/ralis/cnr-campeonato-nacional-de-ralis/lembra-se-de-ha-20-anos-cnr-2001-quando-pedro-chaves-quase-baralhou-planos-a-peugeot/
 

Lembra-se de, há 20 anos, CNR 2001: Quando Pedro Chaves quase baralhou planos à Peugeot


Título de Adruzilo esteve em causa! O final do Rali Sport/Rota do Dão de 2001 foi dramático para a equipa Peugeot Esso Silver Team SG que manteve, até ao último instante, o suspense de penalizar ou não Miguel Campos para que Adruzilo pudesse ser campeão. Era assim que estava combinado desde que na prova anterior, no Algarve, Miguel Campos terminou na frente de Adruzilo Lopes.

Só que na última prova os factos ultrapassaram a esfera de ação da equipa e por pouco não fugiram ao controle da formação liderada por Carlos Barros.

No final do último troço, a equipa Telecel Vodafone Castrol Team pensou em rejeitar o triunfo a que ficariam subjugados com a referida penalização, pois como confirmou Paulo Ferreira, o diretor da equipa, “gostamos de vencer desportivamente e não como consequência das diretrizes ou jogos de equipa dos outros, daí que chegámos a equacionar a hipótese de penalizar também à entrada do último controle, por forma a trazer novamente à superfície a verdade desportiva”.

Felizmente para Adruzilo Lopes, a sorte estava do seu lado já que Pedro Chaves era o primeiro homem a chegar ao controle e por mais que penalizasse, Miguel Campos poderia sempre ususfruir de uma penalização superior, por ser o segundo homem na estrada. Factos irrefutáveis, mas que chegaram para estimular a imaginação de muitos que maliciosamente preencheram o imaginário com uma conversa de circunstância entre os dois chefes de equipa transformada em “pacto de não agressão”…E viva a imaginação!