de Góis by Beta” e Filipe Teixeira.

Open segue para Cerveira

É já nos próximos dias 9 e 10 de Junho que terá lugar a quinta jornada do Campeonato Open de Ralis by Beta, a sétima edição do Rali Vila Nova de Cerveira, prova a contar para quatro campeonatos: Open, Clássicos, Júnior e Regional Norte (VSH). Com uma extensão total de 150 quilómetros, dos quais cerca de 50 são ao cronómetro, a prova do Targa Clube assenta em sete classificativas.

Classificações

1º Luís Mota/Ricardo Domingos (Mitsubishi Lancer Evo. IV), 42m49s; 2º Pedro Peres/Tiago Ferreira (Ford Escort Cosworth), a 8,2s; 3º Raul Aguiar/Pedro Pereira (Mitsubishi Lancer Evo. IV), a 2m41,8s; 4º Octávio Nogueira/Luiz Pinto (Citroën Saxo Kit Car), a 3m33,1s; 5º Pedro Raimundo/Nuno Rodrigues da Silva (Peugeot 206 RC), a 3m50,2s; 6º Isaac Portela/Saúl Campanário (Peugeot 206 GTi), a 4m15,6s; 7º Rogério Santos/Fábio Vicente (VW Golf GTI), a 4m34,4s; 8º Nuno Mateus/Miguel Paião (Fiat Punto HGT), a 5m12,2s; 9º Miguel Monteiro/Paulo Monteiro (Ford Fiesta ST), a 5m17,5s; 10º Filipe Teixeira/António Campos (Citroën Saxo), a 5m37,2s.

Campeonato: 1º P. Peres, 88 pontos; 2º L. Mota, 70; 3º P. Raimundo, 69; 4º R. Azevedo, 62; 5º J. Ruivo, 42.

últimas Ralis
últimas Autosport