/maismotores/rx-portugal-macao-lutas-duras-marcaram-segunda-jornada/
RX Portugal, Mação: Lutas duras marcaram segunda jornada | AutoSport

RX Portugal, Mação: Lutas duras marcaram segunda jornada 

Por a 9 Maio 2022 10:00

A segunda etapa do Campeonato de Portugal de Ralicross contou com a presença dos pilotos dos Iniciados, Super Cars, Super 1600, Nacional 1.6, 2 Rodas Motrizes e Kartcross, na Pista da Boavista para a ronda do Circuito de Mação 1.
Após uma ronda de abertura de época em que as temperaturas muito baixas, e até mesmo a neve, marcaram presença em Montalegre para darem as boas-vindas a pilotos e público, o Campeonato de Portugal de Ralicross by Transwhite foi brindado com temperaturas que chegaram perto dos 30º em Mação, o que exigiu um pouco mais de pilotos e máquinas.

Super 1600 marcada pelas bandeiras vermelhas
Na categoria com as grelhas mais preenchidas e corridas mais disputadas do Campeonato de Portugal de Ralicross by Transwhite, a Super 1600, o protagonismo principal foi para as bandeiras vermelhas durante o dia das meias-finais e final.
Na Meia-Final A, a primeira de duas interrupções forçadas de corridas do fim de semana, resultou de uma carambola na curva 1 entre Rogério Sousa, Jorge Machado, Luís Morais e Pedro Tiago. Um contratempo que afastou de imediato Morais e Tiago, e ditou ainda a desclassificação de Rogério Sousa. No reatar da ação e com apenas quatro pilotos na grelha, a preocupação passou a estar apenas na Final, já que são quatro as máquinas apuradas em cada uma das duas Meias-Finais.
Chegado o momento de todas as decisões – a Final – nova bandeira vermelha e na mesma curva, a primeira da pista de Mação. Desta feita, devido ao capotamento de Ricardo Soares que, ao tentar evitar a entrada na Joker Lap depois de alguns apertos após a partida, acabou por ficar sem espaço, colidindo com a barreira lateral. Foi o fim da linha para o Citroën Saxo de Soares que saiu ileso e debaixo de uma grande ovação do público.
Nova partida e mais emoção com Joaquim Machado em Peugeot 208 da Kaxa & Motor a chamar a si a vitória na Final com um tempo final de 4:41.262s. O segundo lugar do pódio ficou para o outro homem da Kaxa & Motor, Leonel Sampaio em Skoda Fabia II que precisou de mais 4.193s para completar a corrida final do fim de semana. O lugar mais baixo do pódio foi conquistado por Jorge Machado em Citroen C2.
Com o resultado alcançado no final da segunda prova do campeonato, Joaquim Machado saiu na liderança da categoria aproveitando a ausência de João Ribeiro, cujo Audi A1 está já preparado para a participação do piloto no Europeu de ralicross nos próximos dias 21 e 22 de maio na Hungria.

Adão Pinto não deu hipóteses nas 2 Rodas Motrizes
Entre os carros de 2 Rodas Motrizes, e depois de um início de defesa do título com o segundo posto em Montalegre, Adão Pinto não deu hipóteses na visita à Região Centro. O piloto do Opel Astra levou de vencida o conjunto das três Qualificações e foi depois para a Final determinado em conquistar a vitória, objetivo que cumpriu com tranquilidade ao cruzar a linha de meta com mais de 6 segundos de vantagem sobre Bruno Campos. Não satisfeito, Adão garantiu ainda dois pontos extra pelas Melhores Voltas nos Treinos Cronometrados e na Final. Um conjunto de resultados que lhe dá a liderança do Campeonato.
Com a liderança da classificação garantida desde que assinasse a presença na Final da Nacional 1.6 dada a ausência de Pedro Rocha, Ricardo Costa acabou por rodar de forma algo tranquila ao longo de todo o fim de semana, deixando as despesas das lutas pelas vitórias para Telmo Costa e César Carneiro. O primeiro dominou por completo e sem qualquer tipo de oposição.
Enquanto isso, nos Iniciados, domínio foi quase absoluto de Guilherme Nunes, que só não garantiu a Volta Mais Rápida na Final. O jovem deu cartas e depois de vencer as três corridas de Qualificação levou a melhor na Final com praticamente 2 segundos de margem sobre Duarte Camelo, que chegou a Mação na liderança do Campeonato. A fechar o pódio, depois de ter garantido o segundo posto nas Qualificações, ficou Rafaela Barbosa que desta forma tratou de recuperar algum do terreno perdido em Montalegre.

Tiago Alexandre sozinho nos Super Car
Algo inglória foi a prestação de Tiago Alexandre. Sozinho na classe Super Car após a ausência de última hora de Oscar Ortfeldt, o piloto do Peugeot 208 apresentou-se, ainda assim, cheio de vontade de brindar o público presente com bons momentos de condução. Contudo, a cedência do diferencial traseiro ainda na primeira corrida de Qualificação no sábado acabou por ditar o desfecho do fim de semana. Incapaz de impor depois um ritmo mais forte, sob pena de partir também o diferencial dianteiro caso o fizesse, Tiago acabou por ter de rodar de forma muito moderada apenas com os pontos para o Campeonato em vista.
Para fechar o programa, os protagonistas do PopCross foram para a pista para um derradeiro embate em que Manuel Ramos se sagrou vencedor à frente de Rodrigo Caetano e Ramiro José.

Pedro Rosário ditou o ritmo no Campeonato de Portugal de Kartcross
Na segunda ronda do Campeonato de Portugal de Kartcross by Transwhite, Pedro Rosário recuperou da prova de Montalegre, Joca Gonzaga consolidou a liderança do campeonato e Alexandre Borges e João Pinheiro atrasaram-se na luta pelo título. 
O sol escaldante de Mação obrigou a múltiplas regas da pista e em excelentes condições realizou-se as Meias-Finais do Campeonato.
Partindo da Pole na Meia-Final A, o campeão em título, Joca Gonzaga, fez uma prova limpa na liderança durante as 7 voltas, assinando ainda a volta mais rápida. Garantidas também as presenças na final de Alexandre Borges, Alcides Calçada, João Ribeiro, Nelson Rocha e Diogo Soares, e Daniela Godinho.
Enquanto isso, na Meia-Final B Pedro Rosário ditou o ritmo e acabou por levar consigo Luis Almeida, João Medina, João Pinheiro, Tiago Pinto, Luís Pereira e Gonçalo Valentim para a Final.
Uma vez mais, a curva 1 ditou boa parte das decisões, com Alexandre Borges a ficar de imediato pelo caminho após um toque com João Ribeiro que deixou o Semog Bravo de Borges com problemas de direção e impossível de conduzir. Ribeiro, que não alinhou na S1600 como é habitual por ter o seu Audi A1 já preparado para o Europeu de ralicross, na Hungria, também não teve melhor sorte, já que se foi forçado a abandonar.
Pedro Rosário (Semog Bravo), que saiu de Montalegre na 11ª posição do Campeonato, manteve ao longo das 7 voltas da final numa luta intensa pela vitória com Joca Gonzaga (LBS RX01). Um duelo que só terminaria na última volta com Gonzaga a jogar tudo na sua passagem na Joker Lap da qual saiu praticamente a par de Rosário. Contudo, Pedro Rosário acabou por ser mais feliz ao terminar com um tempo total de 4:36.241s seguido de Gonzaga a uns escassos 0,310s. A fechar o pódio o Semog Bravo de João Medina com mais 1,318s que Rosário.
Nota ainda para João Pinheiro que ao longo de todo o fim de semana se manteve na luta pela liderança. Era terceiro do Campeonato à chegada a Mação e o piloto terminou a participação na pista da Região Centro na 7ª posição.
Com este resultado na Pista da Boavista, Joca Gonzaga consolidou a liderança no Campeonato de Portugal de Kartcross by Transwhite, enquanto Alexandre Borges e João Pinheiro se atrasaram na luta pelo título da época 2022.

Classificação:

Super Cars 
1Tiago AlexandrePeugeot 2083:21.838
Super 1600
1Joaquim MachadoPeugeot 2084:41.262
2Leonel SampaioSkoda Fabia II4.193
3Mario BarbosaCitroen Saxo6.333
Nacional 1.6
1Telmo CostaPeugeot 1065:02.870
2Cesar CarneiroCitroen Saxo5.425
3Ricardo CostaCitroen Saxo35.321
Nacional (2RM)
1Adão PintoOpel Astra4:53.240
2Bruno CamposPeugeot 3066.271
3Daniel PachecoCitroen Saxo13.082
Iniciados
1Guilherme NunesPeugeot 1065:08.630
2Duarte CameloPeugeot 1061.915
3Rafaela BarbosaCitroen Saxo8.412

Classificação Final Kartcross:

1Pedro RosárioSemog Bravo4:36.241
2Jorge GonzagaLBS RX010.310
3João MedinaSemog Bravo1.318
4Alcides CalçadaSemog Bravo3.280
5Luis AlmeidaLBS RX014.781

Classificações completas, aqui.

Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Caro leitor, esta é uma mensagem importante.
Infelizmente o Autosport não pode continuar a disponibilizar os seus artigos gratuitamente.
Já não é viável ter uma equipa de jornalistas profissionais sem que possamos vender o produto do nosso trabalho.
Tal como os jornais e revistas são pagos, também os conteúdos editoriais digitais terão que ser pagos.
Por favor subscreva o Autosport Exclusivo e ajude-nos a manter esta máquina em andamento!
São apenas 2€ por mês, subscreva agora AQUI
últimas MAIS MOTORES
últimas Autosport
maismotores