Le Mans, Pedro Lamy: “Estou feliz com a minha carreira”

Por a 13 Junho 2019 10:00

Le Mans é uma prova de resistência, mas é cada vez mais encarada como uma prova Sprint de grande duração, tal o ritmo que os pilotos colocam em pista. Para Pedro Lamy tal não é novidade e desde a sua primeira participação em 1997 que o piloto conhece esta realidade:

“Acho que desde que participo nas 24h sempre andamos a fundo. A diferença entre ir a fundo ou não são mínimas e passam por evitar alguns corretores porque a nível de motores, têm de andar sempre nos limites e não dá para tirar o pé. A equipa pode obviamente gerir a potência para ter menos desgaste, mas a partir de certa altura todos começaram a andar nos limites da primeira à ultima volta. Têm de andar nos limites sem erros e se os carros não aguentam algo correu mal, mas eles são feitos para aguentar esse tipo de esforço. “

“Lembro me algumas corridas que fiz em que no final chegávamos quase com o carro as costas. Na minha primeira participação com um Porsche 911 GT1 no final estava a aquecer muito e tivemos de baixar um pouco o ritmo para conseguir chegar ao fim. No fim das corridas quando as posições parecem estáveis talvez se levante um pouco o pé porque nessa altura tudo parece que pode correr mal e está contra nós.

As mudanças no WEC são um tema inevitável, e Pedro Lamy tem esperança que o futuro possa trazer algo bom para o campoenato:

“Com a saída da Ford e da BMW, isto depois da saída da Audi e da Porsche, não sei se a organização tem feito um bom trabalho. O que se vê é que as marcas têm saído e isso não é bom para o campeonato. Espero que as coisas melhorem e que possamos voltar a ter mais marcas em competição”.

Embora o tempo teime em não querer passar por Pedro Lamy, o piloto sabe que a carreira se encaminha para a sua fase final. Orgulho e satisfação é o que sente pelo que já conquistou:

Tenho consciência que não vou correr muitos mais anos. Vamos esperar par ver quando será a última vez, mas não vou antecipar a minha ultima corrida. Estou feliz com a carreira que tenho, corri em muitas categorias, com muitos carros diferentes em muitas equipas. Logicamente que estou muito satisfeito. Fazer outras coisas nesta fase da minha carreira creio que não”.

Que bom seria festejar a 20ª presença com uma vitória. Se depender do talento de Pedro Lamy, o champanhe será servido no final das 24h de Le Mans.

Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas Newsletter
últimas Autosport