/formula1/f1/formula-1-e-a-grande-ambicao-de-colton-herta/
Fórmula 1 é a “grande ambição” de Colton Herta | AutoSport

Fórmula 1 é a “grande ambição” de Colton Herta

Por a 13 Maio 2022 12:03

Nunca se deve ter falado tanto de Fórmula 1 nos Estados Unidos da América, mas ainda assim não há um piloto do país na competição rainha do automobilismo. Phil Hill e Mario Andretti são as maiores figuras do país na Fórmula 1 e o próximo piloto do país pode aparecer a curto prazo. O nome mais falado é Colton Herta, que tem um teste marcado com a McLaren e garante que quer muito ser piloto de Fórmula 1. 
“É uma grande ambição da minha parte”, disse o jovem piloto que compete na Indycar Series pela Andretti Autosport ao podcast F1 Nation. “Há muitas coisas que, sabem, quando acabar de correr, quero poder dizer que o fiz. E a Fórmula 1 está bem no alto da minha lista, certo? Eu queria ir para a IndyCar, queria correr nas Indy 500 e  obviamente, ainda quero ganhar as Indy 500, o que ainda não fiz”.
Sem revelar a data do teste com a McLaren, Herta assume que é muito importante sair-se bem aos comandos do carro da equipa de 2021.
“Posso dizer que vou, em junho, a Woking para um ajuste do banco e depois algumas coisas de simulador. Portanto, estou ansioso por isso; a última vez que lá estive foi em 2019. Penso que fiz um dia de simulação. Não consegui ver a fábrica, da qual espero ter uma boa visita guiada. Sei que eles são muito reservados em tudo, tenho a esperança de poder ver um bocadinho de tudo, mas sim, esse vai ser o primeiro passo. E depois, obviamente, vou testar mais tarde durante o ano, o que vai ser fantástico. Estou realmente ansioso por isso”.

Subscribe
Notify of
10 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pity
Pity
13 dias atrás

Parece que tenho de ver uma corrida de F. Indy, para “avaliar” este piloto. Contudo, para já, há uma questão que se põe: quantos pontos, para obter a super licença, dá a F. Indy? É que não é só o piloto e a equipa quererem, é preciso ter os pontos necessários. Por causa da pandemia, a FIA deu um desconto de 10 pontos, o que permitiu a entrada de um génio, de seu nome Mazepin mas, agora que tudo voltou ao normal, penso que já não há descontos e volta a ser necessário ter 40 pontos.

Scb
Scb
Reply to  Pity
13 dias atrás

Em termos de pontos para a superlicença a Indycar (F. Indy??) está apenas abaixo da F2. Não será por aí. Duvido que um piloto que pouco tempo esteve na Europa consiga ser competitivo no circo da F1.

Pity
Pity
Reply to  Scb
13 dias atrás

Sim, parece que o caminho da F1 para a Indy, é mais fácil do que o inverso. Jacques Villeneuve parece ser a única excepção.

Não me chateies
Não me chateies
Reply to  Pity
12 dias atrás

Esquecida do Montoya? Em termos de Super licença o 1º dá 40 pt, 2º 30pt e 3º 20 pt. O Colton Herta não tem os pontos porque até agora porque não é assim tão bom como lhe pintam. O Alex Palou esse sim merece um lugar na F1, o espanhol nem parece ter a idade que tem, tal a maturidade em corrida.

Pity
Pity
Reply to  Não me chateies
12 dias atrás

O Montoya não se enquadra no meu comentário. Ele fez toda a formação até à F3000, na Europa, só depois passou pela Cart, antes de se estrar pela Williams.
Quanto aos pontos, estava convencida que a Indy dava menos pontos. Sendo assim, “basta” ao Herta ser campeão 🙂

Não me chateies
Não me chateies
Reply to  Pity
12 dias atrás

Tem 32 pontos, basta fazer km com o McLaren de F1 de 2021.

driver-on-track
driver-on-track
13 dias atrás

devia ter entrada directa…. quem anda em ovais e pistas americanas de diversos tipos.. e corre em Indianapolis as 500 milhas sempre prego a fundo é gente que os tem no sitio…bem gostava de ver os meninos da F-1 fazer o contrário…. pois quem tem …. tem medo…. com a excepção do Alonso que já o fez.

Scb
Scb
Reply to  driver-on-track
13 dias atrás

É comparar alhos com bugalhos. Quem corre prego a fundo no WRC ou Dakar ainda tem os tem mais. Então quem corre de chaço tunning a fugir da gnr tem muito mais

Não me chateies
Não me chateies
Reply to  driver-on-track
12 dias atrás

E tem basta ser campeão, ou ficar no top 3 duas épocas seguidas.

Não me chateies
Não me chateies
12 dias atrás

Tem é de começar a preocupar-se com a Indycar, onde não tem dado uma para a caixa desde que chegou a acordo com a McLaren, enquanto isso o Pato O’Ward encaixou a desilusão e voltou aos bons resultados. Se alguém merece ir para a F1 é o miúdo Alex Palou, campeão e líder do campeonato.

últimas F1
últimas Autosport
f1