/formula1/f1/ralf-schumacher-o-desporto-automovel-alemao-vai-morrer-em-breve-se-nao-fizerem-algo/
Ralf Schumacher: “O desporto automóvel alemão vai morrer em breve se não fizerem algo” | AutoSport

Ralf Schumacher: “O desporto automóvel alemão vai morrer em breve se não fizerem algo”

Por a 15 Março 2020 10:56

Ralf Schumacher, antigo piloto da Fórmula 1, diz que a Alemanha precisa de repensar o automobilismo, pois as categorias mais jovens do karting são praticamente “inexistentes”.

No início do século XXI, a grelha da Fórmula 1 teve o auge de pilotos alemães em 2010, com sete nomes: Michael Schumacher, Nico Rosberg, Sebastian Vettel, Timo Glock, Nick Heidfeld, Adrian Sutil e Nico Hulkenberg.

Em 2020, apenas Sebastian Vettel continua na Fórmula 1. Nas categorias mais jovens, os alemães também já não abonam, com apenas Mick Schumacher na Fórmula 2 (filho de Michael) e David Schumacher na Fórmula 3 (filho de Ralf).

“Na Alemanha temos um problema porque o karting é praticamente inexistente, comparado com a Inglaterra e a Itália. O desporto automóvel alemão vai morrer em breve se não fizerem algo.” – disse Ralf ao Speedweek.

“Antigamente, as grelhas dos jovens eram tão grandes, que tinhas de mandar pessoas para casa depois das qualificações. Agora, tens 10 a 12 karts para as corridas.”

Schumacher aponta a situação financeira que se vive no desporto motorizado como uma das grandes razões para tal, dando o exemplo do seu filho e do seu sobrinho, que correm na Fórmula 3 e na Fórmula 2, respetivamente.

“Estamos a falar de um orçamento anual de 1.5 milhões de euros. É um absurdo para um série juvenil. Na Fórmula 2 ainda tens de acrescentar mais um milhão. A FIA deveria regular melhor.”

Subscribe
Notify of
7 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
últimas F1
últimas Autosport
f1