Miguel Cristóvão gostou da experiência Ultimate

Por a 6 Novembro 2019 08:37

Miguel Cristóvão realizou no passado fim-de-semana em Paul Ricard uma prova da Ultimate Cup Series, efetuando a sua estreia aos comandos de um LMP3.

O piloto que este ano, na companhia de Francisco Abreu, conquistou já o título Pro-Am das GT4 South European Series aceitou o convite da Team Virage para realizar a ronda do sul de França da competição gaulesa, permitindo-lhe experimentar as sensações de um Ligier JS P3 Nissan, que desenvolve cerca de 420 cv de potência para apenas 930 kg de peso, o que lhe garante performances extraordinárias.

Apesar das prestações impressionantes, o piloto de Cascais mostrou-se competitivo e, juntamente com os seus colegas de equipa – Philippe Valenza e Julian Wagg – garantiu o oitavo lugar da grelha de partida.

Ao longo da corrida de quatro horas, que em alguns períodos foi realizada com a pista bastante molhada, o Ligier JS P3 Nissan pilotado por Miguel Cristóvão esteve em contenção pelos lugares do pódio até aos momentos decisivos.

No entanto, já perto da bandeirada de xadrez, um Safety-Car inoportuno acabou por atirar a equipa do carro número noventa e quatro da Team Virage para o sexto posto, quando o terceiro lugar parecia mais que certo.

Apesar disso, o português mostrou-se entusiasmado com a sua estreia aos comandos de um LMP3. “Foi um fim-de-semana fantástico. Consegui adaptar-me bem ao Ligier JS P3 Nissan e consegui rodar em tempos muito competitivos, o que me deixou muito satisfeito, dado que nunca tinha pilotado um carro deste género. Estávamos em segundo lugar e, sem aquele Safety-Car, penso que não teríamos dificuldades em terminar nessa posição. Ainda assim, faço um balanço muito positivo desta minha estreia nas Ultimate Cup Series”, sublinhou Miguel Cristóvão.

Para além do resultado e da competitividade evidenciada, o piloto de Cascais destaca a experiência vivida no circuito que alberga o Grande Prémio de França de Fórmula 1. “Era um sonho poder experimentar um carro destes, que ostentam algumas características dos carros que passam por Le Mans, e as suas performances impressionaram-me, dado que que têm uma relação peso/potência fantástica, um poder de travagem extraordinário e muito apoio aerodinâmico. O facto de ter sido competitivo ao longo do fim-de-semana foi a cereja no topo do bolo. Quero agradecer à Team Virage pelo convite e penso que estive ao nível das expectativas que tinham sobre mim”, concluiu Miguel Cristóvão.

Depois da sua passagem pela Ultimate Cup Series, o português regressa às GT4 South European Series no Estoril entre os dias 22 e 24 de Novembro.

Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas VELOCIDADE
últimas Autosport