WRC: Porque quer o promotor ‘fugir’ da Europa?

Por a 9 Fevereiro 2019 11:41

Há várias razões para que o Promotor do WRC e a FIA pretendam ter mais provas fora da Europa no Mundial de Ralis. A primeira é perfeitamente compreensível, já que a única (talvez não a única, mas a mais fácil) forma de fazer crescer a base de adeptos do WRC é estender a competição a mais países, tornando dessa forma a competição verdadeiramente mundial. Claro que há aqui também interesses comerciais, mas isso é assunto para outra altura.

Quanto ao equilíbrio do calendário, isso já foi mais ou menos bem conseguido na F1, mas nos ralis a FIA e o Promotor vão ter bem mais dificuldade. De qualquer forma, para que se entenda melhor a forma de pensar de quem gere, atente nas declarações de Oliver Ciesla: “É preciso ter a coragem de lutar pela mudança. Atualmente, hoje em dia, na América Central e do Sul, ou em grandes partes da Ásia, a população ativa é mais jovem. As pessoas estão mais inclinadas a comprar um carro do que num mercado europeu saturado, em que as crianças estão mais ocupadas com os seus telemóveis e jogos.

A consequência é que nesses países, que não da Europa, o seu interesse no automobilismo é 14-15% maior hoje em dia, comparativamente à Europa. Então por que não tentar ir para esses lugares? Penso que é uma abordagem bastante racional para qualquer desporto, nem sequer é uma decisão comercial. Acho que se trata apenas de senso comum”, disse Ciesla.


O problema que Ciesla vai ter, tem a ver com o facto da Europa ser – como é desde sempre – o coração do WRC, é aí que está a sua maior percentagem de adeptos (e bem de longe) e sendo verdade que só levando ralis para outros países é possível a base de adeptos aí crescer, isso demora tempo, e o Promotor do WRC não se pode dar ao luxo de ter novas provas, que em vários anos tragam muito pouco valor acrescentado ao WRC, para além de ser um novo país.


Esta ânsia de ter novos países no WRC está a fazer com que os organizadores europeus se estejam a esforçar para ter melhores ralis, e o Rali de Portugal deste ano com a novidade Arganil é um exemplo perfeito.

Há várias razões para que o Promotor do WRC e a FIA pretendam ter mais provas fora da Europa no Mundial de Ralis. A primeira é perfeitamente compreensível, já que a única (talvez não a única, mas a mais fácil) forma de fazer crescer a base de adeptos do WRC é estender a competição a […]

Visualizou de 4 artigos abertos

O AutoSport limitou a 4, o número de artigos
que poderá ler sem fazer login
Para continuar a ler livremente
os artigos AutoSport,
por favor faça login aqui
Caso não esteja ainda registado,
faça agora aqui o seu
registo gratuito
  • Não é possível alterar o nome de utilizador.

    Deixe um comentário

    Please Login to comment
      Subscribe  
    Notify of
    últimas Ralis
    últimas Autosport
    AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/motosport.png