‘Estórias’ do Rali de Portugal, Miki Biasion “Em 1986, passámos uma mensagem…”


Sabia que Miki Biasion era o líder do Ral ide Portugal 1986 no final da primeira ronda pelos troços de Sintra? Como sabe, depois do dramático acidente da Lagoa Azul em 86, os pilotos oficiais decidiram abandonar o rali e Biasion concordou com a decisão: “Na altura em  que a prova foi interrompida, fiquei um pouco desapontado porque estava à frente do rali e, nesse ano de 86, era a primeira vez que liderava uma prova. Obviamente fiquei chocado com o acidente, tal como os outros pilotos. Falámos entre nós e concluímos que, com aqueles carros tão potentes, eram demasiado perigosos para correr no meio de tantos espetadores.
Tivemos a reunião e ficou decidido que abandonaríamos o rali. Pessoalmente, penso que, nas etapas em terra, o risco seria menor e talvez pudéssemos continuar mas, em sinal de respeito pelos familiares das vítimas, a atitude dos pilotos oficiais foi a correta. No fundo, com aquela decisão, estávamos a passar uma mensagem, não apenas aos organizadores do rali de Portugal mas aos de todos os ralis de que era preciso levar a segurança e a colocação dos espetadores mais a sério”.