Max Verstappen: “Simuladores estão nos 95% de realismo…”

Por a 7 Novembro 2019 12:22

Não é novidade para ninguém que hoje em dia as equipas trabalham imenso nos simuladores, já que o tempo de pista para testes é extremamente limitado.

Portanto, esta é uma área em que qualquer construtor tem investido para melhorar a correlação do trabalho se simulação feito para o que acontece em pista e neste momento Max Verstappen ‘atira’ com um número que é incrível, se for verdadeiro: 95% de realismo.

Em declarações num programa de TV, The Rich Eisen Show, Verstappen sugere que a única coisa importante que falta nos simulador são as forças G. “Passamos imenso tempo no simulador, e diria que hoje em dia os simuladores rondam os 95 por cento (referindo à correlação com o que acontece em pista). Os cinco por cento que faltam são as forças G, porque não é possível replicá-las no simulador”, disse Verstappen.

É um número difícil de perceber, por várias razões. A primeira delas, precisamente a questão física. Ao não replicarem as forças G, os simuladores não ‘cansam’ os pilotos e os erros também advêm do cansaço. Depois a questão dos pneus. Mesmo que seja possível na simulação ‘gastar’ pneus, é muito difícil ter confiança que em pista isso acontece da mesma forma (temperaturas), e um pneu mais, ou menos gasto faz toda a diferença. De qualquer das formas, pelas palavras de Verstappen percebe-se que a correlação é efetivamente muito alta.

8
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
últimas F1
últimas Autosport
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.