/velocidade/tcr/tcr-europe-francisco-abreu-senti-me-bem-no-carro/
TCR Europe, Francisco Abreu: “Senti-me bem no carro” | AutoSport

TCR Europe, Francisco Abreu: “Senti-me bem no carro”

Por a 7 Maio 2018 15:51

Francisco Abreu esteve em acção no circuito Paul Ricard, em França, na ronda de abertura do TCR Europe. A competição que veio tomar o lugar do ETCC e que está a cargo da WSC (promotora do TCR International)  inicia em 2018 uma nova era, com um formato diferente, de 7 provas, num calendário que percorre algumas das melhores pistas do “Velho Continente”.

Abreu começa também uma nova fase da sua carreira com um projecto aliciante. O madeirense é agora piloto Peugeot e está aos comandos no novíssimo 308 TCR, com que irá participar no TCR Europe e no CPVT.  Abreu fez o balanço do fim de semana em que foi o único representante da marca francesa:

“Foi um fim de semana produtivo ao nível do andamento demonstrado. Ainda estamos numa fase de adaptação ao carro e tivemos de nos adaptar também à pista, mas no geral o balanço é positivo. Na primeira corrida mostramos um bom andamento. O arranque não foi o que desejávamos mas conseguimos subir várias posições e consegui a minha melhor volta no final da prova, o que mostra o potencial do carro, que permite manter um andamento consistente. A segunda corrida ficou marcada por um toque logo no arranque que nos danificou o carro na frente e nos fez perder alguma performance. Com a ameaça de chuva, arriscamos os pneus de chuva mas a aposta não deu os frutos desejados. Tendo em conta os danos do carro valia a pena arriscar e tentar algo diferente.”

 

Ainda em fase de aprendizagem com a nova máquina, Abreu sentiu-se confortável na primeira corrida e o ritmo apresentado foi encorajador:

“Foi um fim de semana em que aprendemos muito sobre o carro. Senti-me bem na primeira corrida e vimos que temos potencial para alcançar bons resultados, mas ainda há trabalho para fazer, como é normal nesta fase. No entanto os primeiros sinais são encorajadores. Teremos sempre o handicap de não conhecer as pistas o que atrasa sempre um pouco a obtenção da melhor afinação possivel, mas temos uma excelente equipa e vamos progredir a cada prova. Temos de começar desde já a preparar Zandvoort, uma pista muito exigente.”

Depois de dois anos a competir no VW Golf GTI TCR,  Abreu considera que qualquer tipo de comparação nesta fase é injusta, pois seria comparar um produto acabado com um carro que está ainda na sua natural fase de crescimento e com um BoP ainda pouco favorável, mas está determinado em ajudar a Peugeot e mostrar a sua capacidade neste aliciante projecto. Para já, está entusiasmado com esta nova fase e motivado em mostrar o seu potencial e o da sua nova máquina. A próxima prova está marcada para 20 e 21 de maio.

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
últimas TCR
últimas Autosport
tcr