/formula1/f1/riccardo-ceccarelli-o-dr-f1-o-piloto-que-para-mim-mais-se-aproximou-da-perfeicao-foi-robert-kubica-seguido-de-charles-leclerc/
Riccardo Ceccarelli, o Dr. F1: “O piloto que mais se aproximou da perfeição, Kubica, seguido de Leclerc” | AutoSport

Riccardo Ceccarelli, o Dr. F1: “O piloto que mais se aproximou da perfeição, Kubica, seguido de Leclerc”

Por a 22 Julho 2021 14:53

O Dr. Riccardo Ceccarelli, CEO da Formula Medicine, é um médico que lidera uma empresa que trabalha há muito, em várias áreas da saúde, com a F1 e o desportos motorizados em geral. Recentemente deu uma entrevista à La Gazetta de lo Sport onde expressou a sua opinião face a um tema que será para sempre debatido na disciplina. Quem é o melhor piloto?
Sem surpresa, a sua conversa com o jornalista circulou em torno de dois dos mais conceituados campeões mundiais, Ayrton Senna e Michael Schumacher, mas curiosamente, nem um nem outro é, de acordo com o Dr. Riccardo Ceccarelli, uma personagem que tem mais de 30 anos de experiência de medicina desportiva, e pelas suas mãos passaram milhares de pilotos, é de opinião que que Robert Kubica, e Charles Leclerc, são, para si, muito mais perfeitos do que Senna e Schumacher: “Conhecia bem Ayrton Senna e Michael Schumacher. Eles foram conduzidos por esta busca extrema para encontrar um defeito para melhorar. Mas o piloto que para mim mais se aproximou da perfeição, foi Robert Kubica logo seguido de Charles Leclerc”, disse no âmbito de uma conversa sobre a importância do treino mental: “Estava convencido de que só os músculos e o coração contavam, empurrando, treinando e frequentando o ginásio. Subestimei a importância da cabeça. Em vez disso, hoje posso dizer que estou convencido de que num desportista de alto nível o cérebro faz a diferença.
Muitas vezes o uso de um psicólogo ou de um treinador mental é visto como reservado apenas para os que pensamos terem problemas, e isto significa que quanto mais alto se vai, mais se reduz a percentagem de atletas que dependem de um treinador mental”, disse o Dr. Riccardo Ceccarelli, que faz uma análise que vai muito para lá da simples aptidão desportiva, ou se cinge a números…

Todos nos lembramos de quem era Kubica durante o seu tempo na BMW F1, onde garantiu uma vitória e nove pódios, e depois na Renault. Quando se esperava que fosse para a Ferrari, veio o acidente de 2011. Quanto a Charles Leclerc, depressa mostrou sinais de se poder tornar uma futura estrela e caso hoje em dia tivesse carro para isso poucos duvidam que andaria na luta com Hamilton e Verstappen.
Mas mais perfeitos que Ayrton Senna e Michael Schumacher? Opinião bem curiosa, que foi pena não ter sido mais explorada…

Subscribe
Notify of
9 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
no-team
no-team
7 dias atrás

Foi um enorme prazer ver o Kubica na F1 desde o 1ºdia até ao último. Um dos grandes! Esta opinião do  Dr. Riccardo Ceccarelli em relação aos pilotos que refere não me surpreende verdadeiramente.

Last edited 7 dias atrás by NOTEAM
carlosm
carlosm
Reply to  NOTEAM
6 dias atrás

Sem duvida, o kubica foi top. Mas o Alonso em 2012, essa temporada sim, foi mesmo perfeita. Abc

no-team
no-team
Reply to  Carlosm
6 dias atrás

Sim, essa performance do Alonso em 2012 foi de longe a melhor que vi um piloto fazer. Depois destaco também a do Kubica em 2008 e o Hamilton dez anos depois na Mercedes. Falo apenas do que vi, não posso falar de Senna, Clark e por aí fora…

831ABO
831ABO
7 dias atrás

Sim, basta ver a fotografia que ilustra o texto para aferir a perfeição do Kubica.

addicta
addicta
Reply to  831AB0
7 dias atrás

Que comentário infeliz…

831ABO
831ABO
Reply to  Addicta
7 dias atrás

Não me diga: outro santo?

91730
91730
Reply to  Addicta
7 dias atrás

Ė apenas mais um para juntar à colecção…

91730
91730
7 dias atrás

Li algures que atė ao acidente o polaco era o piloto que LH mais temia, verdade ou não, era muito bom piloto, um talento nato!

ZeCambota
ZeCambota
7 dias atrás

Cada pessoa pode ter a sua opinião, o mal está em fazer dessa opinião uma doutrina.

últimas F1
últimas Autosport
f1