/ralis/erc/azores-rallye-pe-14-efren-llarena-vence-rali-na-ultima-especial-ricardo-moura-foi-segundo/
Azores Rallye, PE 14: Efrén Llarena vence rali na última especial, Ricardo Moura foi segundo | AutoSport

Azores Rallye, PE 14: Efrén Llarena vence rali na última especial, Ricardo Moura foi segundo

Por a 27 Março 2022 17:53

Um final dramático! A dupla Efrén Llarena/Sara Fernández (Škoda Fabia Rally2 evo) venceu o Azores Rallye, depois de uma Power Stage feita de faca nos dentes. O espanhol atacou com tudo e fez um tempo canhão. Ricardo Moura/António Costa (Škoda Fabia Rally2 evo) tinha 6.1 segundos para gerir, mas não conseguiu segurar a liderança que foi sua desde o início da prova. Moura perdeu 8.7 segundos para Llarena no último troço e teve de se contentar com o segundo lugar, com o Llarena a ficar a 2.6 seg.

Que grande final de Llarena. Ele que no primeiro dia não esteve no seu melhor mas manteve-se perto dos primeiros lugares, no segundo dia subiu a fasquia e foi se aproximando de Ricardo Moura que foi líder desde o primeiro troço. A vantagem que chegou a ser de quase 15 segundos foi diminuindo até que à entrada do último troço, Llarena estava a 6.1 seg. de Moura. Llarena deu tudo por tudo na última PE e conseguiu garantir o triunfo, assim como os cinco pontos da Power Stage. Moura ficou em segundo, tendo feito uma prova espetacular, tendo liderado praticamente todo o rali. Ficou a pouco mais de 2 segundos da vitória mas fica o registo de uma prova fantástica de um piloto com muito menos ritmo competitivo que a concorrência.

Em terceiro lugar ficou a dupla Simon Wagner/Gerald Winter (Škoda Fabia Rally2 evo), vinda da Áustria. Com uma excelente condução durante toda a prova, Wagner conseguiu o pódio no ERC e mostrou que pode ser um caso sério no europeu de ralis.

Simone Tempestini/Sergiu Itu (Škoda Fabia Rally2) ficaram em quarto lugar, depois de um bom rali. Andaram sempre perto dos lugares da frente, mas a sua prestação foi inconsistente com troços bons e outros em que perdeu tempo. O quarto lugar acaba por ser um bom resultado.

Em quinto ficou a dupla lusa Armindo Araújo/Luís Ramalho (Škoda Fabia Rally2 evo). Mais uma boa prova de Armindo Araújo apesar de alguns contratempos. A afinação nem sempre foi a melhor e com isso perdeu tempo para os homens da frente, mas o quinto lugar garantiu-lhe a liderança no ERC no final desta prova. Quem sabe Armindo se motiva para tentar fazer o resto do europeu. Bruno Magalhães/Carlos Magalhães (Hyundai i20 N Rally2) foram a dupla que arrecadou o sexto lugar, numa prova em crescendo. Perderam algum tempo a meio da prova, mas conseguiram recuperar e terminaram em sexto.

Simone Campedelli/Tania Canton (Škoda Fabia Rally2 evo) terminaram em sétimo, seguidos de Norbert Herczig / Igor Bacigál (Škoda Fabia Rally2 evo), Alberto Battistolli / Simone Scattolin (Škoda Fabia Rally2 evo), que capotou na Power Stage e perdeu muito tempo e a fechar o top 10 Mārtiņš Sesks / Renars Francis (Škoda Fabia Rally2-Kit) – vencedores no ERC Open.

Nas contas do CPR, Moura foi o vencedor seguido de Armindo Araújo e Bruno Magalhães. Desde o primeiro dia de prova que este trio se destacou da concorrência. Moura esteve em grande, Araújo soube minimizar as perdas com a afinação menos conseguida e Magalhães conseguiu manter o terceiro lugar sem grande problema. Miguel Correia/Jorge Carvalho (Škoda Fabia Rally2 evo) conseguiram o quarto lugar, superando José Pedro Fontes /Inês Ponte (Citroën C3 Rally2) já no segundo dia de prova. Mais uma boa prestação de Correia que conseguiu fazer uma boa recuperação, com as duas duplas a proporcionarem uma boa luta. Paulo Neto/Vítor Hugo (Skoda Fabia Rally2 evo) terminaram a prova em sexto e Pedro Almeida/Mário Castro (Škoda Fabia Rally2 evo) fecharam o sétimo posto.

No CPR, foi mais uma boa operação para Araújo, que conseguiu consolidar a sua liderança, Moura venceu, mas não irá fazer as provas todas do CPR pelo que Araújo ganhou pontos aos adversários diretos. Quem mais perdeu foi Ricardo Teodósio/José Teixeira (Hyundai i20 N Rally2), obrigado a desistir da prova, depois de um toque num muro no dia de ontem.

Em atualização

Tempos Online Aqui

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
Subscribe
Notify of
4 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
christopher-shean
christopher-shean
3 meses atrás

Parabéns á tenacidade do espanhol… mas o Ricardo Moura não devia ter deixado fugir uma merecida vitória.
Questão pertinente é porquê exactamente o Teodósio não ter conseguido voltar á estrada no domingo?
O Armindo lá fez mais uma boa campanha…

c_s_amaral
c_s_amaral
Reply to  christopher-shean
3 meses atrás

Tenho pena que o Ricardo Moura não tenha ganho, mas não teve forma de acompanhar o andamento do Llarena e quando assim é não há nada a fazer. Um dos grandes problemas do Ricardo Moura no Sata tem sido a dificuldade em aguentar um ritmo muito elevado durante toda a prova e ontem, nas duas ultimas PEC’s, foi nítida a sua incapacidade física para ir mais longe. Quando disse que fez a penúltima PEC a controlar estava claramente a tentar esconder o quanto a PEC, lhe tinha corrido mal, mas não deixou de fazer uma grade prova, até a PEC… Ler mais »

christopher-shean
christopher-shean
Reply to  c_s_amaral
3 meses atrás

Até pensei nessa possibilidade, mas não quis mencionar…

christopher-shean
christopher-shean
3 meses atrás

Agora é que li que os danos no carro do Teodósio não dáva mesmo p’ra continuar…

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
últimas Destaque Homepage
últimas Autosport
destaque-homepage