F1: Será que a Williams deve mesmo substituir Robert Kubica?

Por a 18 Maio 2019 15:21

As coisas estão a complicar-se cada vez mais para Robert Kubica, e embora a sua luta muito particular ‘contra’ George Russell não seja exatamente a que domina as manchetes, isso não a torna menos interessante. Até aqui o jovem rookie ‘protegido’ da Mercedes tem dominado por completo o seu companheiro de equipa, e em Barcelona as coisas passaram para outro nível face às reclamações de Kubica relativamente ao seu chassis, o que levou à troca de dois monolugares, sendo que isso nada mudou. Russell continuou mais rápido.

Muito poucos não gostaram da oportunidade que tem vindo a ser dada a Kubica, tratou-se de um regresso absolutamente fantástico, depois de tudo o que sucedeu em 2011, mas a verdade é que está a ficar cada vez mais complicada a manutenção do polaco na grelha da F1.
No mínimo seria interessante poder vê-lo noutro monolugar, de modo a percebermos se o péssimo FW42 não está a exacerbar as já de si grandes dificuldades do polaco, mas todos sabemos que vê-lo noutro carro é impossível.

Os rumores sobre Nicholas Latifi intensificam-se, mas será que a Williams deve mesmo substituir Robert Kubica?
Na verdade, nem Lewis Hamilton colocaria esta carro da equipa de Grove nos pontos.

Kubica foi ‘derrotado’ em toda a linha pelo rookie George Russell, terminou no último lugar em todas as sessões de qualificação e em todas as corridas desta temporada entre os pilotos que realmente terminaram as corridas. Mas deverá a Williams substituir Kubica antes do final da temporada? Só se for do ponto de vista de trazer mais um novo nome para a F1 e fazê-lo aprender, mas do ponto de vista da equipa, dois rookies numa equipa que tem um carro que precisa de muita experiência para ser desenvolvido, não parece boa ideia.

Sem sabermos todos os detalhes é óbvio que há aqui muita ‘culpa’ de Kubica, pois provavelmente a F1 é demasiado para o que ainda pode fazer hoje em dia. Mas fez todo o sentido tentar. Não sabemos se o polaco vai ser substituído a curto prazo, mas se o for e o carro melhorar muito lá mais para a frente – a equipa tem meios para isso – será também injusto, porque já não vamos saber o que conseguiria Kubica com ‘outro’ carro. Resta-nos aguardar pelos desenvolvimentos…

5
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
Billy Bob
Membro
Billy Bob

Não é um tema fácil, a minha modesta opinião é que deve ser o próprio a fazer uma auto-analise da situação e caso conclua que já não é mesmo o mesmo, abdicar, agora, ainda pode ser prematuro.
Veja-se (com as devidas distancias) o caso de Pierre Gasly…A levar folhas de calendário do Max, e, ainda não se fala de mudanças…
Por mim, mais uns GPs.

Cágado1
Membro
Cágado1

Mesmo que optem pela mudança, nunca deveria ser já. Dêem-lhe mais tempo. E, se mudarem, que seja para alguém que possa avaliar o carro e servir de termo de comparação para o Russel, seja o Ócon, ou mesmo o regresso de Syrotkin. Mas ainda gostava de ver mais do Kubica. Que tal numa corridinha à chuva?…

ZeCambota
Membro
ZeCambota

É evidente que tecnicamente o Kubica está a mais na F1, já não tem capacidades para lá andar ao mais alto nível, agora trocá-lo porque razão? Para o substituto ficar à frente do Russel? Deixem lá o Kubica que sempre é um must para a comunicação social e para os adeptos e o Latifi está a fazer um grande campeonato de F2, mais vale ser campeão nessa categoria que o último em cada corrida de F1.

brunosantoslamosogmail-com
Membro
brunosantoslamosogmail-com

V

augustto01hotmail-com
Membro
augustto01hotmail-com

Se valesse a pena insistir com Kubica, porque a Renault não insistiu? Está estampado e claro que o cara não tem condições de competir em alta performance. Dê-lhe uma Mercedes e vcs verão qual será o resultado. O cara foi bom, hoje não é mais. Ponto. Do jeito que vai, sairá pela porta dos fundos.

últimas F1
últimas Autosport