/formula1/f1/gp-eua-f1-max-verstappen-segura-o-ataque-de-hamilton-e-vence/comment-page-1/
GP EUA F1: Max Verstappen segura o ataque de Hamilton e vence | AutoSport

GP EUA F1: Max Verstappen segura o ataque de Hamilton e vence

Por a 24 Outubro 2021 21:39

O GP dos EUA deu-nos lutas cozinhadas em lume brando, com as jogadas estratégicas das equipas a ganharem ainda mais importância no Circuito das Américas. Max Verstappen e Lewis Hamilton proporcionaram-nos uma grande luta, muitas vezes à distância, que teve o momento mais alto nas últimas voltas, com Hamilton a tentar ultrapassar Verstappen. O ataque do #44 foi intenso, mas não foi o suficiente para destronar o piloto da Red Bull da liderança da corrida. Verstappen venceu e a Red Bull deu um passo importante neste fim de semana, num terreno onde a Mercedes sempre foi forte.

Lewis Hamilton largou melhor e Max Verstappen apertou tanto quanto pôde o piloto da Mercedes, mas o #44 conseguiu passar para a frente da corrida, com Verstappen e Sergio Pérez  no top 3. A luta pelo quinto lugar aqueceu, com Carlos Sainz, Lando Norris e Daniel Ricciardo a dar espetáculo, com vantagem para Ricciardo, seguido de Sainz e Norris. Valtteri Bottas tentava iniciar a sua recuperação, mas Yuki Tsunoda não permitiu que o finlandês passasse para a sua frente.

George Russell foi um dos melhores no arranque e conseguiu ganhar sete posições nas primeiras voltas, depois de largar do fundo da grelha. Menos sorte teve Lance Stroll que levou um toque de Nicholas Latifi, o que motivou um pião do piloto da Aston Martin.

Esteban Ocon foi o primeiro a entrar nas boxes, na volta 4, para trocar de pneus, “calçando” as borrachas mais duras disponíveis para esta prova, aproveitando a troca de asa dianteira depois de um toque com um Alfa Romeo. Latifi também trocou de asa depois do toque com Stroll, com os dois agora a ocuparem os últimos lugares. 

Lewis Hamilton começava a pautar o ritmo, mas Max Verstappen seguia o britânico de perto, com Pérez a acompanhar o andamento do duo da frente, num ritmo que os deixava mais longe de Charles Leclerc, em quarto, com Ricciardo nos seus espelhos. Valtteri Bottas não estava a ter um começo de corrida fácil e Pierre Gasly tratou de passar o #77 nas primeiras voltas, despromovendo o Mercedes ao 10º lugar, com o francês a tentar compensar um arranque menos conseguido.

Fernando Alonso também entrou cedo nas boxes para colocar os pneus duros, na volta 8, quando estava na luta com Sebastian Vettel pelo 14º posto. 

Na volta 10, Verstappen entrou para trocar de pneus, numa paragem bem executada, tentando o undercut a Hamilton, mas o neerlandês saiu atrás de Leclerc e Ricciardo o que poderia complicar a vida do #33. Hamilton estava contente com os pneus e não parecia ter vontade de entrar tão cedo. No entanto, o ritmo de Verstappen com os novos pneus era claramente superior. Leclerc parou pouco depois, tal como Pérez e Verstappen ficou pista livre para aumentar o ritmo e pressionar Hamilton, o que fez de forma clara. Hamilton entrou na volta 14 nas boxes para trocar de pneus e com isso, Verstappen capitalizou o bom trabalho que tinha feito e passou para a frente da corrida. Pérez era terceiro a cinco segundos de Hamilton e com dez de avanço para Leclerc.

A suspensão traseira do Alpha Tauri de Pierre Gasly cedeu na volta 15, com o francês a dar por terminada a sua participação na corrida, mostrando também a exigência do circuito nos carros.

Na luta pelo terceiro lugar no campeonato, Ricciardo em quinto, estava a dez segundo de Leclerc e passou a estar pressionado por Sainz, isto na volta 22, com os carros da Scuderia a mostrarem mais andamento que os monolugares da McLaren. Um pouco mais atrás, Alonso e Giovinazzi davam espetáculo, com o espanhol a tentar ganhar posição ao italiano, numa luta que aproximou George Russell e Sebastian Vettel, com o alemão a passar o jovem britânico. 

Chegávamos a meio da corrida e tínhamos Verstappen na liderança, mas com Hamilton em “full attack”, estando a apenas 3 segundos do líder, depois de ter estado a quase sete. Pérez estava confortavelmente no terceiro lugar, tal como Leclerc no quarto. Ricciardo era quinto, com a pressão de Sainz, Norris estava um pouco mais atrás, seguido de Bottas, Tsunoda e Raikkonen.

Um breve VSC (para remoção de detritos na pista) permitiu a Verstappen ganhar um segundo, com Hamilton a ser atrapalhado por um retardatário, mas o ritmo do britânico era forte e por isso na volta 30, Verstappen fez a sua segunda paragem, enquanto Hamilton recebia a ordem para ficar mais tempo em pista, para tentar um ataque no final da corrida. Hamilton ficava com 16 seg. de vantagem para Verstappen e conseguia manter um ritmo competitivo.

A segunda paragem de Sainz foi mais demorada e a McLaren aproveitou para forçar o andamento para aproveitar o deslize da Scuderia, com a equipa a parar os dois carros, ganhando tempo ao espanhol. Já Leclerc teve uma boa paragem e parecia ter o quarto lugar assegurado. 

Na volta 37, Hamilton  entrou nas boxes para uma troca de pneus sem problemas, saindo para a pista em segundo lugar, a sete segundos de Verstappen e agora tinha de atacar e alcançar o seu adversário. 

A luta pelo quinto lugar começou a aquecer na volta 41, com Sainz a atacar Ricciardo, que se defendeu do espanhol como pôde, numa altura em que Ocon desistiu da corrida.

A dez voltas do fim, Verstappen defendia-se dos ataques à distância de Hamilton, Pérez estava em terra de ninguém , tal como Leclerc, enquanto Ricciardo se defendia de Sainz e Bottas se aproximava do Ferrari do espanhol, com Norris a quatro segundos deste trio, em oitavo. Fernando Alonso desistia da prova, num dia negro para a Alpine, com a asa traseira a ceder ao esforço. 

A distância entre Verstappen e Hamilton ia reduzindo, volta após volta e a vitória seria decidida nas voltas finais, com Verstappen a ter de defender-se do ataque do #44. O Mercedes foi encurtando distâncias de forma perigosa para o Red Bull, mas Hamilton nunca conseguiu aproximar-se o suficiente para tentar um ataque definitivo. Chegamos às últimas voltas e Verstappen foi fintando os retardatários, que não o atrapalharam em demasia e manteve-se sempre na frente de Hamilton até ver a bandeira de xadrez. Hamilton contentou-se com o segundo lugar e Pérez completou o top3. Charles Leclerc foi o quarto classificado, à frente de Ricciardo ambos com boas corridas. Bottas conseguiu passar Sainz nas últimas voltas e terminou a corridas em sexto, seguido do espanhol, Norris (corrida algo discreta do jovem britânico), Tsunoda (uma das melhores corridas do japonês este ano) e Sebastian Vettel (boa recuperação final).

Com este resultado, Verstappen consegue afastar-se um pouco de Hamilton nas contas pelo título, a Red Bull consegue uma excelente operação com mais uma dobradinha no pódio e dá um golpe na Mercedes, num terreno de caça que vinha a ser profícuo para os Flechas de Prata. Hamilton conseguiu minimizar as perdas, desenhando uma estratégia que podia dar frutos, provavelmente a única hipótese dada a vantagem teórica da Red Bull, que não se verificou de forma tão clara em pista. Bottas não conseguiu melhor que o sexto lugar o que deixou a equipa a fazer contas. Na luta Ferrari vs McLaren, vantagem novamente para a Scuderia, com Leclerc a fazer uma grande corrida, deixando os principais adversários a milhas, Ricciardo voltou às boas exibições e deu pontos importantes à sua equipa. Sainz teve uma prova positiva, mas perdeu muito tempo nas lutas e não conseguiu mostrar todo o seu andamento. Norris fez uma das exibições mais cinzentas da época, ao contrário de Tsunoda que voltou a mostrar que tem potencial e que se sabe defender muito bem. Vettel leva um ponto para casa, um mal menor para a Aston que voltou a ficar longe do que desejava. A Alfa Romeo chegou a mostrar um ritmo interessante, mas não conseguiu pontos, mas ficou à frente da Williams, sem argumentos para mais. Na Haas o cenário do costume, com Schumacher na frente de Mazepin e na Alpine um dia para esquecer com duas desistências.

Subscribe
Notify of
32 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
inoferreira
inoferreira
3 meses atrás

Tenho que dar a mão a palmatória, se o Max for campeão é inteiramente merecido.

*RPMS*™
*RPMS*™
3 meses atrás

Yes!!! Grande vitória de Verstappen numa “pista da Mercedes”! Foi sem duvida o melhor piloto durante todo o fim de semana. No entanto, 12 pontos de avanço ainda é muito pouco, e todos sabemos que a Mercedes trabalha muito bem nas melhorias do carro que surgem em quase todas as corridas, sendo que a equipa alemã continua a ser favorita… De resto, excelentes corridas de Leclerc e de Ricciardo a baterem os respectivos companheiros de equipa. Desta vez a Ferrari esteve melhor que a McLaren. Que grande melhoria da equipa italiana em relação a 2020! Daqui para baixo, nada de… Ler mais »

831ABO
831ABO
Reply to  *RPMS*™
3 meses atrás

Que comentário deliciosamente estúpido! Continue, que estou a achá-los hilariantes. À falta do GuiMoreiraMclaren, temos o RPMS para nos entreter.

*RPMS*™
*RPMS*™
Reply to  831ABO
3 meses atrás

Pelo que vejo aqui, acho que toda a gente já percebeu o cretino que você é…continue assim!

Cumprimentos

917/30
917/30
Reply to  *RPMS*™
3 meses atrás

Não tarda nada está ele a dizer (tal como já me disse a mim) que foi você que lhe deu os negativos…loooool p.s. ele vai continuar assim pois não consegue ser outra coisa!

jacinto-18
jacinto-18
Reply to  831ABO
3 meses atrás

Respeite pelo menos o Símbolo da Lancia que apresenta na sua conta. Ponha uma estrela que fica melhor. Agradecido.

MLS
MLS
3 meses atrás

Mas que corridão!!!
1 volta bastante interessante
Quer Max quer Lewis, tiraram tudo o que havia tirar do carro. Ambos constantemente bater os seus melhores tempos, mas parece que Mercedes com duros estava 2/3 decimos mais rapida e Red Bull 2/3 decimos mais rapida de medios….
Grande fim de semana de Perez, vamos ver se acorda, sera um excelente ajuda, esperava um pouco mais na corrida mas tendo em conta as circunstancias…
Leclerc tambem teve uma corrida muito boa…

Cágado1
Cágado1
3 meses atrás

Um pormenor que se calhar poucos terão reparado e diz bem da forma como a RB encara as corridas, com tudo, tudo apostado no seu 1º piloto: Na volta em que o Max fez a segunda paragem de pneus (30ª), o Pérez perdeu mais de 4 seg, para dar o cone de aspiração na recta grande e não ter o Verstappen nunca no seu ar sujo. Parou logo na seguinte para mudar os médios. Nada contra, é apenas uma constatação. Eu estava a ver o live timing e saltou-me logo à vista o que ele estava a deixar em cada… Ler mais »

Last edited 3 meses atrás by Cágado1
MLS
MLS
Reply to  Cágado1
3 meses atrás

Nessa volta de paragem(30) Perez esta atras de Max 18 segundos…
Max pára e sai atras de Perez 1.2 segundos… e nessa mesma volta Max passa Perez na reta…
Fui rever essas voltas por completo e nao sei do que esta a falar….
Se quer falar de algo de apostar na 1 piloto, nesta corrida o que tem e na vota 1, acho que Perez levantou claramente o pe na curva 3/4…. e muito bem….
Se Perez nao tem adamento para Max que saia da frente….

Cágado1
Cágado1
Reply to  MLS
3 meses atrás

Meu caro, está enganado. Além de ter visto ao vivo, tb fui rever para confirmar. O Pérez estava a 15.122seg. do Hamilton quando o Max entrou na Box, mas nessa altura já vinha a abrandar. Estava a 16,9seg do Hamilton quando chegou à recta longa. A volta dele foi quando começou a abrandar foi 1:42 alto, quando se rodava regularmente no 1:40. Saiu 1.632Seg à frente do Max da box (mais ou menos quando estva na curva 1). Num sector de cerca de 40seg. perdeu 1.1 seg. para o companheiro, que vinha ainda a aquecer os pneus. Isso é normal?…… Ler mais »

MLS
MLS
Reply to  Cágado1
3 meses atrás

Perez esta a 15.122 de Hamiltion…. e Hamilton esta a 2.8 de Max…. faça as contas….
Perez estava de medios ja muito usados Max tem novos duros…. é assim tao estranho perder 1.1 seg?? Que ainda á pouco eram 4 seg….

Cágado1
Cágado1
Reply to  MLS
3 meses atrás

Tens mesmo pouca vontade de perceber!!!!!!!!!!!!!! Eu não disse que a diferença para o Max antes da paragem na box não eram 18 seg. O Max não serve de referencial, porque parou. Pode usar-se o referencial para a frente (Hamilton), ou para trás (Leclerc). Eu vi para a frente, mas posso tb ir ver para trás. Não consigo é rever o live timing, mas consigo rever a TV. Foram 4seg. e tal no total. que perdeu para o Hamilton, nos sectores em que abrandou. Foram sectores de 2 voltas, em nenhuma delas isolada perdeu 4seg. – foi no total! Foram… Ler mais »

831ABO
831ABO
3 meses atrás

Interessante a corrida do Verstappen no segundo stint, a poupar pneus enquanto o Hamilton se entretinha a desfazê-los na tentativa fútil de se aproximar do primeiro lugar.

JP INAU
JP INAU
Reply to  831ABO
3 meses atrás

Creio que se refere ao terceiro stint, que foi demasiado longo por falha da RB que permitiu que ele entrasse cedo demais, enquanto a Mercedes pedia mais 6 voltas ao seu piloto. Lembra-se da primeira vitória de Verstappen com os pneus destruídos, á frente de um muito competente Raikkonen com um Ferrari com pneus 10 voltas mais novos? Se calhar Hamilton nem sequer andou a desfazer os pneus e simplesmente Max é mais forte. Com a mesma idade, o inglês fazia muitas figuras tristes na Mclaren, mesmo já tendo ganho o primeiro título, muito por ter dificuldade em gerir a… Ler mais »

Last edited 3 meses atrás by João Pereira
sr-dr-hhister
sr-dr-hhister
Reply to  JP INAU
3 meses atrás

Eu pensei nisso ontem. Max é mais maduro e completo que Hamilton, com a mesma idade. (Também começou mais novo na F1.)

sr-dr-hhister
sr-dr-hhister
3 meses atrás

Max imperial. Lewis a fazer melhor arranque e uma corrida igualmente brilhante. A RB com a estratégia vencedora. Não haja dúvidas que cheira a vitória azul pois têm sido bastante assertivos e também menos afectados pela falta de fiabilidade. Até Pérez elevou o seu jogo. Estava expectante que a sua gestão de pneus pudesse jogar a seu favor mas o homem devia estar exausto, sem hidratação! Leclerc muito bem e Ricciardo mais uma vez a superar o colega, mostrando a sua importância à equipa depois dum calvário finito. Que grande corrida do Kimi até deitar tudo a perder! Interessante luta… Ler mais »

Last edited 3 meses atrás by Sr. Dr. HHister
JP INAU
JP INAU
Reply to  sr-dr-hhister
3 meses atrás

Não concordo que a estratégia da RB tenha sido melhor que a da Mercedes no que toca á segunda paragem, e foi Max que safou a coisa. Também não concordo que Alonso tenha feito uma corrida fraca, já que lutou que nem um danado como é seu costume, soube usar a sua experiência como tem feito durante toda a época, a Alpine é quem tem que levar com as culpas, e só com 2 motores em pista para preparar 2022, arriscam-se a lutar com a Haas no próximo ano, apesar da vitória ocasional de Ocon muito cozinhada por Alonso. De… Ler mais »

norton_folk2021_gmail_com
norton_folk2021_gmail_com
Reply to  JP INAU
3 meses atrás

A estratégia da Mercedes na minha opinião foi a melhor opção, aproveitando o melhor desempenho do carro com os pneus mais duros, tentando ter pneus mais frescos no fim.

Apesar disso a gestão dos pneus de Max foi imperial, ao ponto de na penúltima volta ter voltado a pôr uma vantagem de 0.9s em 1.6s que depois viria a perder com Mick Schumacher a demorar muito tempo a deixar passar. Mas conseguiu novamente fazer um bom primeiro sector evitando o DRS no segundo. Corrida brilhante dois dois candidatos ao título, que estão num nível bem superior aos demais.

sr-dr-hhister
sr-dr-hhister
Reply to  JP INAU
3 meses atrás

Bem, a RB quis a posição em pista o que acabou por resultar em vitória. O piloto faz parte da estratégia.
Sim, a corrida foi fraca pelo resultado e por ter andado a lutar com Alfas mas apesar das lutas intensas não posso dizer que Alonso tenha tido uma corrida forte, mas tem razão, o carro é o maior culpado. Tem uma performance bastante variável de pista para pista.

917/30
917/30
3 meses atrás

Afinal o “dedo” do MV para o LH nos treinos era a dizer que na corrida ia ficar em 1º lol

Last edited 3 meses atrás by 917/30
norton_folk2021_gmail_com
norton_folk2021_gmail_com
Reply to  917/30
3 meses atrás

Diria mais: o dedo deve estar a incomodar o “pacote” do Frenando_Afondo…

JP INAU
JP INAU
3 meses atrás

Excelente Max a recuperar de um arranque menos bom, que a primeira curva do COTA não costuma perdoar a quem arranca da PP, com uma boa alteração da estratégia por parte da RB, que depois tornou a segunda paragem prematura, mas Max mostrou do que é feito um campeão, e deixou Hamilton a “cozer” a azia, e com vontade de pedir ao O’Neal (pelo nome deve ser irlandês) para lhe pegar ao colo e assim ficar á altura de Max, que sem dúvida Venceu esta corrida, sem desprimor para uma boa dezena de pilotos valorosos que fizeram excelentes corridas, incluindo… Ler mais »

Last edited 3 meses atrás by João Pereira
Pity
Pity
3 meses atrás

Verstappen e Hamilton estão numa classe à parte e o título ficará bem entregue a qualquer dos dois. Verstappen parece ter aprendido com Silverstone e Monza, hoje fez aquilo que, pelo menos em Monza, deveria ter feito: deixou passar Hamilton, o que nos permitiu assistir a uma corrida fantástica, em que ambos foram caça e caçador, deixando-nos na incerteza sobre o vencedor até quase ao fim. Quando a diferença chegou aos 1,9 e aí ficou algumas voltas, com alterações mínimas, percebi que a vitória não fugiria ao holandês. Impecáveis os dois, mas só um poderia vencer. Os pilotos da McLaren… Ler mais »

NOTEAM1
NOTEAM1
Reply to  Pity
3 meses atrás

Silverstone? A única coisa que aconteceu em Silverstone foi uma tentativa de ultrapassagem desesperada por parte de um piloto que acabou justamente penalizado.

Pity
Pity
Reply to  NOTEAM1
3 meses atrás

Não discuto isso, é evidente que a culpa foi do Hamilton mas Max poderia ter sido mais calculista, tal como Hamilton foi noutras ocasiões. Foi por isso que eu pus a tónica em Monza, onde a culpa foi do Max. De qualquer modo, ambas as situações serviram como aprendizagem.

Frenando_Afondo™
Frenando_Afondo™
3 meses atrás

Yes!!! Que grande corrida! Ganhou o melhor carro (os tais 90%) Max esteve muito bem nos seus 10%. com que então o Mercedes não era o monolugar inferior hein? Numa pista que era suposto ser da Mercedes pelas grandes rectas, ganha a RB sem precisar de velocidade de ponta. Tem o melhor carro a perseguir os rivais e ainda por cima é tão rápida por volta mesmo nas pistas onde a Mercedes fica perto. Prova disso foi Pérez ficar em terceiro, quando anda aos papéis na RB. Hamilton gigante! Mesmo com um monolugar inferior, andou sempre perto de Max. Pena… Ler mais »

Honda Power
Honda Power
Reply to  Frenando_Afondo™
3 meses atrás

“Prova disso foi Pérez ficar em terceiro…” Quem está em terceiro no campeonato é o super piloto Bottas, apesar de trocar 3 vezes de motor nas últimas 4 corridas. Se o RB 16 fosse realmente o melhor carro, o Checo dava uma abada de todo tamanho ao Bottas. Estás cada vez mais ridículo nos comentários… pareces o RogerM com a fábula de que o Max ia para a Mercedes em 2021. Andou o ano todo a dizer o mesmo. Já tu, começaste a falar do High Rake, 200 comentários iguais; depois que o Max podia ganhar corridas, mas que não… Ler mais »

últimas F1
últimas Autosport
f1