F1: Mugello e Imola interessadas em receber o Grande Circo

Por a 12 Setembro 2019 17:15

Depois do grande sucesso de Monza, que festejou da melhor maneira o novo contrato de cinco anos com a F1, outras pistas italianas parecem com vontade de receber a F1. Imola e Mugello são nomes bem conhecidos dos fãs do desporto motorizado e poderão iniciar esforços para receber a F1.

Imola não recebe um GP de F1 desde 2006 e tem mostrado vontade de regressar ao calendário.

“O excelente trabalho do presidente da ACI, Angelo Sticchi Damiani, na manutenção da Fórmula 1 na Itália, pode reabrir a possibilidade, mesmo na nossa pista histórica, de ver os carros vermelhos e todo o circo regressar”, disse o presidente do circuito de Imola, Uberto Selvatico Estense.

“Para alcançar isso, é essencial contar com o apoio total de instituições regionais e metropolitanas, como acontece com Monza e Mugello”.

O director do circuito de Mugello, Paolo Poli, disse à Ansa: “O primeiro objectivo será renovar o acordo com o MotoGP, e dentro de cinco anos também pensaremos em candidatar-nos para levar a Fórmula 1 à Toscana. Serão necessárias parcerias em nível nacional, como Monza assinou o acordo com a F1 pelos próximos anos. É preciso lembrar que, ao contrário de outros circuitos italianos, Mugello não tem ligações ao estado. De 2006 a 2016, a Ferrari [dona do circuito] fez grandes investimentos para elevar a qualidade da infraestrutura e o profissionalismo de quem trabalha aqui, de modo a se apresentar a clientes em todo o mundo com um nível cada vez mais alto”.

A questão será de saber se a F1 quer outra corrida em Itália, pois a vontade dos responsáveis passa por alargar para mercados ainda pouco explorados e embora a Europa seja a casa da F1, a Liberty não deverá “gastar” uma vaga do seu calendário com duas rondas no mesmo país. Veremos se esta vontade por parte das pistas é verdadeira e que possibilidades existem. Mas seria óptimo ver pistas com esta qualidade entrarem no calendário.

7
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
n_asa
Membro
n_asa

Certos Países com vários circuitos históricos ou bons deviam fazer GP intercalados, num ano era num circuito noutro ano era noutro. Penso que todos ganhavam, ganhava a região do circuito e a F1 que ia tendo uma diversidade de circuitos maior e mesmo para as equipas seria mais difícil construirem um carro mais equilibrado para todos os circuitos.

Poderiam até mesmo pensar em alterar entre países, num ano fazia num pais noutro faziam noutro semelhante como fazem no Rock In Rio, aquele ano de sabática deixa o pessoal entusiasmado para o ano seguinte.

Rubensimao
Membro
Rubensimao

Pois faziam isso na gp da Alemanha. E olha agora nada. Mugello ainda pode trazer corrida interessantes. Agora imola não estou a ver o que possa trazer de novo.

Senna84
Membro
Senna84

Não concordo. Imola é um circuito com mais zonas de ultrapassagem por volta. Mugello é rápida com curvas que na F1 tornam a ultrapassagem difícil. Cumprimentos.

Alfista
Membro
Alfista

Concordo plenamente

Ayrton da Silva
Membro
Ayrton da Silva

Imola pelo historial negativo que teve nem devia de ser equacionada, já bastou as “borlas” dadas após o ano negro de 1994 assim como a demonstração de teimosia de quem mandava na pista que nada fez para melhorar na segurança das escapatórias desde 1989 após o acidente de Berger e que teve maus resultados 5 anos depois do ocorrido. Essa pista para a F1 de hoje é impensável, para isso também dava para o Estoril receber a F1, afinal para uns a exigência é máxima para outros fecha-se os olhos.

m42engine
Membro
m42engine

O circuito de 94 não tem nada a ver com o actual…
Em relação às escapatórias, em Imola, como noutros circuitos, não há milagres. É impossível melhorar a escapatória da Tamborello..o que se fez foi acabar com a curva, a escapatória é a mesma!

Senna84
Membro
Senna84

Não é por morrer um piloto que se bane uma pista. Senão adeus spa… Imola não tem nada a ver com esse traçado de 94.

últimas F1
últimas Autosport