/formula1/f1/f1-mclaren-na-luta-pelo-titulo-so-em-2024/
F1: McLaren na luta pelo título? Só em 2024 | AutoSport

F1: McLaren na luta pelo título? Só em 2024

Por a 14 Janeiro 2022 10:01

A nova regulamentação que entra este ano em vigor traz esperança aos fãs, que sonham com uma grelha mais equilibrada e competitiva, com mais equipas e pilotos a lutarem por títulos. Uma das equipas que começa a ser vista como uma potencial candidata é a McLaren, mas Zak Brown, CEO da McLaren, colocou água na fervura e avisou que ainda não deveremos ver a equipa de Woking a lutar pelo título.

Em 2018, quando a reestruturação da McLaren se iniciou, Brown avisou que seriam necessários cinco anos para que a equipa voltasse à luta pelos primeiros lugares. Os primeiros três anos foram de uma recuperação fantástica, com a equipa a voltar a lutar por pódios e vitórias. Mas essa era a “parte fácil”, pois o potencial técnico e humano da equipa permitiu percorrer esse caminho com relativa facilidade. Falta agora a última parte, a afinação para tornar a equipa numa estrutura realmente vencedora e aí, há ainda algum trabalho a fazer como admitiu Brown:

“Estou realmente feliz com a nossa equipa, que é o que é mais importante,” disse Brown aos meios de comunicação. “Como todos sabem, tivemos os nossos desafios [em 2020] financeiramente e todos eles foram resolvidos e agora estamos a utilizar os nossos recursos ao máximo para recuperar o atraso na infraestrutura técnica sob o limite orçamental. O túnel de vento está em construção avançada neste preciso momento. Temos muito investimento, pelo que estamos muito saudáveis financeiramente.

“Então, estamos no bom caminho e só queremos continuar todos os anos até termos a nossa infraestrutura instalada que, infelizmente, só estará pronta para a época de 2024. Só estará completa daqui a 18 meses e, claro, é quando começarmos a desenvolver o carro para 2024 e faremos o melhor com o que temos, mas certamente não será antes de 2024 que poderemos dizer que temos tudo o que precisamos”.

“Queríamos diminuir a diferença para a frente e já o fizemos. Marcamos mais pontos por corrida do que fizemos [em 2020], tivemos mais pódios do que tivemos, conseguimos a nossa dobradinha em Monza, conseguimos a pole na Rússia. Infelizmente, deslizamos para o quarto lugar. Penso que é essa a natureza do desporto. As paragens nas boxes estão muito, muito melhoradas, por isso tudo atingimos todas as metas que foram estabelecidas para além do campeonato dos construtores. Temos de olhar para trás e ver o ano como um ano de muito sucesso, e continuar a construir a nossa jornada para voltarmos a lutar pelo campeonato dentro de alguns anos, assim o esperamos.”

No topo do investimento feito, existe o já referido túnel de vento e um novo simulador, que também será peça fundamental para que a equipa volte ao topo. Um golpe de génio poderá colocar a McLaren no topo mais cedo, mas há ainda pormenores que não estão suficientemente limados para que a McLaren seja candidata. Há potencial, mas é preciso mais.

Subscribe
Notify of
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
NOTEAM1
NOTEAM1
3 dias atrás

Enquanto a Mclaren depender da Mercedes em ralação ao fornecimento da UM, apenas pode sonhar em vencer o título.
Objectivamente, Mercedes, Red Bull, Ferrari e Alpine são aquelas que têm hipóteses legítimas de ganhar o título em 2022.
Tal como já foi colocado aqui noutro artigo, foi uma pena que a parceria com a Honda não tivesse resultado, é um daqueles “e se…” que vai perdurar no tempo!

últimas FÓRMULA 1
últimas Autosport
formula1