WTCR Macau: Huff e Michelisz lideraram treinos livres

Por a 14 Novembro 2019 09:26

Norbert Michelisz (Hyundai) e Rob Huff (Volkswagen) lideraram os treinos livres da Corrida da Guia que este fim de semana se realiza em Macau. Tiago Monteiro (Honda) foi 14º na primeira sessão e oitavo na segunda.

Rob Huff terminou a segunda sessão de treinos-livres para a Corrida da Guia Macau – FIA WTCR Suncity Grupo com o melhor tempo à frente do tri-campeão mundial, Andy Priaulx.

O piloto da Sebastien Loeb Racing, Huff, persegue a sua décima vitória no Circuito da Guia este fim-de-semana e guindou-se ao topo da tabela de tempos a meio da sessão, com a marca de 2m29,422s registada aos comandos do seu Volkswagen Golf GTI. Essa performance colocou-o momentaneamente com uma vantagem de oito décimos de segundo para os seus adversários e mesmo no final das simulações de qualificação tinha a seis décimos de segundo o Audi RS 3 LMS da WRT pilotado por Jean-Karl Vernay.

Priaulx, vencedor da corrida da Guia por duas vezes, foi um dos muitos pilotos a melhorar no final da sessão e terminou a 0,253s no seu Lynk & Co 03 da Cyan Performance. O tempo de Vernay revelou-se suficiente para manter o terceiro lugar, à frente do colega de equipa de Priaulx, Yann Ehrlacher – que passou pelo topo da tabela de tempos – e de outro Audi, do piloto da Comtoyou, Frédéric Vervisch.

Thed Björk conseguiu colocar o terceiro Lynk & Co entre os dez primeiros com o sexto tempo, enquanto que entre o duo da BRC Hyundai – Nicky Catsburg e Norbert Michelisz – ficou o Honda Civic Type R de Tiago Monteiro o melhor dos pilotos com carros japoneses.
Michelisz está envolvido na luta pelo título e o seu rival, Esteban Guerrieri da Münnich Motorsport Honda, ficou fora dos vinte primeiros, uma vez mais, na segunda sessão de treinos-livres. O carro do argentino tinha um apoio do motor solto na primeira sessão e terminou apenas em vigésimo terceiro. Na segunda melhorou apenas uma posição e ficou a 2,623s de Huff.

O Hyundai i30 N de Grabriele Tarquini foi reparado a tempo da segunda sessão, depois de um acidente na Curva da Polícia na sessão de abertura, tendo o Campeão em título do WTCR ficado uma posição atrás de Guerrieri na classificação da segunda sessão.

Houve duas situações de bandeiras vermelhas, ambas quando “wildcards” encontraram problemas. Jim Ka To, piloto da KCMG Honda, perdeu o controlo do seu carro no Paiol, tendo-lhe causado danos significativos na frente/direita, ao passo que a sessão terminou com uma bandeira vermelha a menos de dois minutos do final dos treinos, quando Billy Lo entrou em pião com o seu Audi na Curva dos Pescadores, danificando a asa traseira da sua máquina, momentos depois de Kwai Wah Wong ter parado na escapatória da Maternidade. Lo, ainda assim, foi o mais rápido dos pilotos com “wildcards”, uma vez mais, terminando a 5,952 do mais rápido.

MICHELISZ O MAIS RÁPIDO NA PRIMEIRA SESSÃO
O pretendente ao título da Taça do Mundo de Carros de Turismo, Norbert Michelisz, foi o mais rápido na sessão de abertura para a Corrida da Guia de Macau, batendo o tetracampeão mundial, Yvan Muller, na luta pelo lugar cimeiro.

Michelisz, piloto da BRC Racing Hyundai, passou a maior parte dos quarenta e cinco minutos de sessão na cabeça da classificação, mas foi suplantado pela volta de 2m30,599s do Lynk & Co 03 da Cyan Racing pilotado por Yvan Muller, quando faltavam dez minutos.

Mas Michelisz regressou ao topo da tabela de tempos na sua volta lançada seguinte, ditando o ritmo com uma volta de 2m30,460s, apesar de ter assinado no terceiro sector apenas uma melhor marca pessoal.

O tempo de Muller foi suficiente para o deixar no segundo lugar, ao passo que o Audi RS3 LMS de Jean-Karl Vernay e Rob Huff (Volkswagen Golf GTI da Sebastien Loeb Racing) melhoraram nas respectivas derradeiras voltas lançadas, terminando a sessão em terceiro e quarto.

Yann Ehrlacher foi o quinto no seu Lynk & Co 03 da Cyan Performance à frente do melhor dos Cupra, o da Comtoyou e pilotado por Tom Coronel, do tricampeão do mundo e vencedor da Corrida da Guia por três vezes, Andy Priaulx, e de Nicky Catsburg.

O estreante Mikel Azcona foi um impressionante nono mais rápido, no seu Cupra da PWR, à frente de Mehdi Bennani, em Volkswagen da SLR, de Frederich Vervisch (Comtoyou Audi), do quarto Lynk & Co, de Thed Bjork, e de Robert Dahlgren – que está a realizar a sua primeira participação numa competição mundial de carros de turismo desde 2016.

O piloto da KCMG, Tiago Monteiro, foi o mais rápido dos pilotos da Honda, em décimo quarto, numa sessão sem grandes motivos para celebrar para os pilotos da marca japonesa.

Nestor Girolami ficou cinco lugares mais atrás, ao passo que o líder pontual, o seu colega de equipa na Munnich Motorsport, Esteban Guerrieri, foi vigésimo terceiro, a 2,851 segundos da marca de Michelisz, o seu rival na luta pelo título.

Attila Tassi ficou na posição imediata, mas bateu com o seu Civic Type R da KCMG mesmo no final da sessão.

A sessão foi interrompida brevemente, quando o Campeão em título do WTCR, Gabriele Tarquini, bateu com pouco mais de dez minutos de acção. O piloto da BRC Hyundai travou demasiado tarde na Curva da Polícia e foi de frente para as barreiras.

O piloto de Macau, Billy Lo, foi o mais rápido entre os seis pilotos com “wildcards”, com o vigésimo sétimo tempo, a 5,209s da melhor marca.

Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas VELOCIDADE
últimas Autosport