/todooterreno/dakar/audi-rs-q-e-tron-no-rally-dakar-comeco-bem-sucedido-numa-nova-era/
Audi RS Q e-tron no Rally Dakar: Começo bem sucedido numa nova era | AutoSport

Audi RS Q e-tron no Rally Dakar: Começo bem sucedido numa nova era

Por a 15 Janeiro 2022 10:14

O pioneiro Audi RS Q e-tron começou a sua história no Rally Dakar com quatro vitórias em etapas e um total de 14 pódios nas 12 etapas desta edição da prova. Não teve o mesmo impacto que o seu ‘avô’ Audi Quattro, há 42 anos em Portugal, mas o carro de competição mais complexo da história da Audi até hoje cumpriu com louvor o seu “batismo de fogo” no Rally Dakar.

Todos os três carros Audi RS Q e-tron conseguiram ultrapassar quase todos os obstáculos no rali off-road mais difícil do mundo na sua estreia na Arábia Saudita. No total, os três carros percorreram cerca de 24.000 quilómetros na imensidão do deserto, o equivalente a quase três vezes os 8.700 quilómetros de teste que a Audi havia realizado antes desta sua estreia.

Mattias Ekström/Emil Bergkvist terminaram no nono lugar na chegada a Jeddah, cotando-se como a melhor equipa de pilotos da Audi nesta exigente edição da clássica maratona, sendo que os seus colegas de equipa tiveram problemas muito cedo, navegação e mecânicos, e atrasaram-se muito. Com a chegada da mobilidade elétrica, a Audi inaugurou uma nova era neste rali off-road: “Desde o início, a Audi cumpriu o seu papel pioneiro no Rally Dakar”, diz Oliver Hoffmann, membro do Conselho de Desenvolvimento Técnico da Audi. “O inovador que combina um motor TFSI com uma transmissão elétrica conectada a uma bateria de alta voltagem e um conversor de energia altamente eficiente superou todas as expectativas. Em mais de quatro décadas, a nossa marca sempre esteve, repetidamente, na linha da frente com as suas inovações no mundo da competição, inclusive no rali mais difícil do mundo”.

O período de desenvolvimento do Audi RS Q e-tron até à sua estreia em competição não durou mais de um ano. Graças à ‘powertrain’ elétrica com uma bateria de alta tensão e um conversor de energia altamente eficiente, os três carros competem na nova classe T1 Ultimate para veículos de baixas emissões.
Os protótipos da Audi fizeram história como os primeiros representantes desta nova classe e conquistaram quatro vitórias em 12 etapas.

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
Subscribe
Notify of
6 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
luis_c_jorge
luis_c_jorge
7 meses atrás

AUDI RS Q E-TRON NO RALLY DAKAR: COMEÇO BEM SUCEDIDO NUMA NOVA ERApara os balurdios que tem e que gastaram , para o kwow how que tem foi tudo menos bem sucedidos , até digo mais foi uma autentica fraude comparado por exemplo com a BRX

Cágado1
Cágado1
6 meses atrás

Continuo à espera de uma análise técnica séria das vantagens em eficácia da solução mista combustão/electricidade, bem como de uma análise da sua eficiência energética. Será assim tão difícil daber qual foi o consumo de gasolina dos Audi, comparado com o dos Toyota e BRX? Julgo que todo o combustível é fornecido pela organização, não deveriam ser nºs muito dificeis de saber.

SlowInFastOut
SlowInFastOut
Reply to  Cágado1
6 meses atrás

Nem mais, já basta de análises publicitárias

SlowInFastOut
SlowInFastOut
6 meses atrás

Querem explicar como é que um carro eléctrico com um gerador a combustão para ir carregando as pilhas pelo caminho é mais complexo que um R18 LMP1-H que tinha que ser programado de curva para curva, de volta para volta, a fim de maximizar a performance ao mesmo tempo que cumpria os limites de consumo de energia? Esses “monstros” quase que se guiavam sozinhos e é um “parts bin special” que é coroado como “o carro de competição mais complexo da história da Audi até hoje”? Manobras de marketing, tal como o próprio nome “RS Q e-tron” indica.

Last edited 6 meses atrás by SlowInFastOut
SlowInFastOut
SlowInFastOut
Reply to  SlowInFastOut
6 meses atrás
Last edited 6 meses atrás by SlowInFastOut
O-REBEL
O-REBEL
6 meses atrás

Um carro simples, com motores eléctricos da FE e um ICE do DTM, provados e fiabilizados (noutros ambientes, unicamente). Construido pela X-Raid, que ganhou os ultimos dakar con 4WD e Buggys. Se compararnos com a Peugeot quando regressou com o seu Buggy, o primeiro ano foi trágico (muito pior que o da Audi) e no segundo já ganhávam…Assim que se os outros constructores não fazem algo igual ou a ASO acerta no BoP…Temos domínio para os próximos 3 anos. Depois, como é típico do grupo VW, vão-se embora.

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
últimas DAKAR
últimas Autosport
dakar
Autosport

GRÁTIS
BAIXAR