F1: Rich Energy rescinde contrato com a Haas F1

Por a 11 Julho 2019 10:00

William Storey, CEO da Rich Energy anunciou via Twitter que rescindiu o seu contrato de patrocínio com a Haas F1, alegando “mau desempenho”, e referiu também que a “política e a atitude do PC” da F1 está afetar seus negócios. A Haas não comenta. Ao que tudo indica esta é o fim da ligação numa medida que surge algum tempo depois duma decisão judicial ter impedido que a Rich Energy usasses o seu logótipo depois de 18 de julho, porque infringe direitos autorais duma empresa britânica, a Whyte Bikes.

Para lá de perder o dinheiro do patrocinador, que quer combater a gigante Red Bull, já que está no mesmo meio, o da venda de bebidas energéticas, a Haas é bem capaz de sofrer mais com as razões aduzidas para a rescisão. Atente-se no conteúdo do tweet da Rich Energy: “Hoje @rich_energy rescindiu contrato com @HaasF1Team por mau desempenho. O nosso objetivo é vencer a @redbullracing & estar atrás da @WilliamsRacing na Áustria é inaceitável. A atitude política e de PC na @F1 também está a inibir o nosso negócio. Desejamos felicidades à equipa”.

9
Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of
vasco__moura
Membro
vasco__moura

A Haas acabou de anunciar, dia 11/07/2019, no Twitter que a Rich Energy ainda é o patrocinador principal deles!
A conclusão que eu tiro é que a Rich Energy não deve ser assim tão Rich quanto isso e está a tentar sair deste contrato de qualquer forma possível!
Nunca ninguém viu garrafas da Rich Energy à venda, estão em tribunal por roubarem o logo a uma outra empresa de bicicletas.. Este negócio cheira-me a esturro

obernardo93
Membro
obernardo93

em Inglaterra vendem e também pode comprar pelo site as bebidas que entregam em PT

Zé Bellof
Membro
Zé Bellof

Pois pensaram que a Red Bull por ter motores Honda iria ter problemas e eles poderiam ter alguma chance de morder lhes os calcanhares. Ficar atrás de uma Williams moribunda na Austria tbm não ajudou nada, mas os problemas deles já vêm mais detrás pois não estão a conseguir tirar todo o potencial do carro. Até que ponto se pode rescindir um contrato assim desta maneira não sei, depende das clausulas que o mesmo tem…. mas que não abona em nada a Haas é uma verdade……

Koluirty
Membro
Koluirty

Não abona essa tal coisa de ‘rich energy’ num deesporto de competição perder não envergonha ninguém, ja desistir de competir por estar a perder é vergonhoso e de mau caracter, mas como esse tipo de valores aparentemente ja não se usam…

mdcc220
Membro
mdcc220

O Gene Haas se quiser, compra a Rich Energy só para ter o prazer de a fechar.

obernardo93
Membro
obernardo93

bem verdade ahahah

831ABO
Membro
831ABO

Como não sou jurista, não sei qual o valor jurídico de um Tweet nem se este tem eficácia para denunciar um contrato de patrocínio.
O que sei é que os investidores da Rich estão a negociar com a Haas para tentar encontrar uma solução.
Alguém deve ter pensado que, se os Estados Unidos podem ser governados pelo Twitter do presidente Trump, também podiam gerir uma empresa da mesma maneira.

jmiguel-godinhoaybhislabor-com
Membro
jmiguel-godinhoaybhislabor-com

O CEO da Rich, esqueceu-se de referir que a empresa está a ser investigada, e o contrato com a Haas está a ser passado a pente fino, ao que parece os negocios da Rich estao um pouco como a cor da Haas, um pouco negros, daí agora querer rescindir pelos maus resultados da Haas, sim sim…..

Eu_não_sou_o_frenando_afondo
Membro
Eu_não_sou_o_frenando_afondo

Se a ideia era lavarem dinheiro… O melhor é mudarem de máquina de lavar. A Haas tem poucos rpm´s.

últimas F1
últimas Autosport