F1: 50 anos de Frank Williams

Por a 11 Julho 2019 10:17

A F1 não é um meio fácil. A competitividade, os jogos políticos, a exigência são grandes e é preciso uma grande dose de determinação e paixão para ficar ao longo de vários anos no Grande Circo.

Frank Williams festeja 50 anos na F1. Meio século de uma vida dedicada em tentar ser sempre o melhor, mesmo em situações difíceis. 50 anos de uma história cuja a paixão pela competição fez do seu nome um dos mais míticos do desporto motorizado.

O percurso de Frank Williams é feito de altos e baixos, mas a tenacidade com que enfrentou os desafios só está ao alcance de quem vive intensamente em busca de um objectivo. Felizmente também viveu momentos de ouro, daqueles que fazem todas as provações valerem a pena, mas o dono, mentor e chefe de uma das equipas com mais anos na F1 também enfrentou desafios duros. Nunca desistiu, nunca deixou de olhar em frente. Frank Williams viveu a sua paixão à sua maneira e com isso fez com que o seu nome fosse recordado para sempre. Poucos poderão orgulhar-se de tal feito. Se a F1 é especial por que nos dá homens e mulheres também eles especiais, Frank Williams será certamente um dos mais marcantes personagens da sua história.

VENCEDOR POR NATUREZA

Começou por ser vendedor e desenhou os primeiros carros numa velha fábrica de tapetes. Nada detém Sir Frank Williams.

Além de ser o maior ‘dinaussauro’ da Fórmula 1, Sir Francis Garbatt Williams é um dos maiores ‘businessmen’ que o desporto motorizado conheceu. Dele se conta que vendia pneus usados como se fossem novos, ou que chegou a fazer telefonemas de uma cabine telefónica quando a sua equipa não conseguia pagar as contas… Curiosamente, uma das suas primeiras paixões foi o rugby e chegou a representar a selecção escocesa de sub-15 (Williams foi educado num colégio escocês quando os pais se separaram). Após sair da escola foi ganhar 10 libras por semana como vendedor das famosas sopas Campbell, mas deixou rapidamente o emprego porque atrapalhava as corridas…

Desistir nunca foi uma opção para Williams, nem na actual conjuntura em que a equipa está afastada das vitórias, nem quando ficou paralisado em 1986 devido a um acidente de carro quando regressava de Paul Ricard.

Nomeado Sir pela rainha Isabel II, foi ainda condecorado com a Legião de Honra do governo francês. Uma lenda do automobilismo.

OS AVIÕES E A HONDA

Talvez por ser filho de um antigo oficial da Royal Air Force, a aviação é outro dos amores de longa data de Sir Frank. Ficou famoso o pequeno caderno onde anotava detalhadamente todos os vôos que fazia. Isso jogou contra si quando surgiram rumores na imprensa de um acordo secreto com a Honda. Um jornalista confirmou a história ao pedir a um insuspeito Williams para ver o famoso caderno. Claro que lá estavam registados vários voos para Tóquio…

Primeira paixão: rugby

Colégio: St. Joseph’s College, Dumfries (Escócia)

Companheiro de sempre: Patrick Head

CLIQUE AQUI PARA VER O VÍDEO

5
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas F1
últimas Autosport
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.