F1: “Efeito Bolsonaro” pode afectar McLaren

Por a 20 Maio 2019 11:05

O presidente Jair Bolsonaro não deixa ninguém indiferente com a sua postura. E a próxima a poder sentir os efeitos da visão do presidente do Brasil é a McLaren.

Depois de ter anunciado que a F1 iria deixar Interlagos para passar para o Rio de Janeiro, com muitas dúvidas em redor dessa possibilidade, presidente do Brasil voltou a ser notícia no mundo da F1. Nas suas redes sociais, Bolsonaro avisou que irá tentar suspender o contrato de patrocínio que a Petrobrás tem com a McLaren. O presidente Brasileiro está supostamente a tentar encontrar uma solução para terminar de forma imediata o contrato celebrado no valor de mais de 170 milhões de euros.

No entanto o valor que o presidente brasileiro atribuiu ao contrato estará errado pois os media brasileiros avançam com um valor total de 68 milhões de euros, num contrato a cinco anos. Além disso, o contrato não é apenas de publicidade, mas é uma parceria técnica em que a petrolífera brasileira fornece combustíveis e lubrificantes à equipa britânica, um papel de grande responsabilidade e de igual prestigio, na F1 actual. A mensagem do presidente do Brasil foi partilhada por alguns pilotos com Lucas di Grassi e Felipe Massa.

A McLaren recusou comentar o tema.

7
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
mindgamesracing
Membro
mindgamesracing

Poderá ser de facto um triângulo amoroso: Petrobras/Gil de Ferran/Sete da Camara.
Este último um experiente piloto de desenvolvimento com 000 kms de F1…

Eu_não_sou_o_frenando_afondo
Membro
Eu_não_sou_o_frenando_afondo

O que faz Bolsonaro querer rescindir o contrato com a Mclaren é que ele não teve mão nele, logo não pode desviar milhões ou vendê-la ao estrangeiro, tal como está a tentar fazer com todo o Brasil.

augustto01hotmail-com
Membro
augustto01hotmail-com

Fernando, vc está tão por fora quanto Alonso na Indy 500. O cara tá tentando sanear o país dessa herança maldita que nos assola (corrupção). E a PETROBRAS é a que mais sofreu nas mãos de governos extremamente corruptos. É uma pena pro desporto, inclusive pra nós que somos a maior audiência da F1 na TV. Mas temos que pagar caro por essa situação, até quando não sei, pois virou metástase aqui no Brasil, onde 99% dos políticos, autoridades jurídicas e policiais estão contaminados. Bolsonaro não é corrupto. Aql abraço amigo.

Eu_não_sou_o_frenando_afondo
Membro
Eu_não_sou_o_frenando_afondo

Falamos daqui a uns anos. Só não vê quem não quer.

augustto01hotmail-com
Membro
augustto01hotmail-com

Ou quem é PTista, oposição ou não mora no Brasil.

Lagaffe
Membro
Lagaffe

Augusto já todos vimos o desnorte das várias políticas do Bolsonaro, os ministros da educação são ridículos, o seu posicionamento sobre a ditadura militar é uma vergonha e os problemas de corrupção vão aparecendo.. Agora é o filho, vamos a ver os próximos. Recordo que meteram foram a Dilma e depois vem um Temer que já está sendo acusado. O frenando tem toda a razão. Vamos a ver daqui a uns anos. O presidente brasileiro que queira realmente fazer algo tem de separar claramente a política de religião e acabar com as coligações entre partidos e diferentes estados. Até lá… Ler mais »

Pity
Membro
Pity

Este deve ser primo do Trump… pensa que é só dizer que rescinde os contratos, como se estes não tivessem aquelas letrinhas pequeninas que tanto dinheiro dão a ganhar aos advogados.

últimas F1
últimas Autosport