F1: Toto Wolff gosta de batalhas duras em pista

Por a 16 Julho 2019 17:30

Na Áustria e na Grã-Bretanha vimos Max Verstappen e Charles Leclerc a dar grandes espectáculos em pista. As lutas entre ambos animaram as duas provas e foram uma amostra do que a F1 do futuro nos reserva.

Toto Wolff gostou de ver este tipo de batalhas, que por vezes se tornam mais duras e com um pouco de jogo sujo à mistura, o que ele considera normal e saudável até… desde que não seja entre ambos os pilotos da sua equipa. Lewis Hamilton e Valtteri Bottas também lutaram entre si pela liderança da prova mas neste caso a batalha foi menos intensa, por motivos óbvios, o que Wolff agradece:

“Eu não quero ver nada disso numa luta entre colegas de equipa. Não tenho dúvidas de que eles sabem lutar entre si. Já vimos isso em muitas ocasiões entre Valtteri e Lewis, eles respeitam-se dentro e fora de pista. Levar o esforço o pouco mais além é justo se estivermos a lutar contra outra equipa.”

“Mas eu gostei muito da luta entre os dois, foi muito divertido, e ninguém pode dizer que não foi uma luta dura, mas dentro dos limites.”

“E eu acho que o que vimos entre outros pilotos foi no limite do jogo sujo. Há sempre um pouco deste espírito em nós, que queremos ver na pista. Nas corridas, é bom quando os pilotos estão um contra o outro. Mas não em lutas entre colegas.”

Wolff também ficou satisfeito com o critério usado na avaliação da lutas entre pilotos e admitiu que há agora um critério menos apertado nesse tipo de avaliação:

“Podemos ver claramente que o incidente entre Leclerc e Verstappen, foi interpretado exatamente como na Áustria, e que as lutas mais renhidas são permitidas. Eu acho que é permitido na maioria das outras fórmulas, e deve acontecer assim em lutas entre equipas.”

“É o que todos queremos ver. São lutas duras, mas é algo que queremos ver. ”

16
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
n_asa
Membro
n_asa

Pois mas no Canadá tiveste outra opinião depois do Vettel ter saído de pista numa zona de muros e ter voltado de forma menos controlada. Ai já houve problema do Vettel ter encostado o Lewis ao muro.

Warrior
Membro
Warrior

E na Áustria também…

MLS
Membro
MLS

Treta, não deves gostar assim tanto, senao davas a ambos pilotos a mesma estratégia de corrida, se o tivesses feito a corrida teria ainda mais animação. Ou o Lewis ia de início ao fim colado a Bottas ou acabaria por o ultrapassar a certa altura.

puzzle
Membro
puzzle

“Ele nem sabia”…

MurrayWalker
Membro
MurrayWalker

Conte-nos lá o que ficou acordado no briefing da Mercedes antes da corrida entre pilotos e engenheiros em relação à estratégia.

Kaos
Membro
Kaos

O que ficou acordado é que se iria arranjar algo para o Lewis passar para a frente…

MurrayWalker
Membro
MurrayWalker

Ora leia mais um pouco e tente outra vez…

Eu_não_sou_o_frenando_afondo
Membro
Eu_não_sou_o_frenando_afondo

Não, o que ficou acordado foi Giovinazzi sair de pista para lixar a estratégia do Bottas! Ladrões! Gtunos!!!1!1!11oneoneone

MurrayWalker
Membro
MurrayWalker

Isso é a versão simplificada da coisa. Mas a Mercedes traçou um plano mais elaborado. Deixá-los correr! Claro está que para uma certa fação de colegas cá do burgo, isto é mesmo demasiado elaborado. Deixou-os os correr que é o que este fórum muito gosta. Só não gosta é que ganhe o suspeito do costume. A estratégia de quase todas as equipas para a corrida era duas paragens. A da Mercedes no que respeita a pneus era M-M-H. Sendo que o piloto que estivesse na frente por altura do pit-stop tinha primazia em ser o primeiro a parar, mas o… Ler mais »

puzzle
Membro
puzzle

Este porquinho da india devia estar calado porque mais uma vez quem fez o trabalho de casa ao trancinhas foi o desgraçado do “meias” (qual botas)… ainda assim grandes batalhas seriam ainda mais e óbvias se pelo menos não deixassem entrar o COMPANHEIRO a 4 voltas do fim para a boxe trocar de pneus quando o “inteligente” na volta a seguir o NEGOU (dizem eles)!… o que seria se o finlandez fizesse o mesmo e vencesse?!… Isso é que gostaríamos de ver, MAS NÃO ESTÁ NO CONTRATO (aquelas letras pequenas que ninguém vê) – TÓTÓ MESMO e já agora parvo… Ler mais »

aguia25
Membro
aguia25

Procura lá a peça que te falta. Deve estar debaixo do sofá.

Eu_não_sou_o_frenando_afondo
Membro
Eu_não_sou_o_frenando_afondo

Excepto que Bottas tinha de entrar sim ou sim porque ainda não tinha montado pneus de composto diferente (tinha montado duas vezes os médios). Assim que ele não podia continuar em pista. Já Hamilton pode fazê-lo, tudo por causa do safety-car, que lhe deu a liderança, ao ter estendido o primeiro stint para ter os pneus duros em melhor estado no final e assim contra-atacar o segundo pit-stop de Bottas. Se o SC não tivesse entrado, Hamilton teria ficado uns 3 segundos atrás de Botas, visto que ao esticar o stint, teria perdido tempo, contra Bottas com pneus frescos. Depois… Ler mais »

asfalto
Membro
asfalto

Ó toto, não gostaste de ver Senna e Prost, Piquet e Mansel, Hakkinen e Coulthard. O que mudou, porque as corridas perderam valor, é simples, as pessoas é que perderam valor. Interesses, interesses, interesses.

LG MTB
Membro
LG MTB

Isto é mesmo observações “à teórico”, desde que não afecte o team dele é divertido!!!!!
Ora se ele fosse mas é tomar banho é que fazia bem, porque de areia nos olhos estou eu farto!!
Este senhor quem é que ele pensa que engana?, não a mim!!!

js1970
Membro
js1970

É só azia e choradeira!

Kaos
Membro
Kaos

While Mercedes team principal Toto Wolff is happy to let Lewis Hamilton and Valtteri Bottas race freely against each other but has made a stand against “dirty” racing which he feels took place between Red Bull and Ferrari drivers during the British Grand Prix.

últimas F1
últimas Autosport